Home QuadrinhosOne-Shot Crítica | Arqueiro Verde: Renascimento

Crítica | Arqueiro Verde: Renascimento

por Luiz Santiago
206 views (a partir de agosto de 2020)

estrelas 4,5

O caminho até aqui:

Quando você vive em um mundo onde existe uma coisa tenebrosa chamada Arrow, qualquer novidade relacionada ao protagonista da série é capaz de colocar para brigar dois sentimentos bem diferentes: o temor de que este novo produto possa ser mais um lixo tóxico e, por outro lado, a vontade de que seja uma coisa boa, afinal, o malfadado Oliver Queen é um grande personagem e merece uma boa jornada, especialmente nos quadrinhos. Pois bem, aqui, venceu o segundo sentimento. Green Arrow: Rebirth é uma excelente edição e uma das melhores portas de entrada para este novo Universo DC.

Assim como também observado em Batman: Renascimento, a linha central da história traz um pé no gênero horror e mistura essas sombras da cidade com uma grande dose de otimismo, gerando conflito entre o mundo mais otimista dos heróis versus o tenebroso mundo onde eles vivem. Escrito por Benjamin Percy, que em um primeiro momento foi mal recebido pela comunidade nerd ao ser anunciado para o título, dado o trabalho não tão interessante que ele assinou para o Arqueiro nos Novos 52, o roteiro deste one-shot é a melhor coisa de Rebirth até agora, não só por fazer muito bem a recolocação do “velho Oliver Queen” nos quadrinhos ou por trazer de volta o seu relacionamento com Dinah Lance — esquecido na fase anterior –, mas também por nos apresentar um herói com elementos clássicos, especialmente em sua constituição moral, em um mundo pós-moderno. O contraste de posturas e toda a briga ideológica daí derivadas são simplesmente deliciosas de se acompanhar.

Apresentação do Arqueiro Verde, da Canário Negro e a primeira luta...

Apresentando… Arqueiro Verde, Canário Negro e a primeira luta.

A primeira coisa que nós percebemos nesse roteiro é a objetividade ao tratar o cotidiano de Oliver Queen e problematizar sua vida pessoal, tendo como base frases de efeito ditas por ele e motivos éticos para fazer o que ele faz. Quando a Canário Negro entra em cena, ela serve como porta-voz do leitor e das mencionadas Liga da Justiça e Batfamília, mostrando que todos, em um momento ou outro, já ficaram bravos com Oliver por conta de sua luta incisiva para que a justiça fosse feita, especialmente em favor daqueles, por muito tempo, esquecidos pela justiça.

Do contraste vindo do “homem cafajeste” no início para o “benfeitor e defensor dos pobres” mais adiante, vemos que o herói está atento e preocupado com os problemas sociais à sua volta e que tem consciência de sua posição aparentemente contraditória em relação àquilo que defende. Novamente, Dinah serve como um núcleo de críticas ao “ricaço e esnobe” que fala sobre justiça social, um tipo “esquerda caviar”, para utilizar o vocabulário conhecido aqui no Brasil para indivíduos de posição política à esquerda mas que estão em uma classe social considerada privilegiada… É óbvio que essa abordagem na HQ irritou a muitos leitores, que se esqueceram de valorizar e entender a parte boa dessa dinâmica tratada no universo de um super-herói, especialmente do Arqueiro Verde. Já andam por aí falando de um “esquerdismo”. Pois é… era só o que faltava.

Momento fofura.

Momento fofura + momento de ouvir verdades.

Em um roteiro que envolve desaparecimento de mulheres e crianças pobres (muitas delas, sem-teto), é de se esperar que as coisas avancem pela cidade, valorizando o caráter urbano desse conceito e dando a oportunidade dos heróis em questão mostrarem ainda mais suas habilidades em um amplo espaço. Neste ponto, a arte de Otto Schmidt e as cores de Nate Piekos coroam a edição com o bloco do mar de lama dos subúrbios, saindo do super-apartamento de Ollie e avançando para uma escura região de mata onde pessoas vivem em barracos ou cabanas improvisadas e são caçadas pelos Homens Subterrâneos (Underground Men) a fim de serem vendias em um leilão para servirem de “escravos, prazeres ou experiências“.

Percebam que Benjamin Percy não dá trégua no trabalho com problemas encontrados em qualquer grande cidade. Claro que aqui existe o necessário “exagero da realidade”, pois estamos falando de uma história em quadrinhos, mas temas como miséria e tráfico humano são encontrados em nosso mundo e, vê-los mostrados aqui, desta forma, já nos dá uma noção de que uma abordagem humanista e uma forte tendência realista (onde se adicionará o horror) farão parte desta primeira fase do Arqueiro em Rebirth.

Os desenhos de Schmidt seguem uma aparência diferente ao longo da edição, de um traço mais suave no início (colorido com igual suavidade por Piekos) para composições que lembram um pouco desenhos sobre aquarela, encontrados nas cenas em seu apartamento ou nos quadros noturnos, seja na mata onde estão os mendigos, seja no leilão subterrâneo, feito nos escombros da antiga Seattle, onde vemos tons de azul e verde dominarem os quadros e tornarem tudo ainda mais medonho.

Contrastes de cor e leves mudanças no traço: um ótimo resultado artístico.

Contrastes de cor e leves mudanças no traço: um ótimo resultado artístico.

Com piadas sobre a barba grande, breve passada teórica pelos dissabores de Ollie da ilha, forte subtexto político-social e boa dinâmica com a Canário Negro (cuja representação artística do grito ficou excelente, diga-se de passagem), Arqueiro Verde: Renascimento traz um enredo bem diferente do que a maioria de nós esperávamos, tendo como vilões um grupo de indivíduos que traficam pessoas, todos eles usando máscaras — dentre as quais é possível ver uma de um membro da Corte das Corujas e outra que parece um Doritos de carne moída crua — e um grupo de Homens Subterrâneos que parecem ser resultado de estranhas experiências científicas. É impossível não ficar ansioso para o desenrolar da série a partir daqui.

Arqueiro Verde: Renascimento (Green Arrow: Rebirth) — EUA, 1º de junho de 2016
Roteiro: Benjamin Percy
Arte: Otto Schmidt
Cores: Otto Schmidt
Letras: Nate Piekos
Capa: Juan Ferreyra
24 páginas

Você Também pode curtir

88 comentários

Superman - O Gótico Sombrio 21 de agosto de 2016 - 05:30

Minha rebirth favorita

Responder
Luiz Santiago 21 de agosto de 2016 - 22:13

É simplesmente maravilhosa!

Responder
Luiz Santiago 21 de agosto de 2016 - 22:13

É simplesmente maravilhosa!

Responder
Superman - O Gótico Sombrio 21 de agosto de 2016 - 05:30

Minha rebirth favorita

Responder
Batman 8 de junho de 2016 - 02:00

A melhor das que eu li do Rebirth, realmente vale a pena. Esse é o Arqueiro Verde!!!

Responder
Luiz Santiago 8 de junho de 2016 - 02:09

Esta também é a melhor para mim até agora. Minha listinha seria:

1º Arqueiro Verde
2º DC: Rebirth
3º Batman
4º Lanternas Verdes
5º Superman

Responder
Luiz Santiago 8 de junho de 2016 - 02:09

Esta também é a melhor para mim até agora. Minha listinha seria:

1º Arqueiro Verde
2º DC: Rebirth
3º Batman
4º Lanternas Verdes
5º Superman

Responder
Batman 8 de junho de 2016 - 02:10

Se eu fosse listar também seria essa!

Responder
Batman 8 de junho de 2016 - 02:10

Se eu fosse listar também seria essa!

Responder
Batman 8 de junho de 2016 - 02:00

A melhor das que eu li do Rebirth, realmente vale a pena. Esse é o Arqueiro Verde!!!

Responder
Tiago Lima 7 de junho de 2016 - 20:49

Oliver Queen é democrata. Morto! Hahahaha.

Primeiramente, #ForaCunha. Segundo, devo apontar que gostei bastante da arte mais clean deste one-shot, com ares aquareláveis. Foge dos traços mais tradicionais, e isso é muito bom. MSP Graphic Novels está ai para provar esta premissa no mundo das HQ´s.

Em terceiro gostei bastante do roteiro, pois deixa um cliffhanger bem interessante para as edições do Arqueiro. Tráfico humano é ainda, infelizmente, algo palpável em nossa realidade contemporânea.

E como um “novo leitor” o roteiro consegue deixar bem evidente que havia algum envolvimento entre Arqueiro Verde e Canário Negro. De fato ele consegue ambientar muito bem quem é quem para o novo leitor e trazer uma possível aventura bem interessante.

Responder
Luiz Santiago 8 de junho de 2016 - 02:17

Estava muito curioso para saber a sua opinião sobre essa revista. Eu simplesmente adorei o tom do roteiro, o tipo de inimigo e as questões sociais colocadas. Foi uma surpresa muito, muito grata para mim. Esta série é a que eu estou mais animado para ler até agora.

Responder
Luiz Santiago 8 de junho de 2016 - 02:17

Estava muito curioso para saber a sua opinião sobre essa revista. Eu simplesmente adorei o tom do roteiro, o tipo de inimigo e as questões sociais colocadas. Foi uma surpresa muito, muito grata para mim. Esta série é a que eu estou mais animado para ler até agora.

Responder
Gabriel Batista 22 de maio de 2018 - 19:56

Democrata é pouco para o Oliver. Ele é de esquerda hardcore mesmo. Daqueles bem chatos mas de modo bacana pq rende muitos bons diálogos com outros personagens com pensamentos diferentes do dele. Bons tempos que ele se candidatou a prefeitura.

Responder
Tiago Lima 7 de junho de 2016 - 20:49

Oliver Queen é democrata. Morto! Hahahaha.

Primeiramente, #ForaCunha. Segundo, devo apontar que gostei bastante da arte mais clean deste one-shot, com ares aquareláveis. Foge dos traços mais tradicionais, e isso é muito bom. MSP Graphic Novels está ai para provar esta premissa no mundo das HQ´s.

Em terceiro gostei bastante do roteiro, pois deixa um cliffhanger bem interessante para as edições do Arqueiro. Tráfico humano é ainda, infelizmente, algo palpável em nossa realidade contemporânea.

E como um “novo leitor” o roteiro consegue deixar bem evidente que havia algum envolvimento entre Arqueiro Verde e Canário Negro. De fato ele consegue ambientar muito bem quem é quem para o novo leitor e trazer uma possível aventura bem interessante.

Responder
Anônimo 5 de junho de 2016 - 10:41
Responder
Luiz Santiago 5 de junho de 2016 - 14:50

Também espero. Tem tudo para dar uma baita série!

Responder
Luiz Santiago 5 de junho de 2016 - 14:50

Também espero. Tem tudo para dar uma baita série!

Responder
Lucas Casagrande 5 de junho de 2016 - 10:41

Esse é o Ollie que eu conheço, como é bom ver ele de volta, espero que a DC mantenha o espirito

Responder
Herbie: O Único 4 de junho de 2016 - 17:35

Luiz Santiago:no final do ano vai ter crossover entre arrow,flash,supergirl e legends of tomorrow,ou seja,as piores séries reunidas em um encontro “épico” hahahaha

Responder
Herbie: O Único 4 de junho de 2016 - 17:35

Luiz Santiago:no final do ano vai ter crossover entre arrow,flash,supergirl e legends of tomorrow,ou seja,as piores séries reunidas em um encontro “épico” hahahaha

Responder
Luiz Santiago 5 de junho de 2016 - 03:56

ALGUÉM ME ACODE AQUI!!! SOCORRO!!!

Responder
Luiz Santiago 5 de junho de 2016 - 03:56

ALGUÉM ME ACODE AQUI!!! SOCORRO!!!

Responder
Erik Natan 4 de junho de 2016 - 10:49

Fiquei muito feliz lendo essa edição, AV é um dos personagens que eu mais gosto e eu ficava muito fulo quando via aquele Batman genérico nos N52 (e naquele lixo tóxico que passa na Tv).

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 14:05

Se a série regular seguir esse nível… mano… será foda demais!

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 14:05

Se a série regular seguir esse nível… mano… será foda demais!

Responder
Erik Natan 4 de junho de 2016 - 10:49

Fiquei muito feliz lendo essa edição, AV é um dos personagens que eu mais gosto e eu ficava muito fulo quando via aquele Batman genérico nos N52 (e naquele lixo tóxico que passa na Tv).

Responder
Rilson Joás 3 de junho de 2016 - 23:31

É bom saber que Rebirth tá dando certo até o momento. É uma ótima notícia!

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:13

Nem me fala! Fazer esse estardalhaço seria ruim demais para a DC! Ainda bem que está dando certo.

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:13

Nem me fala! Fazer esse estardalhaço seria ruim demais para a DC! Ainda bem que está dando certo.

Responder
Herbie: O Único 4 de junho de 2016 - 10:44

eu nem quero imaginar se dc rebirth fosse um fracasso.seria uma humilhação eterna pra dc,ainda bem que deu certo.

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 14:09

Nossa, seria terrível para a editora.

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 14:09

Nossa, seria terrível para a editora.

Responder
Herbie: O Único 4 de junho de 2016 - 10:44

eu nem quero imaginar se dc rebirth fosse um fracasso.seria uma humilhação eterna pra dc,ainda bem que deu certo.

Responder
Rilson Joás 3 de junho de 2016 - 23:31

É bom saber que Rebirth tá dando certo até o momento. É uma ótima notícia!

Responder
Rafa Silveira 3 de junho de 2016 - 21:58

Tá aí uma da DC que me pareceu interessante. Vou pegar pra ler

Responder
Rafa Silveira 3 de junho de 2016 - 21:58

Tá aí uma da DC que me pareceu interessante. Vou pegar pra ler

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:12

Depois diga o que achou. É apenas uma one-shot para fazer a passagem do personagem dos Novos 52 para Rebirth, então, tem limitações. Mas a história é muito boa!!

Responder
Rafa Silveira 4 de junho de 2016 - 17:46

Acabei gostando bastante. Só fiquei incomodado com a postura do Oliver ao ser chamado de hipócrita. Ele foi passivo quase o tempo inteiro e quando se pois a responder, soou muito raso. Achei que o Percy n sabia muito bem como rebater os argumentos. Fora isso, me fez ter bastante vontade de acompanhar essa nova série.

Responder
Luiz Santiago 5 de junho de 2016 - 03:57

Eu acho que isso denota maturidade do personagem. Ele sabia que os argumentos da Canário eram frágeis e não correspondiam à verdade, então jogou o jogo de não se importar… Então acabei percebendo de forma diferente…

Responder
Luiz Santiago 5 de junho de 2016 - 03:57

Eu acho que isso denota maturidade do personagem. Ele sabia que os argumentos da Canário eram frágeis e não correspondiam à verdade, então jogou o jogo de não se importar… Então acabei percebendo de forma diferente…

Responder
Rafa Silveira 4 de junho de 2016 - 17:46

Acabei gostando bastante. Só fiquei incomodado com a postura do Oliver ao ser chamado de hipócrita. Ele foi passivo quase o tempo inteiro e quando se pois a responder, soou muito raso. Achei que o Percy n sabia muito bem como rebater os argumentos. Fora isso, me fez ter bastante vontade de acompanhar essa nova série.

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:12

Depois diga o que achou. É apenas uma one-shot para fazer a passagem do personagem dos Novos 52 para Rebirth, então, tem limitações. Mas a história é muito boa!!

Responder
Rafael Gardiolo 3 de junho de 2016 - 20:19

Finalmente o Arqueiro Verde de verdade! Excelente personagem! Muito feliz com esse Rebirth.

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:11

Sambou em cima daqueles (como eu) que estava esperando coisas ruins. Essa é uma das que vale acompanhar a série regular, sem dúvidas.

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:11

Sambou em cima daqueles (como eu) que estava esperando coisas ruins. Essa é uma das que vale acompanhar a série regular, sem dúvidas.

Responder
Rafael Gardiolo 3 de junho de 2016 - 20:19

Finalmente o Arqueiro Verde de verdade! Excelente personagem! Muito feliz com esse Rebirth.

Responder
planocritico 3 de junho de 2016 - 19:58

O esquerda caviar da flecha verde tem um inimigo cujo rosto é como se fosse um Caveira Vermelha em formato de flecha? Sério isso, produção?

Ótima crítica, mas depois de sofrer por 4 temporadas de Arrow, não quero ver Arqueiro de cor nenhuma na minha frente…

Abs,
Ritter.

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:10

HUAHAUHAUHAUAHUA, cara, eu na hora vi um Doritos, depois vi um Caveira Vermelha também. Santa trapalhada!!!

Então, o nosso querido esquerda caviar rendeu uma puta história. E eu fui com o maior preconceito do mundo pra ler, por conta da série. Ainda bem que é uma boa história.

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:10

HUAHAUHAUHAUAHUA, cara, eu na hora vi um Doritos, depois vi um Caveira Vermelha também. Santa trapalhada!!!

Então, o nosso querido esquerda caviar rendeu uma puta história. E eu fui com o maior preconceito do mundo pra ler, por conta da série. Ainda bem que é uma boa história.

Responder
planocritico 4 de junho de 2016 - 01:40

UM DORITOS!!!! Agora não conseguirei mais desver isso… Um Doritos de pimenta!

Abs,
Ritter.

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 14:01

Fique com essa imagem na sua cabeça agora.
De nada.

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 14:01

Fique com essa imagem na sua cabeça agora.
De nada.

Responder
planocritico 3 de junho de 2016 - 19:58

O esquerda caviar da flecha verde tem um inimigo cujo rosto é como se fosse um Caveira Vermelha em formato de flecha? Sério isso, produção?

Ótima crítica, mas depois de sofrer por 4 temporadas de Arrow, não quero ver Arqueiro de cor nenhuma na minha frente…

Abs,
Ritter.

Responder
Herbie: O Único 3 de junho de 2016 - 19:50

arrow deveria parar de pegar vilões do batman e tentar transformar o oliver em um bruce wayne.pra mim os únicos jeitos de tentar melhorar a série seria diminuir a presença da felicity,abandonar o tom sombrio,tirar esse negócio de team arrow,maior foco no arqueiro verde,ter roteiros mais ricos(como vc disse,bem dificil),melhorar a atuação dos atores e ter uma temporada mais curta,como demolidor por exemplo.

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:09

Ou seja, cancelar essa série e começar uma outra,com tudo novo! hahahahahaha

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:09

Ou seja, cancelar essa série e começar uma outra,com tudo novo! hahahahahaha

Responder
Herbie: O Único 4 de junho de 2016 - 10:50

hahahahahaha…
por mim legends of tomorrow deveria ter acabado já na primeira temporada,primeiro que não vejo mais historia pra contar,e segundo pelo amor de deus que série ruim.

Responder
Herbie: O Único 4 de junho de 2016 - 10:50

hahahahahaha…
por mim legends of tomorrow deveria ter acabado já na primeira temporada,primeiro que não vejo mais historia pra contar,e segundo pelo amor de deus que série ruim.

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 14:03

E vai ter Liga da Justiça na segunda temporada!!!
VALHA-ME DEUS!!!

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 14:03

E vai ter Liga da Justiça na segunda temporada!!!
VALHA-ME DEUS!!!

Responder
Erik Natan 4 de junho de 2016 - 10:51

Basicamente isso kkkkkkkk

Responder
Erik Natan 4 de junho de 2016 - 10:51

Basicamente isso kkkkkkkk

Responder
Herbie: O Único 3 de junho de 2016 - 19:50

arrow deveria parar de pegar vilões do batman e tentar transformar o oliver em um bruce wayne.pra mim os únicos jeitos de tentar melhorar a série seria diminuir a presença da felicity,abandonar o tom sombrio,tirar esse negócio de team arrow,maior foco no arqueiro verde,ter roteiros mais ricos(como vc disse,bem dificil),melhorar a atuação dos atores e ter uma temporada mais curta,como demolidor por exemplo.

Responder
Herbie: O Único 3 de junho de 2016 - 19:09

por mim,demitia o escritor e diretor de arrow e colocava escritores de quadrinhos que já trabalharam com o arqueiro para escrever a série.tem várias opções tb,como reboot ou tirar a série da CW(séria lindo se ela passase pra netflix).

Responder
Herbie: O Único 3 de junho de 2016 - 19:09

por mim,demitia o escritor e diretor de arrow e colocava escritores de quadrinhos que já trabalharam com o arqueiro para escrever a série.tem várias opções tb,como reboot ou tirar a série da CW(séria lindo se ela passase pra netflix).

Responder
planocritico 3 de junho de 2016 - 20:00

@disqus_gWrGR1BRr8:disqus, não tem jeito. Os showrunners são “criadores” de uma tecla só. Acharam uma fórmula de sucesso perante um público pouco exigente e eles NUNCA mudarão a série de verdade (nenhum das séries). E eu nem culpo integralmente a CW, pois eles têm iZombie, que é outra adaptação de quadrinhos e que funciona tremendamente bem, pois tem showrunners que sabem o que estão fazendo…

Abs,
Ritter.

Responder
planocritico 3 de junho de 2016 - 20:00

@disqus_gWrGR1BRr8:disqus, não tem jeito. Os showrunners são “criadores” de uma tecla só. Acharam uma fórmula de sucesso perante um público pouco exigente e eles NUNCA mudarão a série de verdade (nenhum das séries). E eu nem culpo integralmente a CW, pois eles têm iZombie, que é outra adaptação de quadrinhos e que funciona tremendamente bem, pois tem showrunners que sabem o que estão fazendo…

Abs,
Ritter.

Responder
Herbie: O Único 3 de junho de 2016 - 21:59

infelizmente.o que acho que interrompeu o desenvolvimento da série além de tudo isso foi a interferencia da warner na série,como o esquadrão suicida e a morte do pistoleiro.espero que a 5 temporada seja o mínimo um pouco melhor que essa decepção de temporada que prometeu um monte de coisa que foi jogada no lixo,quando vi aquele novo visual do arqueiro no começo da série,achei que iria superar aquela 3 temporada fraca.hoje não confio mais em arrow e flash.legends of tomorrow e supergirl então…

Responder
Herbie: O Único 3 de junho de 2016 - 21:59

infelizmente.o que acho que interrompeu o desenvolvimento da série além de tudo isso foi a interferencia da warner na série,como o esquadrão suicida e a morte do pistoleiro.espero que a 5 temporada seja o mínimo um pouco melhor que essa decepção de temporada que prometeu um monte de coisa que foi jogada no lixo,quando vi aquele novo visual do arqueiro no começo da série,achei que iria superar aquela 3 temporada fraca.hoje não confio mais em arrow e flash.legends of tomorrow e supergirl então…

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:08

É até uma vergonha, se você olhar a galera que está por trás dessas séries, né.

Responder
planocritico 4 de junho de 2016 - 01:38

Pois é. É de trincar os dentes…

– Ritter.

Responder
planocritico 4 de junho de 2016 - 01:38

Pois é. É de trincar os dentes…

– Ritter.

Responder
Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:08

É até uma vergonha, se você olhar a galera que está por trás dessas séries, né.

Responder
Luiz Santiago 3 de junho de 2016 - 19:33

Tirar a série da CW seria a única solução. Porque a emissora tem uma cartilha podre, qualquer roteirista bom acabaria limitado e a produção não deixaria fazer coisas muito intensas…

Responder
Luiz Santiago 3 de junho de 2016 - 19:33

Tirar a série da CW seria a única solução. Porque a emissora tem uma cartilha podre, qualquer roteirista bom acabaria limitado e a produção não deixaria fazer coisas muito intensas…

Responder
Herbie: O Único 3 de junho de 2016 - 18:54

finalmente a volta do arqueiro que merece,o casal que sempre gostei da dc era o oliver e a canário negro.ele tá bem parecido com a versão pré reboot ou pré dr manhattan(kkk).

Responder
Luiz Santiago 3 de junho de 2016 - 19:07

E que retorno, hein! Caramba, eu fiquei realmente feliz com o trabalho dessa edição. Se a série regular seguir esse nível, estamos feitos!

Responder
Luiz Santiago 3 de junho de 2016 - 19:07

E que retorno, hein! Caramba, eu fiquei realmente feliz com o trabalho dessa edição. Se a série regular seguir esse nível, estamos feitos!

Responder
Herbie: O Único 3 de junho de 2016 - 19:45

o kevin smith estava interessado em trabalhar com a série,o ator que faz o arqueiro verde queria ele na série.acho que até com smith a série não iria se salvar por completo.
futuramente vcs poderiam fazer uma critica do miracleman do alan moore?

Responder
Herbie: O Único 3 de junho de 2016 - 19:45

o kevin smith estava interessado em trabalhar com a série,o ator que faz o arqueiro verde queria ele na série.acho que até com smith a série não iria se salvar por completo.
futuramente vcs poderiam fazer uma critica do miracleman do alan moore?

Responder
Luiz Santiago 3 de junho de 2016 - 19:53

O Kevin Smith não salvaria não. O trabalho dele em The Flash foi tenebroso, penso que seria o mesmo com Arrow, dado aquele esquema que eu falei sobre imposições da emissora.

Ah sim, isso está na lista de críticas futuras!

Responder
Luiz Santiago 3 de junho de 2016 - 19:53

O Kevin Smith não salvaria não. O trabalho dele em The Flash foi tenebroso, penso que seria o mesmo com Arrow, dado aquele esquema que eu falei sobre imposições da emissora.

Ah sim, isso está na lista de críticas futuras!

Responder
Herbie: O Único 3 de junho de 2016 - 19:55

tem razão,o kevin smith deve se dar bem melhor com os quadrinhos do que com essas séries.quando vi que ele dirigiu o episódio,fiquei muito empolgado,só que ai quando eu vi…

Herbie: O Único 3 de junho de 2016 - 19:55

tem razão,o kevin smith deve se dar bem melhor com os quadrinhos do que com essas séries.quando vi que ele dirigiu o episódio,fiquei muito empolgado,só que ai quando eu vi…

Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:07

Quando anunciaram ele eu pensei: “agora vai!”, mas não foi. É a maldita cartilha, cara.

Luiz Santiago 4 de junho de 2016 - 01:07

Quando anunciaram ele eu pensei: “agora vai!”, mas não foi. É a maldita cartilha, cara.

Herbie: O Único 3 de junho de 2016 - 18:54

finalmente a volta do arqueiro que merece,o casal que sempre gostei da dc era o oliver e a canário negro.ele tá bem parecido com a versão pré reboot ou pré dr manhattan(kkk).

Responder

Escreva um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais