Home FilmesCríticasCatálogos Crítica | Sembène: A Criação do Cinema Africano

Crítica | Sembène: A Criação do Cinema Africano

por Luiz Santiago
80 views (a partir de agosto de 2020)

Lançado em 1994, o documentário Sembène: A Criação do Cinema Africano procura aliar o trabalho do diretor senegalês Ousmane Sembène ao surgimento da produção cinematográfica no continente africano a partir de “um olhar verdadeiramente africano“. O título pode trazer algum incômodo à primeira vista, por colocar em um único personagem histórico esse grande peso, mas é bastante preciso quando observamos aquilo que os diretores Manthia Diawara e Ngugi Wa Thiong’o pretendem nos transmitir.

A primeira constatação disso vem pelo fato de Sembène ter sido um cineasta militante pela identidade africana, sempre defendendo a importância de cada nação, cada povo poder contar a sua própria história, sem assimilações. E a forma como essas ideias nos são transmitidas é bastante inteligente e engajadora. A montagem alterna cenas dos filmes do diretor com as de diversas entrevistas concedidas por Sembène no início dos anos 90; trechos de suas aulas, respostas a perguntas de alunos e debates sobre temas identitários, sociológicos e políticos dentro dos mais diversos contextos.

Momentos importantes de filmes como Emitaï, Ceddo e Guelwaar surgem aqui como afirmadores de uma proposta intelectual e de ação social que o diretor fazia questão de explorar em seus projetos. Sua primeira intenção era resgatar a narração dos eventos africanos, do cotidiano africano pela voz dos próprios africanos. Em sua obra, podemos ver isso desde o início, com O Carroceiro, e notamos que a cada novo filme o cineasta intensificava esse tipo de narração, assim como destacava o papel da mulher.

A maneira como ele fala da pesquisa que fazia para os filmes, sua visão estética (como decupava os roteiros utilizando a arquitetura de sua própria casa, a Galle Ceddo, de frente para o mar), o destaque que dava para a figura do griô (griot) em seus filmes e o que ele pensava que sua arte poderia comunicar às pessoas são assuntos detalhadamente explorados no documentário, com grande destaque para os vídeos do próprio artista falando e ligações muito boas com momentos de seus filmes. Um ótimo ponto de partida para se conhecer as ideias e o processo de criação de Ousmane Sembène.

Sembène: A Criação do Cinema Africano (Sembène: The Making of African Cinema) — Senegal, 1994
Direção: Manthia Diawara, Ngugi Wa Thiong’o
Roteiro: Manthia Diawara, Ngugi Wa Thiong’o
Duração: 60 min.

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais