Home FilmesCríticas Crítica | Guardiões da Galáxia: Especial de Festas

Crítica | Guardiões da Galáxia: Especial de Festas

Não vai a Luganenhum...

por Ritter Fan
2k views

Lobisomem na Noite foi uma boa estreia do formato de “apresentação especial” do Universo Cinematográfico Marvel, um meio termo entre os curtas e os longas-metragens, passando ao largo do investimento financeiro e de tempo necessários para as séries de TV. O segundo média-metragem dessa nova tendência – agora mais próximo de um curta-metragem, com seus 44 minutos – é um especial de Natal tendo como protagonistas os Guardiões da Galáxia, obscuro grupo dos quadrinhos da Marvel Comics improvavelmente tornado popular pela combinação dos toques de Midas de Kevin Feige e James Gunn lá atrás, em 2014.

A história é simples: Mantis (Pom Klementieff) e Drax (Dave Bautista) viajam de Luganenhum para a Terra para sequestrar Kevin Bacon de forma a presentear o ator (que eles não sabem que é ator) a Peter Quill (Chris Pratt) durante a época do Natal. Segue, daí, uma aventura musical pastelão sentimental que, no fundo, parece ter como objetivo principal fazer uma ponte para o vindouro terceiro filme do grupo, informando-nos que Mantis é filha de Ego, portanto meia-irmã de Quill, algo que vem do nada e não serve para nada dentro do média metragem a não ser criar o “final fofinho obrigatório”, que os Guardiões compraram Luganenhum do Colecionador e, finalmente, que Cosmo (voz de Maria Bakalova), o cosmonauta canino que fazia parte da coleção do Colecionador, agora faz parte da equipe. É, para todos os efeitos, um tapa-buraco sob a desculpa da chegada do final do ano, em que corações mais moles podem achar essa historinha sem eira nem beira o maior suprassumo televisivo natalino desde A Felicidade Não Se Compra.

Infelizmente, porém, o Especial de Festas é a pior forma de se trabalhar esses queridos personagens, mesmo depois do patético preâmbulo de Thor: Amor e Trovão, e muito longe do ótimo Eu Sou Groot, além de ser um uso no mínimo canhestro do promissor formato. Apesar de Bautista e Klementieff formarem uma boa dupla cômica por algo como uns dois ou três minutos, a dinâmica logo se esgota em um roteiro pálido e cansado, sem nenhum esforço para sair do básico da maioria das obras de cunho puramente comercial que se passam durante essa época do ano. Antes que a tropa do “ah, mas o crítico chato queria Cidadão Kane?” apareça por aqui, não, não é nada disso. Eu queria, apenas e tão somente algo tão bom e refrescante (ou próximo disso) como Lobisomem na Noite, o que, convenhamos, não é pedir muito.

Mas o que James Gunn entrega é um filmete de uma nota só que esgarça a conexão entre os dois alienígenas e os respectivos atores e, mesmo com a entrada do próprio e lendário Kevin Bacon, não melhora muito para além do fato da comprovação de que Bacon vive Kevin Bacon como ninguém, com direito até mesmo à participação especial de sua esposa Kyra Sedgwick (só a voz ao telefone) e um número musical ao lado do grupo texano Old 97’s. Obviamente que esse Especial de Festas não é o fim do mundo, nem a ruindade toda que talvez meus comentários façam parecer, até porque a mitologia cinematográfica desses personagens é inegavelmente muito boa, mas os 44 minutos de duração pareceram ser pelo menos duas horas mais longa que ele deveria ter.

Eu poderia facilmente terminar o ano sem o insosso Guardiões da Galáxia: Especial de Festas, pois, entre números musicais forçados, Groot (Vin Diesel) pela primeira vez criado com um figurino prático que parece tirado diretamente de um depósito da Toho, um roteiro tão cômico ou tão emocionante quanto comercial de xampu (ha, ha, ha, olhem o presente que o Rocket de Bradley Cooper ganhou…) e um ritmo claudicante, teria sido mais proveitoso rever o infame Star Wars Holiday Special, que pelo menos é engraçado de ruim. E, se estou soando rabugento como Ebenezer Scrooge, é porque talvez o espírito natalino venha sendo sugado de mim pelo derramamento infindável de obras fracas para comemorar a época que vem marcando 2022. Ou, talvez, eu seja só rabugento mesmo e que se dane…

Guardiões da Galáxia: Especial de Festas (The Guardians of the Galaxy: Holiday Special – EUA, 25 de novembro de 2022)
Direção: James Gunn
Roteiro: James Gunn
Elenco: Chris Pratt, Dave Bautista, Pom Klementieff, Karen Gillan, Vin Diesel, Bradley Cooper, Sean Gunn, Old 97’s, Michael Rooker, Kevin Bacon, Maria Bakalova, Kyra Sedgwick, Flula Borg
Duração: 44 min.

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais