Entenda Melhor | As Aventuras de Tintim

tintim as aventuras entenda melhor

Tintim é um dos personagens mais famosas das HQs europeias e uma das grandes influências tanto no campo artístico quanto social do século passado, levando e consideração o encanto que as gerações tiveram e ainda têm pelo jovem repórter belga. O propósito deste Entenda Melhor é abordar de maneira rápida e objetiva a cronologia do personagem, seu contexto histórico, polêmicas e processo de criação..

Tintim foi criado por Georges Prosper Remi, mais conhecido pelo nome artístico de Hergé. Além do conhecido repórter de topete, Hergé criou outras personagens para os quadrinhos, como Jo, Quim & Felipe e Zette & Jocko, mas o seu reconhecimento e a verdadeira sensação popular referente à sua obra veio com Tintim. O espírito jovem e as aventuras cada vez mais cheias de intrigas atraíram um grande número de leitores e já a partir do terceiro álbum de histórias, o autor contava com ótimas críticas e público notável para esse tipo de produção.

Influenciado por seu editor, contexto social, juventude e ideias próprias, Hergé enfrentou alguns problemas ao longo da vida adulta, quando sua carreira já estava constituída e Tintim era um personagem mundialmente conhecido. O fato é que a manifestação de ideais preconceituosas e outros valores da Bélgica no início do século XX, incomodaram algumas pessoas, que chegaram a processar a Casterman (editora que publica As Aventuras de Tintim na Bélgica) e o próprio Hergé, alegando racismo e outros valores pouco nobres tão comumente aceitos na Europa burguesa após Primeira Guerra Mundial.

O caso mais conhecido foi o do cidadão congolês que enviou um pedido para o Tribunal de Bruxelas processando o álbum Tintim no Congo, alegando aquilo que já citamos no parágrafo anterior. Outras ações semelhantes ou opiniões emitidas em relação a este álbum vieram à tona no decorrer dos anos, tendo as primeiras reclamações feito com que Hergé modificasse algumas passagens do livro em ocasiões republicações.

Tintim no País dos Sovietes foi o primeiro álbum de Hergé a ser publicado. Sua distribuição começou no suplemento juvenil do jornal Le Vingtième, entre janeiro de 1929 e maio de 1930. Atravessando décadas, Hergé continuou a desenhar e escrever suas histórias até 1983, em Tintim e a Alfa-Arte, um álbum que ficou inacabado porque o autor faleceu em 03 de março de 1983, antes de conseguir terminar seu trabalho. Mesmo assim, o livro foi lançado postumamente, e pelo seu caráter de “despedida” atraiu um grande número de leitores. Vale também lembrar que Hergé deixou outros projetos inacabados, além de Alfa-Arte.

O cinema se interessou por Tintim ainda nos anos 1960, década marcada por dois filmes live-action: Tintim e o Mistério do Tosão de Ouro (1961) e Tintim e as Laranjas Azuis (1964). Além delas, temos os médias/longas de animação: Tintim e o Caso Girassol (1959), Tintim e o Tempo do Sol (1969) e Tintim e o Lago dos Tubarões (1972). Na televisão, Tintim teve uma série no início dos anos 1990, e de novo uma adaptação para o cinema em 2011, desta vez sob direção de Steven Spielberg e produção de Peter Jackson: Tintim e o Segredo do Licorne.

LUIZ SANTIAGO (Membro da OFCS) . . . . Depois de recusar o ingresso em Hogwarts, fui abduzido pelo Universo Ultimate. Lá, tive ajuda do pessoal do Greendale Community College para desenvolver técnicas avançadas de um monte de coisas. No mesmo período, conheci o Dr. Manhattan e vi, no futuro, Ozymandias ser difamado com a publicação do diário de Rorschach. Hoje costumo andar disfarçado de professor, mas na verdade sou um agente de Torchwood, esperando a TARDIS chegar na minha sala de operações a qualquer momento.