Lista | Monstro do Pântano (Swamp Thing) – 1ª Temporada: Os Episódios Ranqueados

swamp-season-1 plano critico monstro do pântano

Nota da Temporada

Trabalhando da melhor maneira possível com o material que tinham, após o encurtamento da série, e sofrendo com o cancelamento ainda em sua primeira semana, a saga do Monstro do Pântano não teve muita sorte em sua existência televisiva de 2019. Para quem, como eu, acompanhou o programa do começo ao fim, a jornada foi extremamente prazerosa e marcada pela imaginação das maravilhas que os showrunners poderiam ter feito se a produção tivesse seguido como fora imaginada e, melhor ainda, se tivesse tido a oportunidade de continuar. Como nenhuma dessas coisas aconteceu, resta-nos vibrar pelo ótimo resultado final e seu amargo sabor. Triste fim. Abaixo, o ranqueamento dos episódios dessa temporada.

.

10º Lugar: Long Walk Home

1X08

Atrelada à discussão de Alec com Avery (a sequência na cabana é excelente!) temos o destino dos personagens em torno, envolvendo o futuro Homem Florônico, Nathan Ellery e o Conclave. A impressão que temos é que as cenas de consequências e contextos foram empurradas para o final da temporada após a reformulação monstruosa que precisaram fazer, comprometendo o aproveitamento das coisas mais legais que a série oferece. Basta ver como a atmosfera muda quando o roteiro começa a falar do Verde, do Podre e quando o Monstro do Pântano está em cena. Se a carruagem andar conforme prometido, o próximo episódio concluíra essa busca e as explicações finais para o Pantanoso devem ser dadas. Se houvesse uma Segunda Temporada, já seria seguro afirmar que se basearia na jornada de aprendizado do uso de seus poderes, tal qual acontece nos quadrinhos…

plano critico Swamp-Thing-1x08-Long Walk Home

.

9º Lugar: Brilliant Disguise

1X07

Surpreendentemente a linha dos Cable é a mais bem conduzida de todo o episódio, porque apresenta uma série de novidades, mantém algumas informações em segredo mas não fica fazendo pantinho com coisas importantes para aquela parte do texto. Exceto nos momentos do Podre do pântano, Brilliant Disguise é um episódio bem dirigido, com belos efeitos e boa variedade de cenários, novamente abraçados por uma linda direção de fotografia, meu verdadeiro xodó dessa série. É um episódio que faz muita coisa avançar, mas tem dificuldade de entregar o básico do básico para o público: definições precisas das coisas mais simples. Rogo para que esta reta final saiba trabalhar bem o que foi construído até aqui.

plano critico swamp thing monstro do pantano

.

8º Lugar: The Price You Pay

1X06

Com a parte sobrenatural ganhando mais terreno, a série passa a ter um conceito ainda mais divertido, pelo menos para mim. Há uma certa urgência no episódio, algo que tem uma explicação clara do por quê, mas que me deixa meio temeroso que certas coisas não saiam assim tão legais até o fim da temporada. Se em Titans e Doom Patrol, que não tiveram 3 episódios cancelados na pós-produção, os Finales foram aquém do restante da temporada, imaginem no presente caso. Vamos esperar e ver como a jornada lodosa da série será encerrada. Ou melhor… em que condições a série estava quando foi prematuramente podada.

The Price You Pay plano critico monstro do pantano

.

7º Lugar: Darkness on the Edge of Town

1X04

Com as peças em movimento e mais algumas ótimas cenas noturas (eu realmente tenho paixão pela fotografia noturna dessa série), temos aqui um episódio em tese simples, mas que contribuiu para o avanço do entendimento geral de como os Sunderland estão se organizando em torno da garotinha salva e de como cada uma das partes tomam conhecimento das novas forças que agem naquela região… Isso não vai acabar bem. O aviso de Madame Xanadu ao Demônio Azul e os pesadelos causados pela força misteriosa também indicam algo, especialmente no pesadelo de Abby. Seria aquele homem o seu tio Anton? Já podemos começar a fazer campanhas de jejum e oração? Como o Monstro diz, isto é só o começo. E a mão de xingar a Warner/DC chega a tremer.

swamp-thing- PLANO CRITICO Darkness on the Edge of Town

.

6º Lugar: Drive All Night

1X05

Embora fosse mais interessante se o roteiro tomasse a maior parte do tempo desenvolvendo o Monstro do Pântano e em seguida a camada que lhe trará a compreensão de tudo, não posso deixar passar algo muito positivo do episódio, outra imensa surpresa no final, com Jason Woodrue contando parte da verdade para Sunderland e dando início à caçada ao Musguento. E se você não leu os quadrinhos, saiba que é exatamente assim que acontece logo no primeiro arco do Alan Moore à frente do personagem. E é nesse contato do Pantanoso com Woodrue que ele realmente entenderá quem de fato é (ou o que ele pensa que é). Eu já estou me tremendo todinho só em pensar em ver isso na tela. Mal posso esperar para o próximo episódio.

plano critico monstro do pântano vingador fantasma

.

5º Lugar: He Speaks

1X03

Em termos gerais, o episódio também resolve — ou se refere sem rodeios — ao problema moral do Monstro do Pântano, colocando a morte em perspectiva e fazendo com que o lado humano do personagem seja levado em consideração, outro grande acerto do roteiro. À parte a toada meio burocrática nas cenas do hospital e o já citado problema de ritmo no início do bloco de Abby, He Speaks é mais um ótimo capítulo desse terror botânico e quase sobrenatural que fizeram o desfavor de cancelar… Anton Arcene tá de olho, viu Warner!

swamp thing plano critico he speaks

.

4º Lugar: Loose Ends

1X10

Sombrio, bem dirigido e com caminhos elogiáveis considerando todos os empecilhos que tiveram pelo caminho, este episódio de Swamp Thing traz o fim para a série. Tanto o show quanto o Verde, na realidade e na ficção, foram explorados, manipulados e destruídos prematuramente, quando só estavam trazendo coisas boas para as pessoas ao seu redor. Ao menos para o Verde existe uma vingança inconteste em andamento: a humanidade estará extinta em alguns milênios… Já para nós, enquanto nos entupimos de agrotóxicos, respiramos cada vez mais porcaria e derrubamos florestas para plantar soja, criar boi e construir shopping, só resta mais esse amargor de ter perdido uma série com tanta coisa para oferecer. Como se a gente precisasse de mais essa frustração. Pois bem, é o fim… Adeus, Monstro Pântano.

Swamp-Thing-Season-1-Ep-10-Monstro do Pântano (Swamp Thing) – 1X10 Loose Ends

.

3º Lugar: The Anatomy Lesson

1X09

Mas quem realmente ganha todo o destaque aqui é a sequência do Monstro do Pântano sendo dissecado por Jason Woodrue. Infelizmente a chegada das informações vitais para o personagem são muito corridas, quase sem elegância alguma por parte do roteiro, mas todo contexto e as ações ali + o excelente trabalho de efeitos práticos e especiais (que embora simples, são elogiáveis) merecem todos os louros possíveis, voltando à alta impressão que a série nos causou quando de sua estreia. Agora temos mais um único episódio e, até segunda ordem (leia-se, salvamento), é isso o que temos de Monstro do Pântano na TV por enquanto. Vamos esperar o fim para analisar o peso total da jornada, mas até qui, posso dizer que tem sido uma caminhada espetacular.

plano critico The Anatomy Lesson Swamp Thing

.

2º Lugar: Worlds Apart

1X02

Até os coadjuvantes estão sensacionais aqui e um ponto observado — e que deve ser levado em consideração — é que a produção não apenas investiu em um soberbo uso de efeitos práticos e excelente direção de fotografia, mas também em um casting realista para esse tipo de ambiente geográfico do sul dos Estados Unidos, inclusive com indicações de flora e fauna aparecendo em distintos momentos do episódio, tanto ligadas à investigação de Abby, como tratadas de maneira bem humorada, como acontece com a mãe de Matt Cable, a Xerife da cidade. E ainda mais presente do que no episódio anterior, a trilha sonora aqui não perdoa ninguém, sendo utilizada de maneira cirúrgica, especialmente na aplaudível sequência final do episódio. Que jornada, senhoras e senhoras! E que burrada do DC Universe em cancelar essa maravilha!

swamp-thing-s01e02-worlds-apart plano critico monstro do pantano

.

1º Lugar: Pilot

1X01

Diante disso, tenham em mente que estamos lidando com forças da natureza vs. criações humanas perigosas (especialmente em áreas como química, farmácia, biologia e botânica). E que a natureza pode ser tanto uma bênção e um milagre, quanto uma tragédia e uma maldição, podendo trazer vida e morte. Logo, não se espantem com as cenas de violência causadas pelas árvores nem nada do tipo. E também não esperem que o Monstro do Pântano seja moralmente reto a todo o tempo. Nos quadrinhos, em dado momento, ele chega a se vingar matando de propósito algumas pessoas, por motivos totalmente justificáveis. Pelo que vi nesse Piloto, a série deverá respeitar essa dualidade, o que é ótimo. O DC Universe começa mais uma série com o pé direito. E só em constatar que se trata de uma série do Monstro do Pântano que teve um início sólido, instigante e respeitoso com o personagem, me enche de alegria. Depois de Patrulha do Destino, parece que já tenho a minha dose de expectativa heroica da semana. #vemmonstro

plano critico monstro do pantano pilot serie

LUIZ SANTIAGO (OFCS) . . . . Após recusar o ingresso em Hogwarts e ser portador do Incal, fui abduzido pela Presença. Fugi com a ajuda de Hari Seldon e me escondi primeiro em Twin Peaks, depois em Astro City. Acordei muitas manhãs com Dylan Dog e Druuna, almocei com Tom Strong e tive alguns jantares com Júlia Kendall. Em Edena, assisti aulas de Poirot e Holmes sobre técnicas de investigação. Conheci Constantine e Diana no mesmo período, e nos esbaldamos em Asgard. Trabalhei com o Dr. Manhattan e vi, no futuro, os horrores de Cthulhu. Hoje, costumo andar disfarçado de Mestre Jedi e traduzo línguas alienígenas para Torchwood e também para a Liga Extraordinária. Paralelamente, atuo como Sandman e, em anos bissextos, trabalho para a Agência Alfa. Nas horas vagas, espero a Enterprise abordar minha TARDIS, então poderei revelar a verdade a todos e fazer com que os humanos passem para o Arquivo da Felicidade, numa biblioteca de Westworld.