Home TVEpisódio Crítica | Arrow – 8X05: Prochnost

Crítica | Arrow – 8X05: Prochnost

por Ritter Fan
129 views (a partir de agosto de 2020)

  • Há spoilers. Leiam, aqui, as críticas das temporadas anteriores.

Depois de um respiro de uma semana, Arrow chega à metade de sua última temporada com Prochnost, um episódio cansado, repetitivo, mais crivado de infames discursos motivacionais que os anteriores, mas que pelo menos traz de volta dois simpáticos atores, Colton Haynes como Roy Harper e David Nykl como Anatoly Knyazev. No entanto, para fazer isso, mais uma vez os showrunners usam a estratégia de rotação de elenco, deixando Connor Hawke, Curtis Holt e outros no banco de reservas e evidenciando o caráter de despedida da temporada e, mais ainda, uma incômoda sensação de que os roteiristas não sabem muito bem lidar com elencos avantajados, o que me deixa temeroso pelo crossover Crise nas Infinitas Terras que, como já vimos por aí, tem também um elenco infinito.

Essas ausências causam estranhamento de episódio a episódio e, aqui, o sumiço de Curtis chega até a ser mencionado, mas não para ser explicado e sim para servir de lembrete aos espectadores mais esquecidos sobre a tal arma que Oliver e companhia querem usar contra o Monitor. É esse, por sinal, o foco de Prochnost, com a divisão da história em duas linhas de frente: Oliver, seus filhos e Laurel vão para a Rússia aliar-se a Anatoly para obter o esquema técnico da arma do general Alexi Burov e Diggle recruta Roy para roubar plutônio, combustível para a arma.

Mas vejam como a coisa é mal feita. Oliver leva Mia e William na viagem para eles se aproximarem, mas, ao chegarem no destino, ele decide que é tudo muito perigoso e que os dois precisam ficar quietos em um canto. Todo mundo consegue entender a preocupação de um pai pela segurança dos filhos, mas, aqui, o que Oliver demonstra é uma completa bipolaridade. Afinal, se é para proteger os filhos, porque raios levá-los justamente para bem próximo do perigo? A desculpa de que com a Bratva envolvida tudo mudou chega a ser idiota, pois isso era tão ridiculamente óbvio considerando que ele entra em contato com Anatoly, que fico realmente imaginando como é que os showrunners deixam passar algo assim. A única explicação plausível é que a audiência da série é alta não interessando o que é colocado lá que se torna completamente desnecessário escrever algo com coerência e um mínimo de qualidade.

Tudo, porém, parece ser desculpa para os discursos reviradores de olhos primeiro de Anatoly para Oliver, depois de Oliver para seus filhos, com direito a briga na gaiola de pai e filha contra seis lutadores sanguinários (melhor lugar para levar sua filha que você quer tanto proteger…). E, claro, em meio a tudo isso, temos não um, mas dois discursos de Anatoly para Laurel, o primeiro desconfiando dela e o segundo exatamente o contrário, o que faz a vilã-aliada-vilã-aliada decidir ser aliada até mudar de ideia e ser vilã novamente.

Esse chove não molha acontece também com Diggle e Roy. O ex-guarda-costas de Oliver chega para pedir ajuda de Arsenal somente para ser interrompido com algo como “não volto de jeito algum” seguido de um discurso motivacional que magicamente transforma o relutante arqueiro na pessoa mais solícita do mundo ao ponto de decidir permanecer na equipe. Chega a ser engraçado como os personagens são escritos na série como sendo extremamente volúveis, incapazes de tomar decisões e mantê-las até o fim ou, pelo menos, criar mais dificuldade do que fazer bico e bater o pezinho por alguns segundos como criança mimada em supermercado depois que os pais dizem não ao pirulito que ela quer.

Com isso, Prochnost, apesar de trazer dois atores que pessoalmente sempre gostei na série, é tão mal estruturado, tão descompassado e tão infantil que é impossível sequer apreciar as piadinhas infames de Anatoly ou o olhar de cachorro pidão de Roy. Pelo menos só faltam cinco episódios para essa besteirada acabar (e ser substituída por outra, claro).

Arrow – 8X05: Prochnost (EUA, 19 de novembro de 2019)
Showrunners: Marc Guggenheim, Beth Schwartz
Direção: Laura Belsey
Roteiro: Benjamin Raab, Deric A. Hughes
Elenco: Stephen Amell, David Ramsey, Katherine McNamara, Ben Lewis, Joseph David-Jones, LaMonica Garrett, Katie Cassidy, Charlie Barnett, Andrea Sixtos, Audrey Marie Anderson, Rila Fukushima, Kelly Hu, Willa Holland, Lexa Doig, Jamie Andrew Cutler, Echo Kellum, Rick Gonzalez, Juliana Harkavy, Colton Haynes, David Nykl
Duração: 42 min.

Você Também pode curtir

92 comentários

Garimpo TUBE 11 de maio de 2020 - 18:24

E pensar que anos atrás no auge da série, o único spin-off cogitado pra seguir em um futuro seria o do Arsenal…

Responder
planocritico 12 de maio de 2020 - 13:45

E mesmo assim já seria forçar a barra…

Abs,
Ritter.

Responder
Lucas Casagrande 23 de novembro de 2019 - 13:55

Enquanto isso Luiz se delícia com Watchmen hehehe

Tá na hora de começar o motim eim

Responder
planocritico 24 de novembro de 2019 - 15:07

Meu primeiro ato será fazer o Luiz andar na prancha!

Abs,
Ritter.

Responder
Nicole Oliveira Richter 22 de novembro de 2019 - 22:22

Arrow é muito bom gente! Principalmente nos créditos finais kkk

Responder
planocritico 24 de novembro de 2019 - 15:07

Concordo! Quando eles chegam, fico com lágrimas nos olhos!!!

Abs,
Ritter.

Responder
Isac Marcos 22 de novembro de 2019 - 21:48

“Pelo menos só faltam cinco episódios para essa besteirada acabar (e ser substituída por outra, claro).”
A gente sabe que, no fundo, esse texto todo é só para desfocar a enorme saudade que terá daqui a 5 episódios, uma forma de encarar o luto diante do fim de uma saga épica, uma obra-prima como poucas. 😅😂
Brincadeira à parte, o que você achou de bom nesse episódio para ele ganhar 1 estrela? Porque meia estrela já seria muito. Pior que os discursos motivacionais é falta do mínimo de lógica como você bem pontuou e as justificativas porcas para o não aparecimento de alguns personagens nos episódios. E pensar que tem gente ganhando grana para produzir coisas assim…

Responder
planocritico 24 de novembro de 2019 - 15:07

Já estou me preparando para o fim de uma era televisiva tão importante quanto o final de Sopranos!

Sobre a estrela solitária que eu dei, foi meia pelo russo e meia pelo Arsenal!

Abs,
Ritter.

Responder
Marcelo Farias 22 de novembro de 2019 - 15:21

Ritter poderia me informar quando o giba vai voltar?
Quero ver como ele vai fazer pra correr atrás tantos episódios de the flash…isso se ele não desistir, pois é o que uma pessoa racional faria.😂

Responder
planocritico 22 de novembro de 2019 - 15:35

Já voltou. Ele está justamente correndo atrás agora!

Abs,
Ritter.

Responder
Josué de Morais 22 de novembro de 2019 - 11:51

Voltei para dizer que, resolvi assistir the flash novamente (Sim, gosto de sofrer), só por causa dessa crise..
Mas quem diria que estou até curtindo alguns episódios, estão conseguindo controlar um pouco os discursos motivacionais, agora não é 99% do episodio, somente 94%.
E dei uma olhada em supergirl tbm, pra quem gosta deve está assistivel, como nunca fui chamado a atenção da série (provavelmente, não sou o publico alvo) não assistirei, mas na minha opinião tá dando de 10 a 0 em arrow (o que não é muito dificil, como esse episodio provou).
E por ultimo mas não menos importante, acreditava que essa temporada me faria hypar a crise, o efeito reverso ta vindo com força total, já estou prevendo a bagunça que vai ser… E vou está la assistindo tudo KKKKKKKKKKKKKKKKK (rindo pra não chorar)

Responder
planocritico 22 de novembro de 2019 - 15:21

Pois é… Estou até com medo da Crise agora…

Abs,
Ritter.

Responder
Gabriel Filipe 24 de novembro de 2019 - 11:17

Eu gosto de supergirl e digo, nn está mesmo assitível

Responder
Pablo 22 de novembro de 2019 - 11:38 Responder
planocritico 22 de novembro de 2019 - 15:21

HAHAHAHAHAHAHHAHHA

Abs,
Ritter.

Responder
Beatrix Kiddo 22 de novembro de 2019 - 02:45

Já fiquei surpresa em ver que ganhou uma estrela (parabéns nota zero!), depois fui lendo a critica e lembrei do episodio… E entendi porque eu esqueci!
Em pleno século 21 tem gente que não acreditam que ainda fazem tortura, está ai a prova viva que ela existe em formato de 45.
https://uploads.disquscdn.com/images/cf2adf75ecf1c48671f91158b2356203e659b20bb4762eccb3733fa007d34fb8.gif

Responder
planocritico 22 de novembro de 2019 - 15:21

Pois é… Sou torturado cruelmente toda semana…

Abs,
Ritter.

Responder
Daniel Marques 22 de novembro de 2019 - 01:48

Kkkkkk…

Cara, Arrow deveria ter acabado a umas 4 ou 6 temporadas atrás.

Responder
planocritico 22 de novembro de 2019 - 15:21

Diria que oito temporadas atrás… He, he, he…

Abs,
Ritter.

Responder
Stella 22 de novembro de 2019 - 01:09

Quase que o episodio leva lixo radioativo como foi com a quarta kkkkk Achei muito ruim tbm, infelizmente essa Arqueira Verde não convence é atriz. Ela é péssima , até virou até meme na época da série shadowhunters
https://uploads.disquscdn.com/images/06d800cb21d5aac0ed656307daabc69625f559982426a1ab8eb26ab75386474c.gif

Responder
planocritico 22 de novembro de 2019 - 15:21

Essa é ela?

Abs,
Ritter.

Responder
Stella 22 de novembro de 2019 - 15:35

Sim é ela, só que ruiva kkkk Luis zoava ela demais com esse gif kkkkk

Responder
planocritico 22 de novembro de 2019 - 15:41

Nossa, imagino a qualidade dramática da sujeita nessa outra série que tinha a maior cara de ser trash…

Abs,
Ritter.

Responder
Adriano 21 de novembro de 2019 - 23:47

Quem ilude você dizendo que você é crítico?

Responder
planocritico 22 de novembro de 2019 - 00:17

Falei mal de sua seriezinha favorita, foi? Bater o pé no chão e fazer bico é feio, viu?

– Ritter.

Responder
Stella 22 de novembro de 2019 - 01:09

vixe as crianças vão surtar contigo kkkkkk

Responder
planocritico 22 de novembro de 2019 - 15:21

Pois é… Cara feia, comigo, é fome…

Abs,
Ritter.

Responder
Guest 22 de novembro de 2019 - 10:29 Responder
Lucas Casagrande 23 de novembro de 2019 - 13:55

Hahahahahahahahahahahahaha

Responder
CrazyDany 22 de novembro de 2019 - 09:49

Quem ilude você dizendo que essa série é boa?

Responder
Lucas Casagrande 23 de novembro de 2019 - 13:55

Série bosta demais mano na boa

Eu adoro o Arqueiro Verde mas isso aí é uma farofa muito indigesta

Responder
Gabriel Filipe 24 de novembro de 2019 - 11:29

Mamãe, o cara do planocritico falou mal de Arrow, vou chorar 😭😭😭😭😭😭

Responder
O Homem do QI200 21 de novembro de 2019 - 23:27

Caralho, jaja vai virar lixo tóxico kkkkkkkkkk

Responder
planocritico 22 de novembro de 2019 - 00:17

A série está pedindo…

Abs,
Ritter.

Responder
Pedro Augusto 21 de novembro de 2019 - 23:01

Ainda tá saindo críticas dessa temporada…vc deve gostar de sofrer mesmo em kkkkkkkk Zoas. Affs, espero que o crossover seja memorável de uma forma MT boa pelo menos.
Ps.: Batwoman foi tão ruim que um episódio já foi o suficiente ou oq? Kkkkkkkk

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 23:13

Não tem como eu parar logo na última temporada!

E Batwoman o objetivo era fazer mesmo só o primeiro episódio.

Abs,
Ritter.

Responder
Anti-Troll 21 de novembro de 2019 - 19:38

Arrow é uma série que eu gostava muito no começo. Quando lançou, na primeira temporada, com os filmes do Nolan na moda e uma adaptação de HQ que mesmo com seus traços adolescentes tinha um quê de sombria, era muito legal de acompanhar. Durei até o final da terceira quando pra mim ja tinha ficado sem pé nem cabeça.

Flash eu vi a primeira só, mas aí ja tinha percebido que não tinha paciência para esses dramas da CW e nunca vi mais nada.

Uma pena ver que a série vai terminar desse jeito. Vou ter sempre um carinho pela primeira temporada.

Responder
Daniel Marques 23 de novembro de 2019 - 00:55

Somos 2. A primeira é boa, a segunda… É… Da terceira em diante é merda pura.

Responder
planocritico 24 de novembro de 2019 - 15:07

Engraçado. A primeira achei apenas um pouco acima da linha mediana. A melhor temporada para mim, por incrível que pareça, foi a sexta. O resto pode embrulhar e jogar no lixo mesmo…

Abs,
Ritter.

Responder
Mateus Sousa 21 de novembro de 2019 - 16:31

Eu estou indignado comigo mesmo por ter dado PAUSE na minha leitura de Watchmen e trocar por esse episódio. Acho que, pela fala da canário, ela fazia um Ep melhor que esse https://media1.giphy.com/media/iAcOUBI4jAFyg/giphy.gif

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 16:32

Realmente, um sacrilégio parar a leitura de Watchmen para ver isso…

Abs,
Ritter.

Responder
Gabriel Filipe 24 de novembro de 2019 - 11:29

Deveriam por a Katie Cassidy dirigindo tds os episódios, tvz tivessemos algo mediano

Responder
planocritico 24 de novembro de 2019 - 15:07

Seria um alento…

Abs,
Ritter.

Responder
Henrique Braga 21 de novembro de 2019 - 16:24

Esse ep é digno de FRAMBOESA das temporadas, que trem ruim sério.
Sonhei que essa última temporada seria “Boa” “Magnânima” mero sonhador.
Menção honrosa pra sua estrela, obg mesmo assim com esses EP pífios compartilhar conosco sua opinião Ritter ! vc é o cara

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 16:37

O pior é que eu tinha MESMO um fiapo de esperança que fossem fazer algo bacana nessa última temporada, para a série acabar por cima…

Abs,
Ritter.

Responder
Gabriel Filipe 24 de novembro de 2019 - 11:29

Eu parei de ver a série no 6° ep da primeira temporada, mas com a Crise e o fato de ser a última temporada eu fui ver e esperando algo bom, mas…

Responder
planocritico 24 de novembro de 2019 - 15:07

Cara, eu te entendo. Pelo menos você sofreu bem menos do que eu!

Abs,
Ritter.

Responder
Guilherme Gomes 21 de novembro de 2019 - 14:22

O episódio foi péssimo , como sempre , merecida a nota , não gostei de absolutamente nada.
O número de diálogos expositivos é inacreditável , assim como os discursos motivacionais que já viraram clichê em CW .
Outra coisa : não teve nenhum sentido o que o Oliver fez , tipo ele queria proteger os filhos , então decide levá-los para Rússia , o lugar onde há gangsters que o odeiam ? E o pior é que depois ele não queria que eles fossem na missão com ele . Sinceramente não entendi muito bem essa parte.
A parte do Roy e do John foi bastante intediante ,tipo o Jhon fazia o mesmo discurso motivacional (mais discursos) toda cena ! Ate nó final, O Roy faz um discurso! Só tem discursos nessa série….
Chegamos a reta final de Arrow, graças a Mar Novu só restam 5 episódios , mas como não consigo largar disso , provavelmente devo assistir a série da Arqueira Verde e as Canários , que deve durar 8 temporadas também.Boa sorte pra quem vai assistir também.

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 14:22

He, he. Vício é um negócio sério!

Abs,
Ritter.

Responder
Gabriel Filipe 24 de novembro de 2019 - 11:36

Ritter, vc vai fazer a crítica de tds os episódios da série das canários né?

Responder
planocritico 24 de novembro de 2019 - 15:21

Olha, diria que minha curiosidade masoquista me fará criticar pelo menos o primeiro episódio…

Abs,
Ritter.

Responder
Gabriel Filipe 25 de novembro de 2019 - 05:40

Qdo chegar na 8° irão te obrigar a críticar tds os eps

planocritico 25 de novembro de 2019 - 12:18

Não caio nessa armadilha mais não!

Abs,
Ritter.

Gabriel Filipe 25 de novembro de 2019 - 14:04

Cai sim Ritter, vc nn vai resistir a Katherine McNamara

Jackson Santos 21 de novembro de 2019 - 12:22

1 estrela,kkkkkkk

A que ponto nós chegamos…

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 12:37

Vai acabar no auge…

Abs,
Ritter.

Responder
Clayton Lucena 21 de novembro de 2019 - 18:29

A que ponto não saímos, isso sim! hahahaha

Responder
Jackson Santos 21 de novembro de 2019 - 20:49

A crise vai compensar ,tenhamos fé!

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 20:49

Confesso que não levo muita fé para além do fan service…

Abs,
Ritter.

Responder
Jackson Santos 21 de novembro de 2019 - 22:33

E parece que isso basta pro grosso da audiência.

O site de prato culinário fala que essa é uma das temporadas mais interessantes… JESUS!

planocritico 21 de novembro de 2019 - 22:59

É sintomático. Tem muita gente que tem receio de falar mal daquilo que a audiência em geral gosta…

Abs,
Ritter.

Peter 22 de novembro de 2019 - 10:49

Eu acho que ela tá entre o ruim e o mediano. Tipo 1 estrela e meia kkkkkk

Marcelo Farias 21 de novembro de 2019 - 12:12

Olha eu como sempre gostei só do final com a Lyla.
Até que esse episódio não foi tão ruín, já até me acostumei com esses discursos motivacionais.
Mas a melhor parte foi quando o Oliver mandou os filhos pra casa e a Laurel disse “acho que tem menos drama por aqui” e vai embora…até os personagens já estão cansado desse chororô!!
Tive que pausar pra rir!!!😂😂😂

Responder
Gabriel Filipe 21 de novembro de 2019 - 14:17

Nem os atores aguentam mais, ctz q foi improvisado kkkk

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 14:22

Meta comentário!

Abs,
Ritter.

Responder
Leandro 21 de novembro de 2019 - 11:42

Estranho, a critica. Se não gosta da série, porque assisti-la então? É lógico que ela tenha coisas absurdas, afinal de contas ela é baseada nos quadrinhos, onde tudo é meio mágico. E portanto aos fãs de Arrow, não importa o quão absurdo seja uma cena, o que vale é a história em si. Ao amigo, o conselho é ver algo mais realístico, séries da DC e da Marvel são baseados em QUADRINHOS.

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 12:02

Então eu só posso assistir e criticar aquilo que eu gosto, pois tudo precisa ser elogiado? Se os fãs de Arrow aceitam qualquer coisa porque são fãs, eu sinto muito. Ser fã não quer dizer que tem que gostar de qualquer coisa. Discernimento é bem útil. E veja: não tem problema algum gostar, desde que não seja de olhos fechados.

E há várias séries baseadas em QUADRINHOS que são espetaculares. Ao amigo, o conselho é ver Patrulha do Destino, Monstro do Pântano, Legion, Watchmen e The Boys, dentre outras, para ver como é possível fazer algo REALMENTE BOM baseado em quadrinhos. Afinal, ser baseado em quadrinhos não é sinônimo de licença para se fazer algo ruim…

Abs,
Ritter.

Responder
Maria Karoline 25 de novembro de 2019 - 17:51

Menino ou menina kkk
Falou tudo
Com toda a certeza
Vários sites de crítica estão dizendo que essa temporada não tá essa coca cola
Já outros tem medo de expôr a verdadeira crítica e glosam os defeitos
A única coisa que não odeio na atuação de Katherine macmara são suas cenas de ação, ela tem a composição física que a personagem pede, porém, é tão interessante o fato de que ela não consegue passar nenhuma emoção da mia a não ser raiva. É irritante isso e parece que nunca muda
Desde Shadowhunters é isso
Estou orando para que ela não faça cagada na série que é baseada no livro do Stephen King entretanto estou perdendo minhas esperanças

Responder
planocritico 25 de novembro de 2019 - 18:16

Mesmo a “raiva” dela é completamente sem nuances. É cara amarrada e biquinho, basicamente…

Abs,
Ritter.

Responder
Marcelo Farias 21 de novembro de 2019 - 12:22

Mano eu sou fã de arrow, the flash, Supergirl e legends of tomorrow mais eu tambem não sou cego, eu enxergo os defeitos, e não é só nas histórias baseadas em quadrinhos em si mas também no roteiro preguiçoso em que ninguém nem tenta fazer algo razoável.
Sou fã do arrowverse por isso mesmo, um universo bom que é ruín…seja fã mas não seja cego é só um conselho!!!

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 12:22

@disqus_fq16yFb0v7:disqus , exatamente! Eu sou fã de um monte de coisa que eu sei que é ruim. Afinal, nada barra minha adoração por Grease 2!

HAHAHAHAHAHAHAHHAHA

Abs,
Ritter.

Responder
Stella 22 de novembro de 2019 - 01:09

Sensato vc kkkkk

Responder
Josué de Morais 21 de novembro de 2019 - 10:57

Essa foi a homenagem a quarta temporada

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 11:03

Mais conhecida como a pior temporada de uma série ruim…

Abs,
Ritter.

Responder
Gabriel Filipe 21 de novembro de 2019 - 14:17

Pior temporada é até elogio

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 14:22

Pois é…

Abs,
Ritter.

Responder
Gabriel Filipe 21 de novembro de 2019 - 14:17

Vdd, por isso foi tão ruim kkl

Responder
Wagner 21 de novembro de 2019 - 09:48

Tudo isso de estrela? Cê não foi econômico, hein.

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 11:03

A cada discurso motivacional eu bebia um shot de vodka. Acabou que me senti benevolente ao final…

Abs,
Ritter.

Responder
Gabriel Filipe 24 de novembro de 2019 - 11:36

Wagner, foi 1 estrela de 1

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 11:03

Pelo menos não preciso escrever sobre séries sobre ratos brancos que apanham de macacos laranjas…

Abs,
Ritter.

Responder
Luiz Santiago 🌮😈🐂½ 21 de novembro de 2019 - 13:19

Puro despeito pelos meus bichinhos de alma!!!

Responder
Gabriel Filipe 21 de novembro de 2019 - 14:17

Aql série é incrível kkkk

Responder
Rickzinho 21 de novembro de 2019 - 17:23

hahaha blasfêmia

Responder
Gabriel Filipe 21 de novembro de 2019 - 06:17

Na de novo pela terra de Arrow. Quando ameaça a melhorar vem um episódio desses. Sério Stephen Amell e Katherine MacNamara “atuando” é mt ruim kkk. Eles pdiam ter pego agm q realmente fez faculdade de atuação e nn o primeiro cara q viram na rua pq nn faz sentido um ator dar esse grau de “interpretação”. Discurssos motivacionais, sempre odiei, sempre vou odiar, e esse ep está cheio deles. Mas a melhor pior coisa do episódio foi o Diggle com a voz alterada kkkkkk, mds do céu, ql a tara desse pessoal de Arrow em fazer os atores falarem com uma voz grossa e roca, como se isso desse mais imponência qdo eles tão com o traje kkk

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 11:03

Foi engraçado mesmo a “voz de macho” em um ambiente que não fazia o menor sentido ele fazer aquilo…

Abs,
Ritter.

Responder
Gabriel Filipe 21 de novembro de 2019 - 14:17

Ss kkkk

Responder
Vinicius Maestá 21 de novembro de 2019 - 03:40

Pense numa série maravilhosa

Responder
planocritico 21 de novembro de 2019 - 11:03

Arrow imediatamente vem à mente sempre!!!

Abs,
Ritter.

Responder
Stella 22 de novembro de 2019 - 01:09

kkkkkk fenomenal

Responder
Anônimo 22 de novembro de 2019 - 02:31
Responder

Escreva um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais