Home TVEpisódio Crítica | Mythic Quest – 2X09: TBD

Crítica | Mythic Quest – 2X09: TBD

por Ritter Fan
388 views (a partir de agosto de 2020)

  • Há spoilers. Leiam, aqui, as demais críticas.

Apesar do título – A Ser Decidido – o episódio que encerra a segunda e novamente excelente temporada de Mythic Quest é sobre saber o momento de se tomar decisões e ter a coragem de tomá-las, o que conversa metalinguisticamente com as próprias escolhas da série como tal. Em outras palavras, interpretei o encerramento como sendo os showrunners olhando para sua própria criação e dizendo algo como “ok, como um dar direção completamente diferente para a série”?

Afinal, mesmo considerando que parte da temática da temporada foi o desenvolvimento de uma nova expansão para o jogo, a pergunta que sempre pairou sobre a cabeça de todo mundo, criadores e espectadores é até que ponto essa estrutura poderia ser repetida e é refrescante notar que os showrunners sequer estão dispostos a dar tempo de essa questão ficar realmente saliente para mudar quanto talvez seja tarde demais. Ao contrário, ao colocar Ian e Poppy, com a ajuda aqui realmente inestimável de C.W., caminhando pelo passado de Mythic Quest, e levá-los à conclusão de que o jogo já está maduro e não precisa de expansões, Rob McElhenney, Charlie Day e Megan Ganz talvez estejam dizendo o mesmo de sua série.

Sim, tenho consciência de que esse pode ser um cliffhanger facilmente desfeito ou suavizado na próxima temporada, pois acho difícil uma mudança radical desse jeito, mas o que realmente importa é que TBD nos faz pensar tanto nesta série em particular quanto em qualquer outra série ou “material serializado” que consumimos – jogos, livros, filmes e assim por diante -, além de ter a vantagem de a lição que o episódio tem a passar ser valiosa também para nossa vida em geral. Quantas vezes pensamos em mudar, em arriscar, em fazer diferente e permanecemos inertes por conforto, preguiça, comodidade, facilidade ou uma conjunção desses fatores? Quantas vezes chegamos até a tomar uma decisão mental, mas, na hora de implementá-la, criamos dificuldades para nós mesmos de forma a enterrar a ideia? E quantas vezes – e aí depende da idade da pessoa, lógico – acabamos olhando para trás com aquele gostinho agridoce de arrependimento por não ter feito algo?

TBD ressonou assim para mim mesmo considerando que eu tenho clareza de que a saída de Ian e Poppy é momentânea. Mas apeguemo-nos à decisão de Rachel, bem menos radical. Mesmo com Dana “presa” ali, ela decide arriscar tudo, emprego e relacionamento, e partir para Berkeley para estudar escrita, para seguir seu sonho. Trata-se de uma decisão que não ecoa tanto na série quanto a do dois protagonistas saírem da empresa que construíram, mas ela é tão importante quanto ou até mais, pois torna a questão mais relacionável para aqueles de nós que não ganham Porsches de presente da matriz canadense.

Até mesmo a subtrama de Brad carrega uma decisão desse tipo, ainda que, neste aspecto específico, ela tenha um cunho muito mais humorístico que as demais. Afinal, só Brad – e Jo! – mesmo para achar que os outros o considerarão mais durão se ele sair algemado da MQ, em uma sequência hilária e muito bem construída que de certa forma fecha o ciclo iniciado pela presença de seu irmão Zack em Breaking Brad.

Falando em humor, a escolha narrativa de concentrar as notícias ruins em David, que já abre o episódio contando sobre o constrangedor (só para usar um eufemismo) fim de seu relacionamento com a misteriosa viúva, foi muito bem pensada, transformando o personagem em uma espécie de para raio de desgraça e de notícia ruim, uma atrás da outra que ele não sabe lidar. Mas há o viés sério também, quando ele vai ao telhado da empresa e projeta em Jo, que realmente estava lá só para tomar um ar, aquilo que provavelmente passava em sua cabeça, ainda que, possivelmente em razão da natureza da série, ele jamais fosse concretizar.

A segunda temporada de Mythic Quest acaba com um enorme ponto de interrogação no ar que até mesmo poderia ser considerado como o final da série. Aliás, seria perfeitamente aceitável se esse novo começo para Ian e Poppy fosse mesmo o encerramento da primeira série cômica do Apple TV+. Provavelmente não será, mas no mínimo dos mínimos os showrunners entregaram uma jornada completa e, devo dizer, plenamente satisfatória. Se a série voltará, provavelmente saberemos em breve e, se voltar, que eles tenham coragem em seguir pelo caminho de mudança.

Mythic Quest – 2X09: TBD (EUA, 25 de junho de 2021)
Criação: Rob McElhenney, Charlie Day, Megan Ganz
Direção: Todd Biermann
Roteiro: Randall Valdez-Castillo
Elenco: Rob McElhenney, Charlotte Nicdao, David Hornsby, Danny Pudi, F. Murray Abraham, Jessie Ennis, Imani Hakim, Ashly Burch, Naomi Ekperigin
Duração: 29 min.

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais