Lista | Top 10 – Os Filmes (Continuações e Afins) de 2020 que Ansiosamente Aguardamos

Está chegando o final de ano e é hora de olharmos para o quem vem por aí. Confabulamos muito e montamos uma lista dos filmes não-originais que mais aguardamos em 2020, com palavra final deste crítico simpaticamente ditatorial que redige o artigo, claro.

As regras são simples: (1) tem que ser filmes ainda não lançados no circuito comercial de cinema no Brasil mesmo que já tenham sido lançados fora daqui e (2) todos devem ser não-originais, ou seja, podem ser apenas continuações, prelúdios, spin-offsremakes e reboots de outros filmes (conforme nossa interpretação, claro). Versões em live-action de filmes animados ou “primeiros filmes” que, porém, façam parte de um universo compartilhado (como os da Marvel e da DC), também foram considerados não-originais para fins desta lista. Novas adaptações de obras literárias ou em quadrinhos que sejam o primeiro filme em potencial franquia ou universo compartilhado constarão da lista de filmes originais.

Fiquem com a lista e, como sempre, queremos saber o que vocês acharam. Deixamos algo de fora? Incluímos algum que não concordam? As datas de lançamento no Brasil são apenas previsões e poderão mudar.

* Os textos indicados em verde, sempre inferiores e sem graça, foram escritos por minha personalidade recessiva Luiz Santiago.

.

10. King’s Man: A Origem
(The King’s Man, dir: Matthew Vaughn)

Uma adaptação de quadrinhos que gozou de grande sucesso, ganhou uma continuação inferior, mas ainda interessante e, que agora, será brindado com um prelúdio que conta a origem da organização secreta britânica. Tem tudo para dar muito errado, mas queremos ver de toda forma para sermos surpreendidos positivamente com uma obra-prima!

Previsão de lançamento no Brasil: 17 de setembro.
.

9. Morte no Nilo
(Death on the Nile, dir: Kenneth Branagh)

Mais uma adaptação da obra de Agatha Christie pelas mãos de Kenneth Branagh. Minha curiosidade é mais por paixão pela autora mesmo (deem uma olhada em tudo o que é material dela publicado aqui no site e vocês entenderão), mas justamente por não ter odiado, como muita gente, a versão de Branagh para Expresso do Oriente, há também uma fagulha de vontade de ver o que ele vai fazer com essa aventura no Nilo da Rainha do Crime.

Previsão de lançamento no Brasil: 08 de outubro.
.

8. Turma da Mônica: Lições
(dir: Daniel Rezende)

Como resistir a essa turminha, não é mesmo? Turma da Mônica é um tesouro nacional que demorou tempo demais para chegar às telonas, mas que, pelo que tudo indica com Lições, tem o potencial de ser o começo de um Universo Cinematográfico Maurício de Souza.

Bom… parece que CERTAS PESSOAS se esqueceram que em 2019 tivemos Laços, e que esse UCMS já começou! Mas não liguem não, é assim mesmo. Quando a pessoa chega aos 8976 bilhões de anos, é assim que ela fica…

Haja paciência… Deixe-me explicar: UM filme não é universo compartilhado. Afinal, compartilhado com o que, cara pálida? Um filme é um filme. Quando vem o segundo dentro desse mesmo universo é que você pode começar a chamar de universo compartilhado. Agora volte para seu quarto escuro no cantinho mais sombrio de minha mente e fique por lá até a próxima década acabar…

Só vejo desculpas e mais desculpas. Tsc tsc tsc…

Previsão de lançamento no Brasil: 08 de outubro.
.

7. Top Gun: Maverick
(Idem, dir: Joseph Kosinski)

Tom Cruise, para provar que não envelhece em razão de algum pacto com o alienígena manda-chuva da religião louca dele, resolveu voltar a Top Gun “apenas” 34 anos depois do primeiro filme. Alguém aí está sentido necessidade de velocidade? Porque nós estamos!

Previsão de lançamento no Brasil: 25 de junho.
.

6. Os Caça-Fantasmas: Mais Além
(Ghostbusters: Afterlife, dir: Jason Reitman)

Descontando o subtítulo idiota em português (ainda dá tempo de mudar!), a promessa de um Caça-Fantasmas pelo mesmo diretor do original e com participação do elenco sobrevivente tem o potencial de ser bem divertido, ainda que essa seja mais uma franquia que, talvez, devesse ser deixada quieta em seu canto.

Previsão de lançamento no Brasil: ainda não há. 10 de julho nos EUA.
.

5. Um Lugar Silencioso – Parte II
(A Quiet Place – Part II, dir: John Krasinski)

Eu não queria que esse filme existisse de jeito nenhum. Mas já que vai existir, estarei lá! Eu adorei o primeiro!

Previsão de lançamento no Brasil: ainda não há. 20 de março nos EUA.
.

4. Godzilla vs. Kong
(Idem, dir: Adam Wingard)

Eu simplesmente amo esses filmes de monstro e depois de ser positivamente surpreendido por Godzilla 2: Rei dos Monstros, não podia estar mais animado para esse kaijuzão da vez!

Previsão de lançamento no Brasil: ainda não há. 20 de novembro nos EUA.
.

3. Os Eternos
(Eternals, dir: Chloé Zhao)

Gostamos mais quando a Marvel cavoca fundo no baú de personagens obscuros para fazer seus filmes. A última grande aposta assim foi o bem sucedido Guardiões da Galáxia. Agora, com os Eternos, a produtora mergulha mais em seus universo cósmico e traz uma raça de deuses que vive secretamente na Terra e que tem poderes bem genéricos (pelo menos nos quadrinhos). Ou seja, é um risco grande e gostamos muito de riscos!

Previsão de lançamento no Brasil: ainda não há. 06 de novembro nos EUA.
.

2. Mulher-Maravilha 1984
(Wonder Woman 1984, dir: Patty Jenkins)

Eu normalmente fico só “ok, vamos ver” na maioria dos filmes de heróis, mas tem alguns que DE FATO me chamam muito a atenção e me despertam o interesse. Esse da MM é um deles. Eu amo a personagem, gostei muito do primeiro filme e quero ver o que a Sra. Patty Jenkins tem preparado para nós.

Previsão de lançamento no Brasil: 04 de junho.
.

1. 007: Sem Tempo para Morrer
(007: No Time To Die To Die, dir: Cary Joji Fukunaga)

Sete razões para ver esse 007: (1) é o último da Era Daniel Craig; (2) o diretor é Cary Joji Fukunaga; (3) o vilão é Rami Malek; (4) tem o Aston Martin clássico novamente; (5) tem Léa Seydoux novamente; (6) é a primeira vez que James Bond ganha um arco narrativo em tese completo, abarcando até sua “origem” e (7) é 007, claro.

Previsão de lançamento no Brasil: 09 de abril.
.

Hors Concours

Bill & Ted: Encare a Música
(Bill & Ted Face the Music, dir: Dean Parisot)

Jamais esperaria a volta de Bill & Ted, especialmente com os mesmos atores dos filmes clássicos e mais William Sadler, a Morte, do segundo. Além disso, como não gostar de cabines telefônicas e viagens no tempo? É aquilo, se você só for assistir a um filme não original de 2020, simplesmente não há outra escolha que não este aqui.

Previsão de lançamento no Brasil: 21 de agosto.

RITTER FAN. . . . Aprendi a fazer cara feia com Marion Cobretti, a dar cano nas pessoas com John Matrix e me apaixonei por Stephanie Zinone, ainda que Emmeline Lestrange e Lisa tenham sido fortes concorrentes. Comecei a lutar inspirado em Daniel-San e a pilotar aviões de cabeça para baixo com Maverick. Vim pelado do futuro para matar Sarah Connor, alimento Gizmo religiosamente antes da meia-noite e volta e meia tenho que ir ao Bairro Proibido para livrá-lo de demônios. Sou ex-tira, ex-blade-runner, ex-assassino, mas, às vezes, volto às minhas antigas atividades, mando um "yippe ki-yay m@th&rf%ck&r" e pego a Ferrari do pai do Cameron ou o V8 Interceptor do louco do Max para dar uma volta por Ridgemont High com Jessica Rabbit.