Home Especiais Especial | William Shakespeare

Especial | William Shakespeare

por Luiz Santiago
434 (a partir de agosto de 2020)

É quase unânime a opinião de críticos e leitores sobre quem está no topo da lista dos maiores dramaturgos da literatura universal. Evidente que existem divergências, mas mesmo nessas, há o reconhecimento de uma sensibilidade e inteligência dramática e literária muito grandes em Shakespeare. Uma coisa é certa: não é todo escritor que tem seu nome lembrado e sua obra lida, relida, estudada e encenada mesmo séculos depois de sua morte. Algo de muito especial precisa haver nesse escritor. E no caso de Shakespeare, há sim algo muito especial.

William Shakespeare teve uma infância e adolescência confortáveis em sua cidade natal. Filho de um bem-sucedido comerciante e subprefeito de Stratford e uma herdeira de ricos agricultores, ele e seus oito irmãos passaram parte de suas vidas em torno dos negócios do pai e das posses da família.  Teve uma educação inicial em uma excelente escola, mas os negócios do pai entraram em declínio e de meados para o final da década de 1570, Shakespeare foi retirado da escola e teve que trabalhar para ajudar a família. Acredita-se que muito das relações de trabalho, linguajar e tratamento entre amigos de suas peças tenham vido desse período.

Aos 18 anos, Shakespeare casou-se com Anne Hathaway (pois é, você já ouviu esse nome antes), com quem teve 3 filhos: Susanna e os gêmeos Hamnet e Judith. As fontes começam a ficar obscuras a partir de então. Sabe-se que Shakespeare foi para Londres, mas no período que vai de 1585 a 1592 não se tem notícia ou registros confiáveis de seu paradeiro ou atividades. O que se sabe é que ele reaparece já sendo citado na cena teatral londrina, e se inicia uma forte, porém cavalheiresca disputa entre ele e outros famosos dramaturgos da época.

Com o impulso artístico dado ao teatro no reinado de Elizabeth I, muitos escritores tiveram seu lugar ao sol, especialmente os dramaturgos. Na época, as peças já eram impressas e comercializadas, de modo que além das encenações, o público tinha contato com as obras através da literatura, o que aumentava a curiosidade de alguns para conhecer novas publicações e encenações. Não existe um consenso sobre quando Shakespeare começou a escrever, mas sabe-se que foi na década de 1590, e que suas primeiras peças foram a Trilogia de Henrique VI, escritas fora de ordem, evidentemente para aproveitar o sucesso que renderam.

Muitas polêmicas se ergueram e ainda se erguem em torno da obra do bardo. Biógrafos e estudiosos questionam a autoria de algumas de suas peças e já se tem como certa a parceria de Shakespeare com alguns amigos na escrita de algumas obras. Todavia, há sempre um indício estilístico que marca a escrita do dramaturgo, e a lista das obras hoje atribuídas a ele, seja como autor ou co-autor, já está fixa a algum tempo. Nos anos 2000, foram encontrados novos documentos e duas novas peças apareceram e foram atribuídas a ele. Historiadores e outros profissionais trabalham para atestar ou não a veracidade dessas novas obras.

O nosso Especial Shakespeare traz todas as peças oficiais e reconhecidas do autor, focando em adaptações cinematográficas e algumas montagens teatrais e filmes realizados sobre elas. Embarque conosco nessa viagem pela obra de um dos maiores escritores de todos os tempos!

Clique nos links ou imagens abaixo para ter acesso a uma parte do Especial. Boa leitura!

.


A Tempestade

The Tempest

1610 – 1611

EM BREVE

EM BREVE

ANO

TÍTULO

DIREÇÃO

2019 O Rei David Michôd
2015 Macbeth: Ambição e Guerra Justin Kurzel
2012 César Deve Morrer Paolo Taviani, Vittorio Taviani
2012 Muito Barulho Por Nada Joss Whedon
2011 Coriolanus Ralph Fiennes
2011 Gnomeu e Julieta Kelly Asbury
2011 Anônimo Roland Emmerich
2010 A Tempestade Julie Taymor
2001 Vou Para Casa Manoel de Oliveira
1999 Titus Julie Taymor
1999 10 Coisas Que eu Odeio em Você Gil Junger
1998 Shakespeare Apaixonado Tom Stoppard, Marc Norman
1996 Romeu + Julieta Baz Luhrmann
1996 Hamlet Kenneth Branagh
1996 Noite de Reis ou O Que Quiserem Trevor Nunn
1995 Ricardo III Richard Loncraine
1995 Othello Oliver Parker
1993 Muito Barulho Por Nada Kenneth Branagh
1991 A Última Tempestade Peter Greenaway
1990 Rosencrantz & Guildenstern Estão Mortos Tom Stoppard
1987 Rei Lear Jean-Luc Godard
1987 Hamlet Vai à Luta Aki Kaurismäki
1985 Ran Akira Kurosawa
1984 Vida e Morte do Rei João David Giles
1984 Péricles, Príncipe de Tiro David Jones
1983 Cimbelino Elijah Moshinsky
1983 Henrique VI – Parte I Jane Howell
1983 Henrique VI – Parte II Jane Howell
1983 Henrique VI – Parte III Jane Howell
1983 A Comédia dos Erros James Cellan Jones
1983 Os Dois Cavaleiros de Verona Don Taylor
1982 As Alegres Comadres de Windsor David Jones
1981 Timão de Atenas Jonathan Miller
1981 Troilo e Créssida Jonathan Miller
1981 Tudo Bem Quando Termina Bem Elijah Moshinsky
1981 Conto de Inverno Jane Howell
1979 Medida Por Medida Desmond Davis
1978 Como Gostais Basil Coleman
1972 À Sombra das Pirâmides Charlton Heston
1968 Romeu e Julieta Franco Zeffirelli
1965 Falstaff – O Toque da Meia-noite Orson Welles
1961 Amor, Sublime Amor Robert Wise, Jerome Robbins
1957 Trono Manchado de Sangue Akira Kurosawa
1955 Ricardo III Laurence Olivier
1952 Otelo, o Mouro de Veneza Orson Welles
1948 Macbeth Orson Welles
1948 Hamlet Laurence Olivier
1944 Henrique V Laurence Olivier

ANO

TÍTULO

DIREÇÃO

2012 The Hollow Crown: Henrique V Thea Sharrock
2012 The Hollow Crown: Henrique IV – Parte 1 Richard Eyre
2012 The Hollow Crown: Henrique IV – Parte 2 Richard Eyre
2012 The Hollow Crown: Richard II Rupert Goold
2007 Doctor Who: The Shakespeare Code Charlie Palmer

ANO

TÍTULO

EM BREVE


Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais