Home FilmesCríticasCatálogos Crítica | Rocky III: O Desafio Supremo

Crítica | Rocky III: O Desafio Supremo

por Lucas Nascimento
1109 views (a partir de agosto de 2020)

estrelas 3,5

Obs: Leiam as demais críticas dos filmes da franquia Rocky, aqui.

O sucesso comercial da inesperada continuação de Rocky já tornava impossível que um terceiro filme não acabasse surgindo no horizonte. A fórmula de um filme esportivo é difícil de se manter envolvente e divertida, o que aumentava o trabalho para Sylvester Stallone, que voltava para a cadeira de roteirista e diretor em Rocky III – O Desafio Supremo.

Não, Rocky Balboa não vai lutar contra Apollo Creed novamente. Pelo menos essa não é a trama central… Aqui, vemos Rocky tornando-se um campeão invicto nas disputas de pesos pesados mundiais. Quando ele é pego de surpreso pelo brutal desafiante Clubber Lang (estreia de ninguém menos do que Mr. T!), perde o cinturão e o apoio de seu treinador Mickey (Burgess Meredith), que acaba falecendo tragicamente. Derrubado profissional e emocionalmente, Rocky encontra o apoio de seu antigo oponente, Apollo, para um intenso treinamento para recuperar seu título de campeão.

Stallone foi muito inteligente aqui. O simples fato de trazer Apollo como um dos companheiros do protagonista já cria uma dinâmica muito mais interessante, já que provocações entre os dois ocorrem constantemente ao longo da projeção. É também a crescente amizade da dupla que sustenta Rocky III, que parece bem mais interessado em divertir o espectador do que realizar um drama forte como o primeiro filme.

Basta observar o bizarro momento no qual Rocky aceita enfrentar um campeão de luta livre (vivido por Hulk Hogan) em um evento de caridade, uma cena que poderia provocar pavor se estivesse no primeiro filme; estamos falando de dois lutadores de esportes diferentes se enfrentando em um vale-tudo. Mas, sob a direção de Stallone, é um dos momentos mais divertidos da franquia, e é agradável ver o monstruoso Hogan terminando a luta de forma amigável, até parando para tirar uma foto com Rocky e sua família.

Não que Stallone não saiba lidar com os momentos dramáticos. A derrota de Rocky em sua primeira luta contra Lang, por exemplo, é memorável por tratar-se de um dos únicos momentos da saga em que vemos um plano plongée no ringue, exacerbando a caída do protagonista na lona. E sua cena final com Mickey, desenrolada toda em um plano fixo revela a maturidade de Stallone como diretor, assim como seu eficiente talento para cenas dramáticas.

Mas, novamente, é a criação de um vínculo entre Rocky e Apollo que torna Rocky III tão especial. Um dos grandes bromances de todos os tempos, a montagem de treinamento que trouxe ao mundo a inesquecível “Eye of the Tiger” é tão divertida quanto a do primeiro filme. E um dos grandes mistérios da franquia é estabelecido na icônica cena final, onde um terceiro duelo entre os dois é travado. Nunca soubemos a resposta…

Rocky III: O Desafio Supremo (Rocky III, EUA – 1982)

Direção: Sylvester Stallone
Roteiro: Sylvester Stallone
Elenco: Sylvester Stallone, Talia Shire, Burt Young, Burgess Meredith, Mr. T, Carl Weathers, Tony Burton, Hulk Hogan
Duração: 99 min

Você Também pode curtir

14 comentários

Ricardo Gomes 13 de novembro de 2017 - 11:40

Lucas, acho excelente o sexto também. Me parece um belíssimo tributo ao filme de 1976.

Responder
Alexandre Freitas 19 de fevereiro de 2019 - 16:27

O 4 vale como filme pipoca buscando somente diversão,sendo que acabou servindo de escada para o formidável Creed ll. ja o 5 não se aproveita nada( dizem que ficou ruim pois o Stallone teve de modificar as pressas várias cenas do filme no qual a princípio morreria no fim

Responder
Ian Luz 26 de abril de 2017 - 16:49

O que pode ser e pode não ser verdade. Talvez ele tenha mentido propositalmente pro Adonis.

Jamais saberemos realmente quem venceu aquela luta.

Responder
O DCpcionado 13 de janeiro de 2016 - 19:17

o mistério de quem vence , se e Rocky ou Apollo , e respondido em Creed !!

Responder
Carlos Monteiro 3 de novembro de 2020 - 22:17

obrigado vou ver

Responder
Anônimo 12 de janeiro de 2016 - 17:28
Responder
Lucas Nascimento 12 de janeiro de 2016 - 20:51

Ótima análise. Honestidade realmente é a marca dessa franquia.

Abrax!

Responder
Anônimo 2 de outubro de 2019 - 23:14
Responder
Anônimo 2 de outubro de 2019 - 23:14
Responder
FabioRT 10 de janeiro de 2016 - 13:56

Aqui termina a série para mim. O IV e V são filmes horrorosos na minha opinião.

Responder
Lucas Nascimento 10 de janeiro de 2016 - 21:27

O VI é ótimo também!

Responder
Alison Cordeiro 10 de janeiro de 2016 - 11:08

Em Rocky III a profundidade das discussões e a exploração das motivações dos personagens desaparece; aqui já temos uma história mais previsível e dentro que o público esperava ver. Mas um filme divertido, com um confronto épico para a garotada dos anos 80. Ver Mr T, o B.A do Esquadrão Classe A (ei, eu tinha um boneco desse cara, meus irmãos tinham o Furgão e algemas e armas do grupo), em ação, era sempre empolgante. A amizade com Apollo, depois de dois filmes como adversários, outra jogada legal. Mas nada como uma trilha sonora arrepiante, com uma música capaz de imediatamente remeter ao filme e te jogar no treinamento e no combate final. Fórmula perfeita para um astro em ascensão: Rocky III trazia Stallone como nosso grande herói no início dos anos 80. Ele e Schwarzza fariam nossas alegrias nos filmes de ação. Menos história, mais porrada. Mais outro grande clássico, com uma cena final outra vez antológica. Nunca saberemos quem venceu, mas eu acho que o Apollo levou a melhor. Sua motivação era maior que a de Rocky… Abçs!

Responder
Lucas Nascimento 10 de janeiro de 2016 - 21:26

Boas lembranças dos anos 80, Alison! De fato, tornou-se algo mais escapista do que sério. E quanto À luta final de Rock e Apollo? Hum…. Aguarde por Creed.

Abrax!

Responder
Alexandre Freitas 19 de fevereiro de 2019 - 16:27

FormidaFor e a cena do Mike,assumindo o medo do rocky se machucar além da transição de filme de drama para filmes de acao com toque de filmes meramente comerciais só voltando a ser o filme que amamos no rocky 6

Responder

Escreva um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais