Home TVEpisódio Crítica | See – 2X05: The Dinner Party

Crítica | See – 2X05: The Dinner Party

por Ritter Fan
3.061 views (a partir de agosto de 2020)

  • Há spoilers. Leiam, aqui, as críticas dos demais episódios. 

A tão aguardada reunião da família de Baba Voss parece marcar o recrudescimento das intrigas palacianas que, por sua vez, parece ser o efetivo começo do fim da temporada, considerando que só há mais três capítulos pela frente e que um grande conflito se avizinha, ainda que, lá no fundo, eu desconfie que ele não virá à completa fruição, pelo menos não nesta temporada. Como há um claro caminho da série como um todo do micro ao macro, criando uma impressão rara de uma única história contada em temporadas, pode ser que o segundo ano seja apenas mais um degrau nessa escalada.

Seja como for, o encontro de Baba Voss com Maghra acontece debaixo da nuvem carregada do casamento de conveniência da princesa com Lorde Harlan, mas, no lugar de o roteiro lidar com o assunto de maneira sombria como muito bem poderia fazer, ele usa a oportunidade para criar excelentes momentos de interação jocosamente beligerante entre todos os envolvidos, abrindo espaço para ótimos trabalhos de Sylvia Hoeks e Tom Mison à mesa do jantar do título, com um Jason Momoa parecendo um troglodita prestes a explodir a cada chiste, a cada comentário atravessado e de duplo sentido especialmente de Harlan. Foi uma boa escolha dramática para criar um pouco de descontração – para nós, espectadores, só para ficar claro! – em uma série que é naturalmente pesada, seja pela magnífica fotografia escurecida em ambientes fechados, sem iluminação artificial, seja pela sua própria temática.

Mas o que realmente se destaca são as manobras políticas, com Maghra tentando convencer sua irmã a tentar a paz e oferecendo-se como a emissária de Paya nas tratativas com Trivantis, ao mesmo tempo que Sibeth deixa bem claro que ela não tem o menor interesse em uma trégua, preferindo arriscar tudo em uma jogada arriscadíssima contra uma potência bélica. E é claro que não podemos esquecer as maquinações da rainha para encantar seu próprio sobrinho, de forma a engravidar dele, o que potencialmente colocar Kofun contra a própria irmã em algum momento da temporada.

A presença secreta de Tamacti Jun em Pennsa com o objetivo de reunir uma tropa fiel a ele é outra peça desse interessante quebra-cabeças, com Toad, que Paris pede que cuide de Kofun, o que certamente fará com que o caçador de bruxas enxergue exatamente o que Sibeth está fazendo com o rapaz, sendo basicamente seu segundo em comando em uma estratégia que, até agora, pareceu-me genuína para derrubar a rainha. Considerando que Maghra muito provavelmente poderá contar com o poder e influência de Harlan – a não ser que seu segundo marido a traia, o que é uma possibilidade altamente palpável, especialmente agora que seu irmão foi decapitado -, existe toda a montagem de um tabuleiro estratégico que talvez Sibeth não esteja percebendo.

No entanto, ainda tenho para mim que Edo Voss, se já não está em contato com a rainha para encetar algum tipo de acordo mutuamente aceitável, em algum momento terá essa oportunidade, já que sua ambição é muito maior do que apenas comandar exércitos contra países vizinhos. Ele quer a coroa de pelo menos Trivantis e Sibeth pode ser uma facilitadora neste seu projeto de vida, ainda que confiar na rainha, mesmo apenas um pouco, seja uma tarefa árdua, pois ela sempre parece estar algumas jogadas a frente de todo mundo.

É particularmente interessante como o showrunner Steven Knight, mesmo a essa altura do campeonato, não mostrou ainda todas as suas cartas, permitindo especulações mil sobre o que vai acontecer em apenas três episódios. Por um lado, o fato de todos os caminhos ainda estarem abertos é uma bênção para quem espera surpresas, mas, por outro, isso pode significar ou que não haverá completa convergência ou que uma solução tirada da cartola possa vir por aí. Quero crer, porém, que Knight sabe o que está fazendo, pelo menos a partir deste segundo ano, já que o primeiro não mostrou a que veio e que ele tem um plano fechado para os destinos de seus personagens e desta estranhíssima terra de cego em que quem tem um olho está longe de ser rei.

See – 2X05: The Dinner Party (EUA – 24 de setembro de 2021)
Criação: Steven Knight
Direção: Anders Engström
Roteiro: Kirsa Rein
Elenco: Jason Momoa, Sylvia Hoeks, Hera Hilmar, Christian Camargo, Archie Madekwe, Nesta Cooper, Eden Epstein, Hoon Lee, Tom Mison, Dave Bautista, Alfre Woodard, Joshua Henry, Olivia Cheng, Yadira Guevara-Prip
Duração: 53 min.

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais