Home TVEpisódio Crítica | Legends of Tomorrow – 6X04: Bay of Squids

Crítica | Legends of Tomorrow – 6X04: Bay of Squids

por Luiz Santiago
1505 views (a partir de agosto de 2020)

  • Há SPOILERS! Leia aqui as críticas dos outros episódios.

Ser impressionado por uma série e, principalmente, por um personagem é uma das coisas mais legais de ser um espectador. Ainda na semana passada — e ao longo desses últimos dias em comentários aqui no PC — eu falava do quanto Mick estava sendo reafirmado como um completo inútil e que era melhor se livrarem dele logo (até aí, só disse verdades), mas ora, vejam só como as coisas são capazes de mudar em um único episódio!

Fazia tempo que Legends of Tomorrow não trazia um roteiro dentro de um período histórico crítico e com consequências bem pesadas para os heróis, caso não conseguissem resolver o dilema da vez. Aqui, na Crise dos Mísseis de Cuba, o roteiro faz da busca por Sara um encontro absolutamente inesperado, culminando com Mick de parzinho com uma alienígena e saindo pelo espaço afora, cada um buscando uma coisa diferente. Tirando aquela cena bizarra e constrangedora (apesar de bem filmada) do futebol americano com a maleta da destruição na Casa Branca, temos um episódio que, acima de tudo, traz algo que a gente estava sentindo falta na série. Um bom uso para todos os núcleos de personagens.

Shows com grandes elencos não necessariamente são ancorados em espaço igual para todo mundo e nem todos os núcleos possuem a mesma relevância para o desenvolvimento da trama como um todo. Bem… isso não acontece com LoT, ao menos não como regra. Uma das reclamações que eu (e pelos comentários, percebi que muita gente estava comigo) era que “faltava algo” nos capítulos anteriores. Uma espécie de característica, de essência que, embora não totalmente recuperada, se pode ver bem claramente neste Bay of Squids: personagens diferentes com boas participações e uma forma criativa de trabalhar o elenco por inteiro. É o tipo de armadilha perigosa que a série se colocou mas que, quando é bem explorada, nos traz uma verdadeira diversão.

O maior destaque de todo esse bom uso do elenco é, claro, Mick. Eu revirei os olhos quando o primeiro corte aconteceu e entramos na Waverider para ver todo mundo acordando, Nate duro pelos corredores da nave e Zari provocando um pouco (será que teremos dilema amoroso pela frente? Um triângulo com Zari II, Nate e Constantine?), tudo isso graças ao alarme soado por… Mick. Até que ele apareceu completamente diferente, em todos os sentidos. Com inteligência, com diálogo bem escrito e com um plano, gente, um plano! Não importa o caráter dele, mas era um plano de verdade, não um arremedo inconsequente, tosco e estúpido como tivemos nos capítulos anteriores. Daí eu fiquei em choque. E a partir de então só fui gostando cada vez mais da trama, com o único “senão” em relação à tal cena do futebol americano.

Quero destacar aqui o quanto esse elenco não parece, mas é verdadeiramente talentoso. Jes Macallan (Ava) fazendo um ótimo e divertido sotaque russo e com cabelo e figurinos que realmente fizeram com que ela parecesse pelo menos uma ucraniana… Depois, meu crush Shayan Sobhian (Behrand) cantando — um adendo aqui: ele REALMENTE estava parecido com o Che, eu fiquei impressionado. E todo o restante em posições relativamente diferentes daquela que estamos acostumados. Foi um episódio com uma forte quebra de padrões para a temporada até aqui, e, ouso dizer, em termos de colocação e aproveitamento dramático dos personagens também para o show.

Gosto muito do fato de termos a equipe das Lendas indo viver na casa de Constantine e Mick e a alienígena com a Waverider pelo espaço, caçando Sara. É um arranjo que, ao menos a curto prazo, me parece interessante, engraçado e com boas possibilidades para explorar. Quantos episódios será que isso dura? Um? Dois? No máximo três? Torço para que não tropecem aqui. É uma premissa boa demais para ser estragada.

Legends of Tomorrow – 6X04: Bay of Squids (EUA, 23 de maio de 2021)
Direção: Sudz Sutherland
Roteiro: Phil Klemmer
Elenco: Caity Lotz, Tala Ashe, Jes Macallan, Olivia Swann, Adam Tsekhman, Shayan Sobhian, Lisseth Chavez, Amy Louise Pemberton, Nick Zano, Dominic Purcell, Matt Ryan, Nic Bishop, Aaron Craven, Aliyah O’Brien, Tim Perez
Duração: 42 min.

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais