Home TVEpisódio Crítica | Y: O Último Homem – 1X09: Peppers

Crítica | Y: O Último Homem – 1X09: Peppers

Quando uma realidade pode piorar ainda mais.

por Luiz Santiago
1.192 views (a partir de agosto de 2020)

  • spoilers. Leia, aquias críticas dos outros episódios e, aqui, as críticas para a série em quadrinhos.

No penúltimo episódio da série — levando em consideração que a atual produção não consiga negociar os direitos com outra emissora — temos mais uma intensa sequência de eventos, seguindo os passos de Ready. Aim. Fire.. Todavia, diferente desse episódio, que foi focado em um único núcleo (o das Amazonas, o nojento grupo misândrico liderado por Roxanne e que aqui também dá as caras, sendo ligado a Yorick, no final), Peppers expande o núcleo de ação para os outros blocos do show, envolvendo todo mundo em uma rede de intrigas e possibilidades que apontam para um Finale intenso e capaz (quem diria, hein?) de deixar um gostinho de quero mais.

Minha maior surpresa veio no bloco de Washington. Num primeiro momento, estava claro que nos depararíamos com a queda da presidente Jennifer Brown, resolvendo uma questão democrática que patinou bastante até ser finalizada. O embate para a deposição da presidente em exercício foi muito bem pensado e bem representado, contendo tensão suficiente para levar o problema até “as últimas consequências”, agora sim, com uma crise de quem deveria assumir a presidência dos Estados Unidos, já que o conselho de mulheres, insatisfeitas com Brown, não queriam de jeito nenhum a entrada (democrática e legalmente correta) de Regina Oliver para o cargo.

E é quando a gente acha que todo o bloco já esgotou o seu impacto dramático que acontece a invasão da Casa Branca pelo grupo de Beth, namorada de Yorick. Isso coloca o problema inicial em perspectiva e faz com que as mulheres pensem em outra coisa: sua própria sobrevivência. A virada de jogo, com o assassinato de Regina Oliver, abre espaço para perguntas sobre o que acontecerá com o governo a partir de agora e também serve como um indicativo dos inúmeros problemas que o Estado americano agora possui. O fato é que o país segue, na prática, desgovernado, pois as “ilegalidades locais” a tudo dominam, basta ver o que acontece no caso das Amazonas. A manutenção de um ponto de ordem é necessária para que se pense em reconstrução. Com esse ponto de ordem despedaçado ou na corda bamba, a coisa se torna trágica.

No bloco de Yorick, apesar de pouca coisa acontecer, temos eventos que são ao mesmo tempo simpáticos e interessantes. O personagem passa a ter um pouquinho mais de elementos que nos fazem gostar dele, com o ator se soltando um pouco — destaque para o momento da dança –, algo que nos faz lamentar o fato de uma investida tão pobre dos roteiros nesse pedaço da narrativa. É perfeitamente possível entender a construção feita em outros núcleos dramáticos, mas Yorick é o protagonista aqui, a série não deveria, de jeito nenhum, mantê-lo em segundo plano. A essa altura do campeonato, porém, a gente já abstraiu o problema e vamos jogando com o que temos. Pelo menos diante dessa estrutura o roteiro conseguiu algo positivo. Mantendo essa trilha, é possível que a série tenha um final digno, mesmo com metade de sua primeira temporada mergulhada num mar de dramas e performances sem graça.

Y: O Último Homem – 1X09: Peppers (Y: The Last Man – EUA, 18 de outubro de 2021)
Direção: Cheryl Dunye
Roteiro: Donnetta Lavinia Grays
Elenco: Diane Lane, Missi Pyle, Olivia Thirlby, Juliana Canfield, Sydney Meyer, Ben Schnetzer, Ashley Romans, Jess Salgueiro, Kristen Gutoskie, Stephannie Hawkins, Samantha Brown, Laura de Carteret, Jennifer Wigmore, Juno Rinaldi, Jayli Wolf
Duração: 51 min.

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais