Home TVEpisódio Crítica | What If…? – 1X07: What If… Thor Were an Only Child?

Crítica | What If…? – 1X07: What If… Thor Were an Only Child?

por Luiz Santiago
1.906 views (a partir de agosto de 2020)

  • Há SPOILERS! Leia aqui as críticas dos outros episódios. E leia aqui as críticas para a série em quadrinhos O Que Aconteceria Se…?

Algumas coisas na vida a gente só sabe estar precisando… quando encontra. E eu não sabia o quanto precisava de um episódio como What If… Thor Were an Only Child? na minha semana de entretenimento… pelo menos até os últimos segundos de duração desse episódio. O que o roteirista A.C. Bradley nos entrega aqui é um capítulo genuinamente divertido, explorando um Universo onde Thor cresceu sozinho, sem disputar o amor dos pais com Loki e sem ter nenhuma outra disputa com ele durante a infância e a adolescência. Em decorrência disso, Loki cresce feliz junto ao seu povo e Thor se tornou um príncipe festeiro e inconsequente, cuja maior preocupação é aproveitar o período de recolhimento de Odin e afastamento de Frigga para sair pelo Universo convidando o máximo possível de pessoas para a baladinha galáctica da vez.

Nada do que a série fez até o momento me preparou para este episódio. Eu realmente gostei da ideia, que está cercada de elementos bobinhos, mas no bom sentido do termo. É uma trama inocente até certo ponto, e nos mantém atentos e amedrontados pela possibilidade de algo muito ruim acontecer a qualquer momento, especialmente porque tudo, até onde a gente consegue ver, está dando certo. Além de conter diálogos engraçados e cenas que são absurdas e deliciosas (como o casamento de Howard, o Pato com Darcy ou o Grandmaster de Jeff Goldblum dizendo “release de foam“), contamos com a luta direta entre Thor e a Capitã Marvel, mantendo o nível de ação do episódio numa esfera lúdica.

Finalmente trouxeram a Capitã Marvel para uma trama em que ela pudesse participar sem parecer um encaixe barato ou que servisse simplesmente de “arma secreta e temporária“. Do momento em que ela chega à Terra até o fechamento do arco central, vemos seu enfrentando com Thor em várias ocasiões, onde a heroína tenta diminuir os danos que o asgardiano e seus convidados bêbados estão causando à Terra. Por mais sério que pareça o confronto, este é o tipo de embate que funciona muito bem nesse Universo e está inteiramente carregado de uma quase amizade, uma simplicidade e uma interessante representação dos golpes, movimentos e até da edição/mixagem de som, não nos deixando ficar indiferentes.

O final, com Ultron (com seu corpo perfeito de Visão e a armadura coberta pelas joias do infinito) revela a tragédia que a gente esperava, após uma trama inteira centrada no riso, na festa e nas coisas bonitinhas da vida. Esperávamos isso no meio do episódio, mas quando não veio, quase acreditamos que poderia ser uma trama com um final feliz. E em relação ao núcleo principal, até que foi. Essa felicidade, porém, teve um preço. A pergunta que fica é: será que a produção da série aproveitará essa deixa para criar uma épica batalha ao final, juntando heróis de diferentes Universos, ou a temporada será mesmo uma mistura estranha entre histórias autocontidas seguidas de histórias que devem continuar na próxima temporada?

What If…? – 1X07: What If… Thor Were an Only Child?  (EUA, 22 de setembro de 2021)
Direção: Bryan Andrews
Roteiro: A.C. Bradley
Elenco: Jeffrey Wright, Chris Hemsworth, Natalie Portman, Tom Hiddleston, Kat Dennings, Samuel L. Jackson, Jeff Goldblum, Cobie Smulders, Clark Gregg, Frank Grillo, Taika Waititi, Karen Gillan, Jaimie Alexander, Seth Green, Alexandra Daniels, Rachel House, Josette Eales, David Chen, Fred Tatasciore, Max Mittelman, Clancy Brown
Duração: 28 min.

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais