Home Colunas Crítica | Rawhide – 1X01: Incident of the Tumbleweed Wagon

Crítica | Rawhide – 1X01: Incident of the Tumbleweed Wagon

por Luiz Santiago
357 views (a partir de agosto de 2020)

Bem-vindos ao Plano Piloto, coluna semanal dedicada a abordar exclusivamente os pilotos de séries de TV.

Número de temporadas: 8
Número de episódios: 217
Período de exibição: 1959 – 1965
Há continuação ou reboot?: Não.

Rawhide é uma das séries americanas de faroeste que mais marcaram o imaginário popular, seja por sua duração (está entre os 10 programas mais longos do gênero na TV), seja pela força de suas histórias. Há também um fator que não dá para ignorar aqui, que é a presença de Clint Eastwood no elenco, mas o ator só ganharia um real destaque na indústria quando a série já estava em seu penúltimo ano (1964), justamente quando chegou aos cinemas o clássico Por Um Punhado de Dólares, de Sergio Leone. No ano seguinte, quando Por uns Dólares a Mais chegou aos cinemas (18 de dezembro, na estreia em Roma), Rawhide já tinha sido encerrada, tendo o seu último episódio, Crossing at White Feather, sendo exibido em 7 de dezembro de 1965. Dessa forma, é apenas parcialmente verdade que a figura de Eastwood, num sentido amplo, tenha engrandecido a série, uma vez que ele só se tornaria um ator de maior relevância quando o show já estava no fim.

Criada por Charles Marquis Warren para a CBS, Rawhide tinha uma fórmula simples, mas constantemente utilizava dessa simplicidade para explorar situações comuns do cotidiano em histórias que, a despeito do período em que a série se passa — década de 1860 — atravessavam o tempo e mantinham-se importantes na atualidade, algo que podemos ver no cerne do roteiro de Richard Whorf para este episódio de estreia do show, Incident of the Tumbleweed Wagon.

A fórmula simples, que citei antes, é o ponto de partida da história. Gil Favor (Eric Fleming) é o tropeiro chefe que está levando o gado de um lugar para outro. Seu impetuoso assistente Rowdy Yates (Eastwood) segue fazendo reconhecimento e servindo como principal força bélica nos possíveis enfrentamentos que o atravessar de uma trilha poderia trazer para um grupo. E é justamente isso que temos aqui: em dado momento da travessia, quando estão acampados, o grupo de Gil e Rowdy vê chegar uma “Tumbleweed Wagon”, que eram diligências especiais, verdadeiras “prisões sobre rodas” criadas para transportar prisioneiros de uma cidade para outra ou de um local de crime para a cidade de seu julgamento ou prisão definitiva.

É bem verdade que o roteiro não consegue fazer uma interação orgânica entre o primeiro momento do episódio e a chegada da diligência problemática, mas a partir do momento em que os prisioneiros chegam e que a constante de perigo é estabelecida (ou seja, o fato de que os prisioneiros estão tentando fugir), o espectador tem algo para o qual direcionar sua atenção, e este é o ponto que faz valer a experiência, já que a direção constrói uma crescente tensão, compensando muitos tropeços do episódio.

Do deslocamento dos tropeiros protagonistas para guiarem a diligência-prisão até a interação entre os personagens, há pouca coisa que realmente chame a atenção. Nem a interação entre Eric Fleming e Clint Eastwood merece qualquer tipo de elogio, e o elenco como um todo não parece estar muito confortável no papel, salvo alguns bons momentos de crise ou explosões emocionais. O conteúdo moral que eles representam, no entanto, é algo marcante e muito bem explorado pelo roteiro. O ódio que Dallas Storm (Terry Moore) sente dos homens da lei e as conversas sobre o poder da lei que ela tem com Gil mostram um pouco da complexidade que é reparar uma infâmia cometida pelo Estado contra alguém inocente. E o que vemos aqui é, em parte, as consequências disso tudo.

O roteiro ainda fala sobre deserção e, claro, não deixa de trazer os verdadeiros bandidos para a trama, mas é o diálogo entre motivação e ato criminoso que ganha atenção no texto, independente do personagem. Incident of the Tumbleweed Wagon não é um dos melhores exemplares de Rawhide, mas é um início com um drama de caráter reflexivo em torno da justiça e com um encadeamento positivamente moralista no final, deixando montado o esqueleto da série e, apesar de seus problemas dramatúrgicos e certos abandonos do roteiro, consegue prender a atenção do público a maior parte do tempo, saindo de um quase-paraíso no início, para uma tragédia bem conhecida por nós, no final.

Rawhide – 1X01: Incident of the Tumbleweed Wagon (EUA, 9 de janeiro de 1959)
Criador:
Charles Marquis Warren
Direção: Richard Whorf
Roteiro: Curtis Kenyon, Fred Freiberger
Elenco: Eric Fleming, Clint Eastwood, Terry Moore, Sheb Wooley, Paul Brinegar, James Murdock, Steve Raines, Rocky Shahan, John Larch, Tom Conway, Frank Wilcox, Maurice Manson, Val Dufour, David Whorf, Bob Steele
Duração: 50 min.

Você Também pode curtir

7 comentários

Camilo Lelis Ferreira da Silva 12 de setembro de 2020 - 23:21

Que Este seja o Começo de Semanas e Descobertas de Pilotos para a gente dar uma Visualizada!

Responder
Luiz Santiago 13 de setembro de 2020 - 00:26

E vamos que vamos!

Responder
Camilo Lelis Ferreira da Silva 13 de setembro de 2020 - 14:06

Pilotos que nunca viraram séries estão nos planos?

Responder
Luiz Santiago 13 de setembro de 2020 - 14:43

Podem entrar sim!

Responder
planocritico 13 de setembro de 2020 - 15:02

@camilolelisferreiradasilva:disqus , não só pode, como já temos alguns, como Aquaman, Mulher-Maravilha, Os Robinsons. Confira aqui: https://www.planocritico.com/category/colunas/plano-piloto-series-tv/

Abs,
Ritter.

Responder
Ricardo Cerdeira 12 de setembro de 2020 - 22:20

Escolha inesperada para começo da coluna, se fosse chutar nunca acertaria que Rawhide seria a primeira.
Nunca vi a série, só conhecia de nome justamente pelo fato de contar com o Clint Eastwood no elenco. Deve ter sido uma boa escola para ele posteriormente fazer os faroestes na Itália.

Responder
Luiz Santiago 12 de setembro de 2020 - 22:32

É um crossover com o nosso Especial do Eastwood no cinema!

Responder

Escreva um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais