Home Colunas Entenda Melhor | Star Trek: Sem Fronteiras – Referências e Easter-eggs

Entenda Melhor | Star Trek: Sem Fronteiras – Referências e Easter-eggs

por Ritter Fan e Guilherme Coral
2.021 views (a partir de agosto de 2020)

11. Star Trek e Star Wars: um único universo

st-entenda-10

Calma, o título é apenas uma brincadeira! Assim como é a presença de Greg Gunberg tanto em Star Trek (no de 2009 como a voz do padrasto de Kirk e também em Sem Fronteiras, como o Comandante Finnegann, em Yorktown) como em Star Wars: O Despertar da Força como o piloto Snap Wexley. Uma perene ponta ao amigo de J.J. Abrams que, aliás, é diretor das duas franquias… Ops, será que é mesmo um universo só?

12. Ponta de Jeff Bezos

st-entenda-11

Esse simpático alien – uma das 50 raças inéditas em comemoração aos 50 anos de Star Trek – é ninguém menos do que o cara que revolucionou as vendas online com sua poderosa Amazon: Jeff Bezos! Ele é um Trekker de carteirinha e conseguiu cavar uma ponta realmente muito breve, com elaborada maquiagem que o torna completamente irreconhecível.

13. Ponta de Danny Pudi

st-entenda-12

Outra ponta que é impossível perceber: Danny Pudi, o eterno Abed, de Community, faz Fi’Ja, um dos alienígenas sob comando de Krall.

14. Ponta de Kim Kold

st-entenda-13

O dinamarquês grandalhão Kim Kold (o da direita na foto!), ex-goleiro e competidor em campeonatos de musculação que tornou-se ator e faz aparições mínimas aqui e ali em diversos filmes, notadamente em Velozes & Furiosos 6, também faz uma microponta como outro alienígena a serviço de Krall.

15. Homenagem a Spock / Leonard Nimoy

st-entenda-14

Leonard Nimoy nos deixou em 2015 e ele ganha uma devida homenagem dentro do filme, com o novo Spock sendo comunicado da morte do Embaixador Spock e recebendo uma caixa com os pertences de sua versão mais velha. Um belo momento de lembrança e respeito pelo ator que viveu um dos mais fascinantes personagens da ficção científica.

16. Ponta de Sara Maria Forsberg (Saara)

A cantora e youtuber finlandesa Saara faz uma ponta de voz também em Star Trek: Sem Fronteiras e, aqui, a referência é bem interessante. É que, em Star Wars: O Despertar da Força, ela foi contratada para inventar uma das línguas alienígenas usadas no filme. Em Sem Fronteiras, ela faz a voz computadorizada do tradutor universal usado em Kalara, a alienígena enviada por Krall para atrair a Enterprise até a nebulosa. Ou seja, lá ela criou uma língua e, aqui, ela “descria” uma língua.

17. Yorktown

st-entenda-15

A belíssima base espacial de Yorktown é um poço de referências. Vamos a elas:

  • Cerco a Yorktown – Aqui, a referência é histórica. Yorktown, na Virgínia, nos Estados Unidos, foi palco de uma decisiva batalha/cerco da Guerra Revolucionária Americana contra os britânicos entre 1780 e 1781. Já desde o começo, fica a sugestão de que a batalha final do filme acontecerá em Yorktown.
  • Enterprise – Originalmente, Yorktown era para ser o nome da icônica Enterprise, conforme ideia de Gene Roddenberry.
  • Estrela da Morte – Impossível olhar para o design da base espacial e não lembrar da Estrela da Morte de Star Wars. Digamos que é a versão “globo de neve” da arma do Império…
  • Yorktown original – Em Jornada nas Estrelas: A Volta para Casa, vemos uma estação espacial da Federação batizada de Yorktown na sequência em que a sonda que fala baleiês se aproxima da Terra.
  • Deep Space Nine – O interior do “globo de neve” lembra muito a estação espacial da longeva Deep Space Nine, quarta série da franquia Star Trek na TV.

 

18. Sulu é gay

st-entenda-16

Simon Pegg e Doug Jung escreveram uma cena para revelar que Hikaru Sulu é gay em homenagem a George Takei, ator que viveu originalmente o personagem e que é gay e ativista dos direitos LGBT. Curiosamente, porém, Takei não gostou do que ele acredita ter sido uma mudança fundamental no personagem originalmente criado por Roddenberry e afirmou que teria preferido que um novo personagem gay tivesse sido adicionado à tripulação.

19. A filha de Sulu

st-entenda-17

Quando a família de Sulu aparece, vemos sua filha, uma menina ainda pequena. Essa é a segunda aparição da filha de Sulu na franquia cinematográfica, a primeira tendo sido no início de Jornada nas Estrelas: Generations. Seu nome é Demora Sulu e lá foi vivida por Jacqueline Kim.

20. Ponta do co-roteirista

doug_jung

O co-roteirista Doug Jung também faz uma ponta no filme como Ben, marido de Sulu.


Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais