Home Colunas Lista | Top 10: Os Melhores Episódios de Vikings

Lista | Top 10: Os Melhores Episódios de Vikings

por Iann Jeliel
907 views (a partir de agosto de 2020)
Nota final da série:

  • SPOILERS para todas as temporadas. Clique aqui para conferir as respectivas críticas.

Nunca cheguei a ser grande apreciador de Vikings, até a acho superestimada dentro do que tange a alguns dos comentários a seu respeito que a colocam num patamar de outras grandes séries que estão anos-luz a sua frente como dramaturgia. No entanto, também nunca a achei ruim, mesmo em seus momentos mais questionados como a partir da quinta temporada. Sempre vi ali um produto muito regular e fiel as suas tradições que naturalmente me soam limitadoras e não tão estimulantes no aspecto macro. No caso, o que mais me distanciava era sua extrema fidedignidade aos reais eventos históricos em que se baseava que pouquíssimas vezes deixava a narrativa tomar liberdades criativas de aprontar algo além desse círculo.

Contudo, existiram sim os momentos em que a série foi além de sua chata regularidade, episódios realmente memoráveis, estimulantes e em quantidade suficiente para montar uma lista de respeito. Portanto, diante do clima de encerramento proporcionado no finalzinho do ano passado com o lançamento direto via streaming da parte final completa de sua sexta e última temporada, proponho um Top 10 reunindo os melhores episódios da série ao longo de seus 89 episódios. Antes, preciso reforçar que a lista reflete exclusivamente minha opinião, sem a interferência de outros colunistas do site na sua montagem, incluindo aí o ex-escritor Daniel Tristao, responsável pelas críticas da maioria das temporadas, cuja opinião sobre a série difere bastante da minha.

Deixo esta minha opinião sobre as demais temporadas que não critiquei aqui no site numa outra lista exclusiva de nosso Instagram, ranqueando as temporadas de Vikings da pior à melhor, sob a minha perspectiva. Clique aqui para conferir. Ademais, o único critério adotado para a formação desta lista, fora a opinião pessoal, é que coloquei pelo menos um episódio de cada temporada visando deixar a lista mais equilibrada. Também não me ative a deixar menções honrosas, 10 episódios foram mais que suficientes. Por fim, não se esqueçam de deixar suas listas nos comentários e de comentar respeitosamente sobre o que acharam de minha seleção. Sem mais delongas, vamos para a lista:
.

10° Lugar: Death and the Serpent

6X06

Vocês irão notar que a maioria dos episódios aqui envolvem alguma morte importante, porque é quando a série finalmente tem culhão para encerrar algum ciclo, matando seus personagens. E a primeira morte em questão será a de Lagertha, que apesar de ter sido bem anticlimática e até decepcionante para a grandiosidade da personagem, disparada a melhor personagem feminina da série, foi acompanhada de um episódio muito bom e empolgante que provavelmente foi o que mais a valorizou enquanto figura feminina forte. A batalha das camponesas inexperientes, treinadas por Lagertha em poucos dias, contra os invasores aliados de Ivar, banidos de Kategat, foi um dos melhores momentos da última temporada e certamente fazem este episódio valer um lugar na lista.
.

09° Lugar: Homeland

5X03

A quinta temporada foi a mais carente de grandes episódios, então tive uma certa dificuldade de escolher um para compor a lista. Escolhi Homeland por talvez ser o ápice da ótima crescente que Ivar estava tendo como personagem e sem dúvidas representa o melhor momento de Alex Høgh Andersen no papel. A cena dele com o rosto completamente ensanguentado, gritando contra todo um exército em sua frente que poderia facilmente trucidar o aleijado indefeso naquele momento, é icônica e faz a gente comprar o temor pelo personagem, apesar de suas limitações físicas. O episódio em si não chega a ser grande coisa, mas esse momento marcante o eleva bastante.
.

08° Lugar: To the Gates!

3X08

Se o aspecto realista de fidedignidade impede que a série se torne mais empolgante em decisões narrativas, felizmente ela se faz valer na construção extremamente cuidadosa e realista das cenas de batalha. To The Gates apresenta uma das melhores batalhas de Vikings em termos de construção estratégica. Traz um jogo muito interessante de logísticas de ataques e contra-ataques do exército viking contra o de Paris, fora que é talvez a batalha mais grandiosa em termos técnicos e uso de efeitos práticos da série.
.

07° Lugar: Burial of the Dead

1X06

Foi o primeiro grande episódio de Vikings. A investida de Ragnar para a coroa nas mãos do conde Earl foi recheada de emoção, da perseguição a Ragnar até seu embate direto com o conde. O episódio, além de cheio de adrenalina, é um dos mais simbólicos da série, pois é quando Ragnar se torna rei de Kattegat pela primeira vez.
.

06° Lugar: Born Again

3X06

Episódio da morte do padre Athelstan é marcante por convergir com uma ótima tensão de guerra entre Ragnar e Ecbert, que tem suas peças completamente reposicionadas após a injúria de Floki, que cheio de ciúmes decide matar o principal amigo de Ragnar. O efeito esperado era fazê-lo desistir de ouvir o cristianismo, mas só gerou um Ragnar mais ambíguo em suas crenças e completamente imprevisível, tanto para os movimentos da batalha em Paris quanto a sua decisão para o destino de Floki.
.

05° Lugar: The Last Ship

4X10

Resolve-se a batalha de Paris que não havia sido resolvida anteriormente e de bônus finalmente coloca os irmãos Ragnar e Rollo para se enfrentarem até a morte, ou quase isso. Faltou realmente um vencer o outro na prática, mas em compensação a construção emocional de um Ragnar em decadência junto de toda a construção estética da batalha torna este episódio um desfecho memorável e justo para este longínquo arco.
.

04° Lugar: All His Angels

4X15

Fui introduzido a Vikings por conta de um amigo meu que é fã da série, na ocasião, estava na casa dele e ele disse que iria colocar um episódio para ver como era bom. Sim, o episódio em questão era justamente este, o da morte do protagonista. Esteticamente me chamou muito a atenção, tanto que decidi dar uma chance para a série depois de vê-lo, mas fato é que ele poderia estar à frente na lista caso o cenário de o ver pela primeira vez fosse outro, o ideal, na caminhada da série. Uma vez que muito de seu impacto está diretamente relacionado à conexão emocional que tem com o protagonista, e de fato, isso faz toda a diferença para que seu legado valorizado seja apreciado em plenitude. Por não ter sido impactado de primeira, coloco-o nessa posição.
.

03° Lugar: The Lord’s Prayer

2X10

Nem é um episódio de grandes momentos, o que é estranho numa temporada inflada de coisas acontecendo a todo momento. Talvez por isso goste tanto, a montagem aqui é sensacional para organizar os eventos e convergi-los a fins dramáticos potentes relacionados apenas a intrigas políticas mitológicas, que quando direcionadas ao protagonista, transformam-no em uma lenda. Ragnar se firma de vez como um grande personagem aqui, num dos episódios mais bem construídos da série.
.

02° Lugar: In the Uncertain Hour Before the Morning

4X14

Todo diálogo que a série sempre quis ter a respeito da exposição das fragilidades de diferentes fés em contraste é explorado finalmente com a densidade que devia, logo no episódio antecedente à morte do protagonista. Além de preparar muito bem o terreno para isso, possui um dos roteiros mais cuidadosos e originais da série, dando uma profundidade mitológica ao legado do protagonista e o universo viking que ele construiu.
.

01° Lugar: King of Kings

6X11

Talvez seja o hype do momento, mas pensei muito dos três primeiros colocados, qual ficaria nessa posição, e optei por este não só por ser o de memória mais fresca, mas porque de fato é o episódio que mais me pegou desprevenido, mais me surpreendeu e certamente o que mais me empolgou de verdade com a série. A cena da espada de Bjorn tem toda a construção até sua chegada, o que demonstra um roteiro inteligente e ciente de suas limitações que as usou para fornecer a melhor despachada temporária da sua linguagem possível. Um desfecho antológico, épico, do personagem mais perto de estar à altura de Ragnar. Pena que não foi o episódio final da série, mas não importa, porque continua um episódio (perdão o palavrão) FODA! E digno de ser eleito o melhor episódio de Vikings!

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais