Home FilmesCríticasCatálogos Crítica | O Terror da Premonição

Crítica | O Terror da Premonição

por Leonardo Campos
121 views (a partir de agosto de 2020)

A morte é o maior mistério de nossas vidas. Não podemos traçar uma previsão de seu acontecimento, apenas uma ideia geral quando estamos bem próximos, numa situação de perigo, ou quando uma doença se estabelece e a cura é descartada. Fora isso, as dívidas ficam no ar. Os filmes da franquia Premonição flertaram com a temática e fizeram bastante sucesso, numa aposta narrativa que também foi abordada em O Terror da Premonição, lançado em 2004, dirigido por Norio Tsuruta, cineasta japonês que assumiu o próprio roteiro, escrito em parceria com Noboru Takagi, ambos inspirados num mangá de Jiro Tsunoda.

Na trama, acompanhamos o drama de Hideki (Hiroshi Mikami), homem que segue em viagem com a esposa e a filha num carro onde não deseja ser incomodado. Ele demonstra imersão total com a sua pesquisa e sequer busca o básico da comunicação com a família. Ayaka (Noriko Sakai) e Nana (Hana Tnoui) contam piadas, realizam algumas brincadeiras, tudo sempre repreendido pelo homem sisudo que deseja silêncio e tranquilidade. A cumplicidade entre mãe e filha é o contraste da incomunicabilidade do pai. Num dado momento, ele pede que a esposa pare o carro na estrada, tendo em vista fazer uma ligação que considera necessária.

Logo, a esposa consegue encontrar um local de parada, mesmo contrária, pois considera que ela trabalha na mesma instituição que ele e nem por isso desenvolve seu trabalho com tanta obsessão, como se houvesse apenas isso na vida. Durante a pausa na cabine telefônica, Hideki mantém contato com um velho jornal que descreve certa morte num acidente de carro. O fatídico acontecimento, por sinal, envolve o carro em que viajam. Não demora para a realidade se estabelecer diante de seus olhos: um caminhão toma de assalto o carro e destrói tudo pela frente. O pai, agora, será um homem com o dom de prever as coisas, auxiliado pela aparição do jornal que lhe faz as previsões. Aterrorizante, não?

Ser informado pelo além cotidianamente sobre a morte a tragédia alheia torna-se um grande problema em sua vida. É quando o personagem precisa mergulhar profundamente em busca da resolução necessária diante destas assombrações. Essa será a sua saga durante os 95 minutos da história. Depois da situação dolorosa, o casal se divorcia e cada um segue o seu rumo. A filha foi a vítima da tragédia e ambos não conseguem lidar com a situação. Angustiado, de certa forma, sentindo-se culpado pelo acontecimento, pois foi o responsável pela parada, Hideki busca um médium, Satoko Mikoshiba (Kazuko Yoshiyuk), para resolver a situação temporal e voltar para mudar o que estava marcado no acidente.

Como é de praxe no cinema de terror oriental, muitas cenas não nos permite uma interpretação reta das coisas, com excesso de subjetividade que para os ocidentais, pode ser considerado nonsense. Ao tratar de temas como o luto e a insanidade, O Terror da Premonição trafega por vias pouco compreensíveis no que tange às suas propostas reflexivas, mas ainda assim é um filme intrigante, mesmo que beire ao tédio em alguns momentos. Engraçado observar a alegoria proposta na sua perda de si mesmo a cada vez que salva alguém/algo. É muito filosófica essa entrega de si em prol dos outros, num pedaço que é ceifado a cada instante. Dentre as suas previsões, há também os momentos de fraqueza, passagens premonitórias onde o personagem simplesmente não consegue dar conta de seu novo dom e salvar um aluno de ser esfaqueado.

Com efeitos colaterais do acidente, ele ainda consegue salvar uma jovem com quem mantém um relacionamento. A questão é saber se ele sobreviverá para ficar com a moça. Ela é quem o ajuda a seguir pela investigação, acompanhada pela condução sonora de Jenki Kawai, o mestre da composição no cinema de horror oriental, presente em vários filmes do segmento. Relativamente envolvente, o desfecho, como é comum nesta linhagem de produção, aproxima-se do trágico, sem o final exatamente feliz como desejamos. Ao menos, tenta-se salvar a vida da criança, com sucesso. Já é um bom começo para este filme que mescla elementos de Ringu e Uma Chamada Perdida, duas produções que ganharam refilmagens hollywoodianas.

O Terror da Premonição (Yogen) — Japão, 2004
Direção: Norio Tsuruta
Roteiro: Noboru Takagi, Norio Tsuruta
Elenco: Daisuke Ban, Hana Inoue, Hiroshi Mikami, Kazuko Yoshiyuki, Kei Yamamoto, Maki Horikita, Mayumi Ono, Noriko Sakai
Duração: 95 min.

Você Também pode curtir

Escreva um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais