Home Colunas Entenda Melhor | Perry Rhodan – Ciclo 1: A Terceira Potência

Entenda Melhor | Perry Rhodan – Ciclo 1: A Terceira Potência

Uma grande jornada para a conquista da Galáxia.

por Luiz Santiago
343 views

Perry Rhodan é uma série alemã de ficção científica composta por livros de literatura pulp publicados semanalmente em seu país de origem desde 8 de setembro de 1961. Originalmente planejado como um ciclo de 30 histórias, o projeto conseguiu popularidade desde a sua estreia (Missão Stardust) e não demorou muito tempo até que fosse decidida a sua continuidade… “até onde fosse o interesse do público“. He he he.

Clark Darlton (pseudônimo de Walter Ernsting) e K. H. Scheer (que coordenaria a série com mão de ferro e numa visão belicista, até ser substituído por Wilhelm Karl Voltz em 1974, que imprimiria uma visão humanista) tiveram a ideia de uma saga de ficção científica com um herói fixo, em algum momento de 1959 ou 1960. Eles a apresentaram a Kurt Bernhardt (que em algumas versões dos relatos é quem teve, na verdade, a ideia original), então editor-chefe da editora Moewig. Bernhardt encomendou a Clark Darlton uma lista de autores adequados para se responsabilizar por uma série semanal. Os primeiros a entrar no barco foram Kurt Mahr (pseudônimo de Klaus Otto Mahn) e W. W. Shols (pseudônimo de Winfried Scholz). Depois da aprovação inicial, Darlton e Scheer foram até Irschenberg, na Baviera, a fim de passar uns dias na casa do editor.

Começava a mágica. Ali, eles desenvolveram os enredos, os personagens principais e a sinopse dos primeiros dez romances. Em termos de inspiração, fala-se muito que os autores miraram em elementos da série Sun Koh – O Herdeiro da Atlântida e também da série ZBV (Zur Besonderen Verwendung), escrita pelo próprio K. H. Scheer. O contrato inicial veio a seguir, contemplando apenas os primeiros dois romances (o já citado Missão Stardust e A Terceira Potência), cada um escrito por um dos criadores da série.

O sucesso fez de Perry Rhodan um verdadeiro evento, alcançando marcas de publicação que nenhuma outra saga de ficção científica conseguiu alcançar. Sobre a divisão interna de suas histórias, sugiro a leitura do meu Entenda Melhor – Os Ciclos e Grandes Ciclos nas Histórias de Perry Rhodan. Neste presente artigo, abordarei muito rapidamente os eventos iniciais do que acontecem nesse bloco de apresentação geral da série e, a seguir, farei breves comentários estatísticos sobre toda essa fase.

Eventos Iniciais

Perry Rhodan invade uma base russa em Vênus.

.

No dia  19 de junho de 1971, o Major Perry Rhodan, da Força Espacial dos Estados Unidos, ao lado do Capitão Reginald Bell, do Tenente Dr. Eric Manoli e do capitão Clark G. Flipper, realizou, a bordo da nave Stardust, o primeiro pouso tripulado na Lua. Devido a um sinal de interferência, a nave fez um pouso de emergência “do outro lado” do satélite e perdeu o contato com a estação terrestre. Rhodan e Bell procuraram a fonte do sinal de interferência e se depararam com uma nave alienígena perdida. A bordo da espaçonave esférica, de aproximadamente 500 metros de diâmetro, os dois astronautas encontram a comandante Thora e o cientista Crest.

Os alienígenas se assemelhavam aos humanos, mas faziam parte do povo arcônida, natural do Planeta Árcon, que governou o Grande Império da Via Láctea por milhares de anos. A maioria dos arcônidas se degenerou e o império se desintegrava. Em busca do planeta da Vida Eterna, o cruzador de pesquisa caiu na Lua e não pode ser reparado. Crest também tinha uma doença que o Dr. Manoli identificou como um tipo de leucemia. A cura da doença era possível com um soro anti- leucêmico criado por um cientista terrestre, e é com um acordo inicial que a Stardust voa até a Terra, com o consentimento de Thora, trazendo Crest e alguns equipamentos arcônidas a bordo. Rhodan, porém, não pousou a nave em Nevada Fields, nos EUA, mas no meio do Deserto de Gobi, para evitar que Crest e a tecnologia superior dos arcônidas caíssem nas mãos de um dos blocos de poder da Terra. Ele planeja estabelecer uma Terceira Potência neutra. Um novo país. E aí abrem-se as portas para uma nova e longa fase da História da Terra e do Universo…

A Stardust é protegida por uma cúpula de energia arcônida. O retorno da nave traz complicações políticas. Enquanto a Federação Asiática e o Bloco Oriental suspeitam de uma base de espionagem, o Bloco Ocidental assume que a tripulação da Stardust irá desertar. Em uma conversa de rádio, Rhodan explica o verdadeiro pano de fundo do desembarque no deserto de Gobi. A situação política escala e todos os blocos lançam seus mísseis nucleares. No entanto, um campo antinêutron criado por Thora, na Lua, evita a explosão das ogivas. Como resposta, os blocos agem juntos contra a Terceira Potência e a cúpula energética é bombardeada.

Dados e Curiosidades

Batalha no Setor Vega.

.

Podemos cortar os ciclos em arcos temáticos, e isso de maneira arbitrária mesmo, o que não significa que não tenha rigor e lógica nas escolhas, reunindo uma certa quantidade de livros ambientados num determinado espaço, focado em uma determinada missão ou pessoa. A seguir, colocarei os arcos que podemos considerar dentro deste Ciclo 1, divisão que, como qualquer marcação no decorrer de uma linha do tempo, serve apenas para agrupar eventos a fim de que possamos comentar melhor sobre eles ou estudá-los de forma mais organizada.

  • Caminho Para a Imortalidade

Estendendo-se do Livro 1, Missão Stardust até o Livro 19, O Imortal.

Aqui, Perry Rhodan encontra os arcônidas na Lua, funda a Terceira Potência no Deserto de Gobi, chega até o Sistema Vega e passa a buscar a vida eterna, até encontrar o Planeta Peregrino.

  • Disputas Internas na Terra

Estende-se do Livro 20, Ameaça a Vênus até o Livro 27, O Domínio do Hipno.

Neste arco, Perry Rhodan força a criação de uma “Terra unida” depois que o Bloco Oriental partiu para cima da Terceira Potência. É nesse arco também que Rhodan enfrenta um de seus mais icônicos inimigos até o momento: o Supercrânio.

  • Os Saltadores

Estende-se do Livro 28, Cilada Cósmica, até o Livro 37, O Planeta Louco.

Resolvem-se os problemas mais sérios deixados pela ação do Supercrânio, especialmente a tentativa de uma revolução de robôs que querem dominar o mundo. O encontro efetivo com os Saltadores acontece. Topthor é um nome importante nessa fase. Rhodan cria uma doença falsa e frustra uma Assembleia dos Saltadores, no planeta Goszuls, deixando-os como inimigos para serem enfrentados no futuro.

  • O Robô Regente

Estende-se do Livro 38, Avanço Para Árcon, até o Livro 45, Aralon, o Centro de Epidemias.

Rhodan atende ao pedido de Thora e Crest, levando-os para Árcon. Descobrem que quem governa o Império, há seis anos, é um mega Cérebro Positrônico. Os terranos roubam a maior nave até então construída na Galáxia: a Titan. Uma parceria improvável com o Cérebro Positrônico é realizada. Rhodan e sua equipe enfrentam os Aras e encontram-se novamente com os Saltadores e os Superpesados.

  • Os Saltadores II

Estende-se do Livro 46, Projeto Aço Arcônida, até o Livro 49, A Morte da Terra.

Prepara-se desde o início uma maneira de impedir que os Saltadores, agora forçados pelos Aras, encontrem e destruam o planeta Terra. O arco se desenvolve nos preparativos para um ardil e na resolução temporária do conflito, que assim como na primeira parte, fica em aberto para encontros futuros.

.

Curiosidades e Lista Completa de Livros

Um cemitério de naves no Planeta Honur.

Sobre o livro O Crepúsculo dos Deuses: a figura de Ernst Ellert foi uma ideia de Clark Darlton que não estava no esboço inicialmente fornecido para aprovação de K. H. Scheer. Surgiu aqui o primeiro conflito entre os dois autores, porque, segundo Scheer, as habilidades de Ellert colocariam em risco o desenvolvimento da série. Foi por isso que ele pediu a morte prematura do herói, mas Darlton contornou o pedido, deixando Ellert em um estado de “morte de mentira“, preso em um cofre do tempo para acordar em algum momento no futuro, como vemos no livro 7, Invasão Espacial.

Sobre o livro A Fortaleza das Seis Luas: O editor da série rejeitou a primeira versão do livro, escrito por W. W. Shols. Coube a K. H. Scheer escrever o romance do zero, às pressas.

Sobre o livro Os Rebeldes de Tuglan: De acordo com o planejamento original, este volume também seria escrito por W. W. Shols. Por uma carga grande de trabalho do primeiro atribuído, o drama então foi entregue a Clark Darlton, que teve que escrever em um curto espaço de tempo. Muito se questiona se Gucky teria se tornado tão popular, caso tivesse a sua primeira aparição escrita por Shols.

Título

Autor

Publicação

1

Missão Stardust

K. H. Scheer

8 de setembro de 1961

2 A Terceira Potência Clark Darlton 15 de setembro de 1961
3 A Abóbada Energética K. H. Scheer 22 de setembro de 1961
4 O Crepúsculo dos Deuses Clark Darlton 29 de setembro de 1961
5 Alarme Galático Kurt Mahr 6 de outubro de 1961
6 O Exército de Mutantes W. W. Shols 13 de outubro de 1961
7 Invasão Espacial Clark Darlton 20 de outubro de 1961
8 Base em Vênus Kurt Mahr 27 de outubro de 1961
9 Socorro Para a Terra W. W. Shols 3 de novembro de 1961
10 Batalha no Setor Vega K. H. Scheer 10 de novembro de 1961
11 Mutantes em Ação Kurt Mahr 17 de novembro de 1961
12 O Segredo do Cofre de Tempo Clark Darlton 24 de novembro de 1961
13 A Fortaleza das Seis Luas K. H. Scheer 1º de dezembro de 1961
14 Charada Galáctica Clark Darlton 8 de dezembro de 1961
15 Pista no Tempo e no Espaço Clark Darlton 15 de dezembro de 1961
16 Os Espíritos de Gol Kurt Mahr 22 de dezembro de 1961
17 O Planeta do Sol Moribundo Kurt Mahr 29 de dezembro de 1961
18 Os Rebeldes de Tuglan Clark Darlton 5 de janeiro de 1962
19 O Imortal K. H. Scheer 12 de janeiro de 1962
20 Ameaça a Vênus Kurt Mahr 19 de janeiro de 1962
21 A Guerra Atômica Que Não Houve Kurt Mahr 26 de janeiro de 1962
22 A Fuga de Thora Clark Darlton 2 de fevereiro de 1962
23 Chave Secreta X W. W. Shols 9 de fevereiro de 1962
24 Na Selva do Mundo Primitivo Kurt Mahr 16 de fevereiro de 1962
25 O Supercrânio Kurt Mahr 23 de fevereiro de 1962
26 Duelo de Mutantes Clark Darlton 2 de março de 1962
27 O Domínio do Hipno Clark Darlton 9 de março de 1962
28 Cilada Cósmica K.H. Scheer 16 de março de 1962
29 A Frota dos Saltadores Kurt Mahr 23 de março de 1962
30 Perigo no Planeta Gelado Kurt Mahr 30 de março de 1962
31 O Imperador de Nova York W. W. Shols 6 de abril de 1962
32 Voo Para o Infinito Clark Darlton 13 de abril de 1962
33 Mundo de Gelo em Chamas Clark Darlton 20 de abril de 1962
34 Levtan, o Traidor Kurt Brand 27 de abril de 1962
35 O Planeta dos Deuses Kurt Mahr 4 de maio de 1962
36 O Flagelo do Esquecimento Clark Darlton 11 de maio de 1962
37 O Planeta Louco Clark Darlton 18 de maio de 1962
38 Avanço Para Árcon Kurt Mahr 25 de maio de 1962
39 O Mundo dos Três Planetas K. H. Scheer 1º de junho de 1962
40 Luta Contra o Desconhecido Clark Darlton 8 de junho de 1962
41 O Aliado do Gigante Clark Darlton 15 de junho de 1962
42 S.O.S.: Espaçonave Titan Kurt Brand 22 de junho de 1962
43 Cuidado com os Microrrobôs Kurt Mahr 29 de junho de 1962
44 O Homem e o Monstro K. H. Scheer 7 de julho de 1962
45 Aralon, o Centro de Epidemias Clark Darlton 13 de julho de 1962
46 Projeto Aço Arcônida Kurt Brand 20 de julho de 1962
47 Gom Não Responde Kurt Mahr 27 de julho de 1962
48 O Olho Vermelho do Sistema Beta Clark Darlton 3 de agosto de 1962
49 A Morte da Terra Clark Darlton 10 de agosto de 1962

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais