In Loco #7 | CCXP 2018: Painel RT Features e Game Of Thrones

plano critico chris columbus ccxp 2018

Começou ontem, dia 06 de dezembro de 2018, aquele que se tornou o maior evento latino americano de cultura pop. Aquilo que iniciou como um pequeno sonho de mimetizar a tão sonhada e admirada Comic-Con de San Diego, começando de maneira simples e pequena, foi crescendo e hoje já é falado até que rivaliza com os eventos americanos do qual obteve inspiração. Nós, do Plano Crítico, estivemos por lá nesse primeiro dia de evento e deixaremos aqui nossas impressões e informações sobre dois grandes painéis dessa quinta-feira.
.

RT Features e Chris Columbus

.
É de um valor e acerto enorme terem reservado um painel especial para Rodrigo Teixeira e sua produtora de filmes, RT Features. Muita gente desconhece esse nome, que merece ser difundido pelo brilhante e relevante trabalho que vem fazendo. Rodrigo é uma das maiores chances que o Brasil tem de levar um futuro Oscar. Sua empresa de produções vem produzindo uma série de filmes independentes de destaque no mundo. É o caso de A Bruxa, um dos filmes de terror mais elogiados dos últimos anos, e Me Chame Pelo Seu Nome, o longa que concorreu a melhor filme no Oscar desse ano e levou o prêmio de Melhor Roteiro Adaptado.

plano critico ccxp columbus

No painel, Rodrigo parecia completamente a vontade em sua entrevista com Marcelo Hessel. Revelou uma série de notícias sobre os próximos filmes da RT Features. O próximo filme de Brad Pitt, Ad Astra, por exemplo, será de responsabilidade da produtora. O mesmo definiu o filme como uma mistura de 2001 – Uma Odisseia No Espaço com Apocalypse Now, onde o personagem de Pitt vai ao espaço buscando encontrar seu pai. Outro longa comentado, este em fase de finalização, é The Lighthouse (O Farol), próximo filme de Robert Eggers, diretor de A Bruxa. Rodrigo fez questão de desfilar elogios ao longa, dizendo que o diretor fez uso de câmeras e lentes retrôs que datam até da década de 40. O elenco conta com Robert Pattinson, que o produtor diz considerar um dos maiores atores dessa nova geração, e o sempre aclamado William Dafoe. O convidado ainda prometeu, para o cinema nacional, um filme sobre a vida do rapper Emicida, adaptações de obras do escritor Raphael Montes, a sequência do longa Alemão e o lançamento de Vida Invisível, filme que vem traçando paralelos com Central do Brasil. Foi uma entrevista que empolgaria qualquer verdadeiro fã de cinema.

ccxp chris columbus 2018 plano critico

O painel ainda contou com Chris Columbus, que mais cedo havia sido o grande homenageado da CCXP. Diretor de obras icônicas como Harry Potter e A Pedra Filosofal, Esqueceram de Mim e Goonies, este se juntou a Hessel e Teixeira no palco e bateu um belo papo sobre cinema, debatendo sua relação com a RT Features, o impacto de seus filmes em uma geração inteira, como anda o mercado de Hollywood e se um dia veremos uma sequência de Goonies (o que ele afirma achar muito difícil). Mas quanto a uma possível continuação de Gremlins, o mesmo diz que negociações estão sendo feitas. E fique tranquilo, garantiu:  se acontecer, usarão fantoches como no filme original, nada de CGI.
.

Painel HBO e Game Of Thrones

.
E eis que chegou o grande chamariz do primeiro dia de evento: HBO e seu carro-chefe, Game Of Thrones. Logo de início chegou com o pé na porta: a exibição de um trailer anunciando as principais séries para 2019 empolga, levando a multidão ao delírio. O retorno de True Detective, a segunda temporada de Big Little Lies (que contou com rápidas cenas, incluindo aparição de Meryl Streep) e a última temporada de Game Of Thrones já são motivos suficientes pra dizer que 2019 pode ser, definitivamente, o ano da HBO.

game of thrones plano critico ccxp 2018

Bem, quanto a Game Of Thrones, o real foco do painel, estavam presentes os aguardados criadores da série, D. B. Weiss e David Benioff, e os atores Maisie Williams (Arya Stark) e John Bradley (Sam Tarly). Em um excelente formato de interação, os quatro fizeram perguntas entre si e teceram um delicioso e orgânico bate-papo entre amigos, profundamente sincero. Houve desde espaço para a fofíssima e simpática Maisie Williams contar sobre a experiência de crescer no set de filmagens da série desde os 12 anos, passando pelo educado John contando, com bom humor, sobre seu livro preferido (Wayne Rooney – My Decade In The Premier League) até os criadores responderem o sentimento que tiveram no último dia no set de gravações: “Não daremos spoilers, mas havia muitas ruínas no set”, completando dizendo que fazia sentido terminar em destruição aquilo que um dia eles criaram. Todos pareciam bastante alegres e confortáveis, reiterando mais de uma vez que consideravam a Comic-Con Experience ainda melhor que qualquer outra de suas versões ao redor do mundo, devido a toda recepção dos fãs.

maisie plano critico ccxp 2019 plano critico

Por fim, a surpresa final. Como os produtores afirmaram, gostariam de trazer um trailer para a feira, mas devido a não finalização da produção, não puderam. Ainda assim, com exclusividade trouxeram um belo teaser, ainda que demasiadamente simples. As luzes se apagam. O logo da HBO surge na tela. Um fogo se alastra por uma espécie de mapa de Westeros com direito a símbolos de algumas casas no cenário (o leão dos Lannisters, por exemplo), frente a isso um gelo também passa a consumir o mapa e confrontar o fogo. Uma luta entre fogo e gelo. As crônicas de gelo e fogo. Surge na tela escrito “Game Of Thrones, última temporada em 2019”. A expectativa para o último ano da série é grande, senhoras e senhores!

Aguarde que ainda teremos mais cobertura CCXP 2018!

HANDERSON ORNELAS. . . Estudante de engenharia química, cantor de chuveiro e tocador de guitarra de ar. Seja através dos versos ácidos de Kendrick Lamar, a atitude de Bruce Springsteen, ou a honestidade de Tim Maia, por seus fones de ouvido ecoam ondas indistinguíveis. Vai do sangue de Tarantino à sutileza de Miyazaki, viajando de uma galáxia muito, muito distante até Nárnia. Desbravador de podcasts e amante de indie games, segue a vida com um senso de humor peculiar e a certeza de que tudo passa - menos os memes.