Crítica | The Lost Stories – 1X05: Paradise 5

plano critico paradise 5 doctor who

Equipe: 6º Doutor, Peri
Espaço: Planeta Targos Delta
Tempo: Século 35

Paradise 5 foi originalmente concebido para substituir Terror of the Vervoids como arco de apresentação de Mel aos espectadores, mas acabou sendo abandonado no meio do caminho. Quando resgatou o projeto, a Big Finish trocou a companheira do Doutor nesta aventura para Peri e estabeleceu a história entre os arcos Revelation of the DaleksThe Mysterious Planet.

Dirigido por Barnaby Edwards, a saga começa num momento cômico, com Peri reclamando que o Doutor está visitando muitos conhecidos pelo Universo, sempre encontrando problemas nessas ocasiões. Nesse caso, porém, o Time Lord assegura à sua companheira que não haverá nenhum problema. Eles estão a caminho do planeta Targos Delta, a fim de passar algum tempo com um velho amigo do Doutor, o professor Albrecht Thompson.

Os primeiros impasses começam com a aparência do local, que Peri condena fortemente, chamando a atenção para questões ambientais que o Doutor, curiosamente, escanteia, voltando sua atenção para a busca do amigo… que se torna infrutífera. Nesse ponto, o espectador se depara com um número bem grande de semelhanças desta história com outras tantas tramas da BF, mas isso não significa que estamos diante de algo ruim. A questão do professor desaparecido e o processo de busca que se inicia não é lá muito inovador, mas dentro de outro contexto (como o da Série Clássica), a trama passa a ter um pouco mais de relevância e destaque, especialmente na criação do suspense e ocultação do verdadeiro vilão por bastante tempo.

O famoso “paraíso” aqui guarda um segredo terrível sob o mármore branco e seus enfeites dourados. A explicação final para os querubins mudos e principalmente para o tal Elohim não é exatamente satisfatória. Aliás, o ideal de motivação do vilão aqui carrega todos os pontos negativos da Série Clássica nos anos 80, principalmente na maneira como encerra as histórias mais complexas, com diálogos didáticos e apressados. Pelo menos há uma boa quebra entre a realidade bélica que o “paraíso” ocultava e uma real viagem de descanso para o Doutor e Peri, que seguem para umas pequenas férias em Manhattan.

The Lost Stories 1X05: Paradise 5 (Reino Unido, março de 2010)
Direção: Barnaby Edwards
Roteiro: PJ Hammond, Andy Lane
Elenco: Colin Baker, Nicola Bryant, Alex Macqueen, James D’Arcy, Helen Goldwyn, Andree Bernard, Teddy Kempner, Claire Wyatt, Richard Earl
Duração: 150 min.

LUIZ SANTIAGO (OFCS) . . . . Após recusar o ingresso em Hogwarts e ser portador do Incal, fui abduzido pela Presença. Fugi com a ajuda de Hari Seldon e me escondi primeiro em Twin Peaks, depois em Astro City. Acordei muitas manhãs com Dylan Dog e Druuna, almocei com Tom Strong e tive alguns jantares com Júlia Kendall. Em Edena, assisti aulas de Poirot e Holmes sobre técnicas de investigação. Conheci Constantine e Diana no mesmo período, e nos esbaldamos em Asgard. Trabalhei com o Dr. Manhattan e vi, no futuro, os horrores de Cthulhu. Hoje, costumo andar disfarçado de Mestre Jedi e traduzo línguas alienígenas para Torchwood e também para a Liga Extraordinária. Paralelamente, atuo como Sandman e, em anos bissextos, trabalho para a Agência Alfa. Nas horas vagas, espero a Enterprise abordar minha TARDIS, então poderei revelar a verdade a todos e fazer com que os humanos passem para o Arquivo da Felicidade, numa biblioteca de Westworld.