Home Colunas In Loco #1 | Doctor Who Experience

In Loco #1 | Doctor Who Experience

por Ritter Fan
330 views

O Plano Crítico tinha um plano. E era começar uma coluna que falasse sobre experiências audiovisuais em cinemas do Brasil e do mundo, para compartilhá-las com nossos leitores. Mas, como tudo que acontece por aqui, esse plano foi sendo ampliado e chegou uma hora que juntamos material suficiente para falar, também, de outros tipos de experiências audiovisuais, com passeios a estúdios. Assim surgiu a coluna In Loco, cuja primeira edição vocês veem hoje, em homenagem aos 50 anos da série sci-fi mais longeva do mundo: DOCTOR WHO.

É que o Plano Crítico teve a oportunidade de passear pelo DOCTOR WHO EXPERIENCE, em Cardiff, no País de Gales, na Inglaterra, cidade mais ou menos duas horas de distância de trem de Londres. Mas o que é DOCTOR WHO EXPERIENCE? Ora, como todo mundo deve saber, Cardiff é a sede da BBC Cymru Wales, centro de produção da BBC onde é filmada a série do Doutor e onde era filmada a finada Torchwood (e também onde se passava a série). Com isso, uma gigantesca exposição itinerante sobre a série Doctor Who acabou ganhando residência perman3ente por lá, em um enorme galpão especialmente construído para isso em Porth Teigr, Cardiff Bay.

Nós estivemos por lá e podemos afirmar: é o Paraíso Whoviano. Foi difícil voltar. Mas voltamos e, agora, trazemos para vocês dezenas de fotos exclusivas da exposição, que dividimos em 5 slideshows categorizados em A ChegadaOs DoutoresOs GadgetsOs Companions e, finalmente, As Criaturas.

Vamos começar? Para navegar, cliquem nas setas da direita ou esquerda (mas sugerimos clicar na da direita para ver na ordem).

Então fiquem com o caminho até o galpão e o hall da exposição que já serve para começarmos a esquentar as baterias, com muita coisa bacana para ver e surtar!

Depois de entrar (os ingressos podem ser comprados pela internet e são com dia e hora marcada), o grupo da vez passa por uma “experiência interativa” em que ajudamos o 11º Doutor a pilotar a TARDIS e a derrotar os Daleks. É divertido, mas bobinho demais (fotos são proibidas). Por sorte, passa muito rápido e logo somos arremessados – via rachadura espaço-temporal (mesmo!) – para dentro do enorme galpão onde podemos passear livremente, por quantas horas quisermos. Em outras palavras, tiveram que nos arrancar de lá gritando e esperneando!

No mesmo andar (são dois) vemos todas as TARDIS (exteriores e interiores) usadas pelos Doutores desde a primeira temporada, em 1963, além das chaves de fenda sônicas de alguns Doutores.

E já começamos com uma boa dose de referências, vendo os figurinos de todos os doutores.

Temos também uma parte inteira dedicada aos gadgets ligados à série, todas as máquinas, todas as partes tecnológicas que encontramos em Doctor Who.

Já no segundo andar, podemos observar uma galeria com vários dos figurinos dos companions dos Doutores. 

E, finalmente, aquilo que faz Doctor Who ser Doctor Who: as criaturas. Não só há uma enorme variedade delas (não todas, pois isso seria literalmente impossível), mas, também, as diversas encarnações das principais delas, o que mostra claramente a evolução dos personagens e da série. Preparem-se, pois esse slideshow é grande!

 

E é claro que, como toda boa exposição, seu final se dá em uma “lojinha” temática. E lá se foram todas as nossas libras esterlinas…

Saindo da exposição, certamente não poderia faltar um passeio breve por Cardiff, para achar as locações de Torchwood!

De volta a Londres e ainda no espírito whoviano, partimos para visitar a única TARDIS ainda na rua, logo na saída da estação de Earl’s Court. Não está em funcionamento e foi colocada ali em homenagem a Doctor Who, mas é bacana demais, não?

Bom, galera. É isso aí! Esperamos que tenham gostado dessa primeira edição da nossa coluna In Loco.

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais