Home TVEpisódio Crítica | Star Trek: Prodigy – 1X04: Dream Catcher

Crítica | Star Trek: Prodigy – 1X04: Dream Catcher

Explorando um planeta misterioso.

por Kevin Rick
803 views (a partir de agosto de 2020)

  •  spoilers. Leia, aqui, as críticas dos demais episódios e, aqui, de todo nosso material sobre Star Trek.

Depois de indícios na dupla de primeiros episódios sobre uma proposta de apresentar a mitologia Star Trek para nossos cadetes desorganizados, e o desenvolvimento dessa ideia em Starstruck com os personagens aprendendo sobre a Frota Estelar e a U.S.S. Protostar, Dream Catcher vem para firmar a (ótima) concepção da série. Se o começo da temporada mostrou a nave, e o capítulo anterior a galáxia, o quarto episódio traz a primeira expedição planetária para Dal e companhia.

Novamente, a equipe criativa entende muito bem como trabalhar o caráter de apresentação desse universo. Quando a U.S.S. Protostar começar a chegar no planeta, vemos planos longos e panorâmicos mostrando a entrada da nave e a exposição do planeta – na melhor animação da série até agora, com visuais florestais e os shots da entrada em órbita sendo completamente lindos. Tudo isso é sempre intercalado por closes pessoais ou do grupo em deslumbramento, seja com o planeta, armas e veículos da Frota Estelar ou com o sentimento de aventura.

De certa forma, esse episódio me fez enxergar melhor o motivo dos criadores seguirem uma rota mais infantil. Esses personagens estão sempre descobrindo tudo sobre esse universo, seu escopo, regras, diversidade, etc. E eu não conseguia parar de imaginar uma criança sentada e assistindo Prodigy, tendo a mesma sensação de encontrar e aprender sobre Star Trek pela primeira vez, com passos curtos e paciência para exibir um pouquinho de cada vez.

Felizmente, o roteiro continua seguindo uma boa rota dentro da narrativa didática, trabalhando mais o “mostrar do que dizer”, especialmente em termos de criar dinâmicas de aprendizado pessoal para o grupo, como o de interação no capítulo anterior e nesse com os personagens mais isolados, assim como criar construção de mundo com a exibição visual da mitologia de ST. Aqui, cada membro ganha seu próprio conto, alguns mais cômicos como Jankom, e outros mais dramáticos como Dal, e é gostoso ver que a série também está assumindo uma estrutura solta (típico da franquia), com cada episódio trazendo uma aventura diferente sem a necessidade de tanta objetividade narrativa – ainda que a trama principal esteja à espreita com o Diviner. Além disso, Gwyn ganha mais espaço no quarto episódio, e seu dilema tem um desenvolvimento interessante, claramente caminhando para ela futuramente se juntar ao grupo.

Ainda sinto problemas no uso exacerbado de clichês aqui, como o planeta que é um organismo vivo e cria ilusões – já vi isso incontáveis vezes na ficção – e as resoluções morais previsíveis e cafonas para o elenco se conectar, mas a série consegue criar um charme infantil e de homenagem ao lore de ST, principalmente quando pensamos na proposta ao público-alvo. Claro que uma audiência mais velha pode se distanciar da série por esse jeitinho pueril e ingênuo da obra, e eu até falo sobre isso no capítulo anterior, mas tenho achado prazeroso até certo ponto – o que me tira da série às vezes é a comédia bobinha. O texto também consegue fazer uma ponte com o espectador mais velho quando trabalha a malandragem de Dal ou até mesmo de Jankom, só que sinto falta desse lado mais sagaz na narrativa, como ocorreu em Lost & Found.

Enfim, Dream Catcher é mais um episódio de Prodigy que trabalha bem sua linguagem introdutória de ST para seus personagens (e o pequenos que assistem a série), com bons desdobramentos para Gwyn e Dal (seu backstory é genuinamente curioso), além de ter boas sacadas visuais para que o teor de apresentação não fique tedioso ou didático demais. Não sei até que ponto esse conceito vai funcionar, pois me parece uma proposta com data de validade curta e que pode se tornar repetitiva, mas até aqui tem funcionado bem. Só não espere algo realmente especial.

Star Trek: Prodigy – 1X04: Dream Catcher (EUA, 09 de novembro de 2021)
Showrunners: Kevin Hageman, Dan Hageman
Direção: Alan Wan
Roteiro: Kevin Hageman, Dan Hageman, Chad Quandt (baseado na obra de Gene Roddenberry)
Elenco (vozes originais): Brett Gray, Ella Purnell, Jason Mantzoukas, Angus Imrie, Rylee Alazraqui, Dee Bradley Baker, Jimmi Simpson, John Noble, Kate Mulgrew
Duração: 24 min.

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais