Home TVTemporadas Crítica | O Mistério da Ilha – A Série Completa

Crítica | O Mistério da Ilha – A Série Completa

por Leonardo Campos
1133 views (a partir de agosto de 2020)

A campanha de divulgação deixou bem claro que a lista de possíveis vítimas era extensa. 13 dias, 25 suspeitos, 01 assassino. O que acontecerá com as pessoas que decidiriam passar um final de semana idílico em Harper Island, para o casamento de um amigo, mas são surpreendidos por uma avalanche de mortes aparentemente oriundas de segredos do passado? Ao longo dos 13 episódios produzidos pelo canal CBS, tendo como base o projeto do showrunner Ari Schlossberg, mergulharemos numa trama atmosférica, mas cheia de imprecisões, tendo como foco central a estrutura slasher básica: um grupo de pessoas reunidas numa ilha são surpreendidas por uma série de crimes envolvendo-os.

Conectada com traços de Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Versão Passado, de Louis Duncan, e O Caso dos Dez Negrinhos, de Agatha Christie, O Mistério da Ilha é narrada apor Abby Hills (Elaine Cassidy), a melhor amiga de Henry (Christopher Young), o noivo que se casará com Trish (Katie Cassidy). Como todos sabem, a ilha possui um passado obscuro. O histórico registrou que John Wakefield matou seis pessoas, sendo uma das vítimas, a mãe de Abby. Na ocasião da chegada dos convidados, alguém parece interessado em repetir os acontecimentos do passado. Sete anos se passaram e o que parecia ser algo esquecido retorna para as cobranças.

Dentre os personagens de maior destaque narrativo temos Abby, supostamente a final girl, amiga, como já apontado, de Henry e Trish, os noivos. O xerife Charlie Hills (Jim Beaver) é o pai de Abby, homem que ora aparente ser suspeito, ora vítima, indefinição que move também outros personagens que são descartados da lista de suspeitos após seus respectivos assassinatos. Quem será que está por detrás dos crimes? Temos um assassino real ou tudo não passa de horror sobrenatural? Como escapar de ser esfaqueado, levar uma flechada ou ser queimado? Um clima de pânico se estabelece entre todos, pois ninguém está livre de se tornar a próxima vítima. As chances de se deslocar são remotas, pois uma tempestade impede a saída do local, além de algumas sabotagens com os meios de deslocamento, conveniências do texto dramático para segurar os personagens e suas subtramas.

O Mistério da Ilha começa de maneira bastante lenta e com certo marasmo, mesmo tendo contabilizado 29 mortes em seus 13 episódios. A primeira parte, vagarosa, é o preâmbulo para os agitados momentos da segunda metade, dinâmica, mais sanguinária e cheia de reviravoltas. Há, inclusive, uma cultura ficcional geral que acredita no twist como uma forma de reparar os problemas narrativos no desfecho, sem lembrar que é preciso segurar o espectador desde o começo, bem como construir personagens cativantes para que possamos nos manter interessados. Sem ganchos em seu encerramento, O Mistério da Ilha funcionou bem como série de apenas uma temporada, basicamente uma minissérie, sem cair no erro de retornar com uma história que já não tinha mais nada para dizer.

Gravada em Vancouver, no Canadá, a série possui imagens interessantes para o diálogo com o subgênero slasher. Robert McLachlan, diretor de fotografia, movimenta-se e enquadra bem os espaços, delineando a sensação de solidão, pavor e horror em que os personagens estão envolvidos. Conduzidos pela trilha sonora de David Lawrence, os personagens de O Mistério da Ilha se vestem com seus figurinos bem urbanos, confeccionados por Jenni Gullet, figurinista da equipe de Mark S. Freeborn, profissional que assina o design de produção eficiente, grupo ainda formado por Rosie Marie McSherry nos cenários, todos em bom diálogo com o texto, e a direção de arte de Tony Wohlgemuth, também bem organizada em seus adereços e demais pormenores.

O Mistério da Ilha – A Série Completa – (Harper’s Island/EUA, Abril e Novembro de 2009)
Showrunners:Ari Schlossberg
Direção: Sanford Bookstaver, Rick Bota, Steve Boyum, Craig R. Baxley
Roteiro: Jeffrey Bell, Ari Schlossberg, Tyler Bensinger, Robert Levine
Elenco: Matt Barr, Christopher Gorham, Elaine Cassidy, Gina Holden, Katie Cassidy, Brandon Jay McLaren, Cassandra Sawtell, Jim Beaver, Adam Campbell
Duração:  45 min (cada episódio – 13 episódios no total)

Você Também pode curtir

10 comentários

Leonardo Pereira 18 de novembro de 2020 - 12:13

Vi no SBT em 2009 e achava sensacional, ficava ansioso por cada episódio. Fui rever mês passado e achei apenas ok.

Responder
Rafael Souza Dutra 11 de maio de 2020 - 23:57

A série é fraquinha, começo e o meio são bem interessantes, uma pena cagarem nos últimos episódios, a “inteligencia” dos personagens some o que faz o programa virar uma serie cheia de adolescentes, o assasino… o cara que até então era apenas psicopata vira quase um monstro, agil ninguém consegue acertar um golpe nele, forte onde ele tem mais força do que um homem com mesma massa corporal que a dele.

Responder
Isaac 20 de fevereiro de 2020 - 15:17

Olá Leonardo.
Eu particularmente adoro essa série.
Lembro que tbm vi no Sbt e depois adiquiri em um raro estojo dvd.
Eu e meus amigos na época haviamos feito um bolão para saber quem era o assassino. Apesar de entender os pontos fracos, ainda sinto que é uma das melhores séries de mistério que conheço.
Claro que o fator nostalgia ajuda bastante.
Abs.

Responder
Gustavo Rodrigues 25 de outubro de 2019 - 22:34

Gosto demais dessa série, feijão com arroz muito bem feito e personagens carismáticos

Responder
leodeletras 18 de novembro de 2019 - 15:35

Bemmmmm feijão com arroz mesmo!

Responder
Bruno 22 de outubro de 2019 - 16:20

Lembro de ter assistido essa série no SBT há muito tempo e na época eu não tinha muito acesso a séries desse gênero e achei tudo sensacional. Não lembro exatamente de todo o enredo, mas acho que se eu assistisse hoje eu não acharia tudo aquilo que significou pra mim

Responder
Sóstenes - Toty 22 de outubro de 2019 - 21:13

Pode crê, tbm vi no SBT, até hoje me lembro de algumas cenas, me marcou por incrível que pareça essa série. Um dia eu revejo.

Responder
leodeletras 18 de novembro de 2019 - 15:35

Assistir recentemente e confesso que o material é desperdiçado @Brunoooooo:disqus

Responder
leodeletras 18 de novembro de 2019 - 15:35

Já assistiu Dead of Summer, @sostenestoty:disqus ? Segue a mesma linha

Responder
Sóstenes - Toty 21 de novembro de 2019 - 21:33

Ainda não, vou procurar. Obrigado pela dica.

Responder

Escreva um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais