Plano Gallifrey #10 | The Blood of Azrael (Doctor Who Magazine #470 a 474)

estrelas 4

A nota geral para esta história é a média arredondada das notas individuais de Luiz, the Time Meddler (4,5/5) e Guilherme Wilfred (4/5).

Começamos a nossa série de programas sobre o universo expandido de Doctor Who trazendo uma importante aventura dos quadrinhos, cuja ambientação e personagens principais vocês podem ver logo abaixo:

Espaço-tempo: Cidade de Cornucópia, planeta não nomeado, futuro
Equipe: 11º Doutor, Clara (+ companhia temporária de Annabel Lake, Amy Johnson e Horatio Lynk).

***

Depois de comentarmos 9 dos 12 episódios da 8ª Temporada da série, a saber, Robot of Sherwood (PG #1), Listen (PG #2), Time Heist (PG #3), Kill the Moon (PG #4), Mummy on the Orient Express (PG #5), Flatline (PG #6), In the Forest of the Night (PG #7), Dark Water (PG #8) e Death in Heaven (PG #9), traremos para vocês uma série de programas sobre o universo expandido da série ou comentários sobre as temporadas da Série Clássica (para as quais já temos, até este momento — novembro de 2014 — críticas para TODOS os arcos do e do 2º Doutor).

Nossa primeira escolha foi The Blood of Azrael, uma aventura marcante, o último arco estrelando do 11º Doutor na Doctor Who Magazine! Nesta aventura, o Doutor e Clara estão em uma cidade de nome estranho, em um planeta com uma enorme variedade de espécies alienígenas e um vilão que se assemelha a um personagem história bastante conhecido. Dê o play e divirta-se!

The Blood of Azrael (Reino Unido, janeiro a maio de 2014)
Publicação: Doctor Who Magazine #470 — 474
Roteiro: Scott Gray
Arte: Mike Collins
Arte-final: David A Roach
Cores: James Offredi

Parceria: Trenzalore / TrenzaloreCast.

Duração: 40 minutos

Assine na iTunes Store
Feed do Plano Gallifrey

Plano Gallifrey #10
Catalogação: 
1ª Temporada (1X10)
Tema: The Blood of Azrael (Doctor Who Magazine #470 — 474)
Apresentação: Luiz, the Time Meddler
Edição e comentários: Guilherme Wilfred

LUIZ SANTIAGO (OFCS) . . . . Após recusar o ingresso em Hogwarts e ser portador do Incal, fui abduzido pela Presença. Fugi com a ajuda de Hari Seldon e me escondi primeiro em Twin Peaks, depois em Astro City. Acordei muitas manhãs com Dylan Dog e Druuna, almocei com Tom Strong e tive alguns jantares com Júlia Kendall. Em Edena, assisti aulas de Poirot e Holmes sobre técnicas de investigação. Conheci Constantine e Diana no mesmo período, e nos esbaldamos em Asgard. Trabalhei com o Dr. Manhattan e vi, no futuro, os horrores de Cthulhu. Hoje, costumo andar disfarçado de Mestre Jedi e traduzo línguas alienígenas para Torchwood e também para a Liga Extraordinária. Paralelamente, atuo como Sandman e, em anos bissextos, trabalho para a Agência Alfa. Nas horas vagas, espero a Enterprise abordar minha TARDIS, então poderei revelar a verdade a todos e fazer com que os humanos passem para o Arquivo da Felicidade, numa biblioteca de Westworld.