Entenda Melhor | Punho de Ferro – 1ª Temporada: Referências e Easter-Eggs

punho-de-ferro-referencias-easter-eggs-plano-critico

A crítica da 1ª temporada de Punho de Ferro, a quarta série produzida pela Marvel e ABC com exclusividade para a Netflix, pode ser lida aqui. Leia o artigo abaixo apenas se já viu a série ou se não se importa com spoilers, pois há inevitáveis spoilers.

Apesar da série ser perfeitamente apreciável por aqueles que nunca leram os quadrinhos do Punho de Ferro, clássico herói urbano da Marvel Comics criado por Roy Thomas e Gil Kane, em 1974 para aproveitar a onda dos filmes de artes marciais da década, fato é que aqueles que conhecem a mitologia tiveram, com certeza, uma camada a mais de apreciação. Assim, resolvemos indicar, aos fãs e não fãs dos quadrinhos tudo que conseguimos achar assistindo aos 13 episódios de Punho de Ferro. Se alguém tiver detectado outros aspectos, por favor não deixe de indicar nos comentários! Afinal, isso aqui é, definitivamente, um trabalho em progresso, pois a série não foi econômica nessas referências. Além disso, queremos enriquecer ao máximo esse artigo, destrinchando cada detalhes do Universo Marvel em quadrinhos e no cinema referenciado na série. Portanto, ajude-nos por favor!

Leiam, também, os seguintes artigos:

Os quadrinhos do Punho de Ferro que criticamos

Todo o Universo Cinematográfico Marvel

As séries Marvel-Netflix

Nossos “Entenda Melhor” de Easter-Eggs e Referências

Vamos lá?

I. Personagens (que aparecem):

1.  Danny Rand/Punho de Ferro

entenda-punhodeferro-1

Daniel “Danny” Thomas Rand, conhecido como Punho de Ferro, é vivido por Finn Jones na primeira vez em que o herói aparece em uma obra audiovisual live-action. O personagem foi criado por Roy Thomas e Len Wein e publicado pela primeira vez na Marvel Premiere #15, de maio de 1974, com uma história de origem das mais complexas e detalhadas da Marvel naquela época. Sua permanência na publicação durou até a edição #25, quando, ato contínuo, ganhou sua primeira publicação solo propriamente dita, que durou por 15 números, de novembro de 1975 a setembro de 1977, tendo uma subtrama encerrada na Marvel Team-Up #63 e #64, de novembro e dezembro de 1977. Depois disso, com o fim da moda de filmes de artes marciais e também do sub-gênero blaxploitation, Punho de Ferro passou a fazer dupla com Luke Cage, na longeva publicação mensal Luke Cage e Punho de Ferro (Power Man and Iron Fist), que durou até a edição #125, de setembro de 1986 e que marcou época na Marvel Comics.

Os anos seguintes foram magros para o herói, que deixou de ter uma casa própria, passando, então, a figurar como coadjuvante em publicações alheias e em publicações do tipo antologia, até voltar a ter uma minissérie própria em 1996 e outra em 1998, nenhuma das duas conseguindo levantar o interesse pelo personagem. Punho de Ferro, então, passou a fazer parte e a liderar um grupo misto de diversos heróis “menores” da Marvel na publicação Heróis de Aluguel (Heroes for Hire), que durou apenas 19 edições entre julho de 1997 e janeiro de 1999. Depois, ele ganhou mais duas minisséries, uma no ano 2000 e outra em 2004, nenhuma das duas sendo bem recebidas.

Finalmente, em novembro de 2006, Punho de Ferro passou por uma espécie de renascimento pelas hábeis mãos de Ed Brubaker, Matt Fraction e David Aja, na segunda publicação mensal solo do herói: O Imortal Punho de Ferro. A colaboração dos três artistas só durou por 16 edições, mas a série toda teve 27 números, durando até agosto de 2009. Depois, entre abril de 2014 e maio de 2015, o herói ganhou mais uma publicação mensal solo – Punho de Ferro: A Arma Viva – que, porém durou somente por 12 edições, sendo cancelada com a chegada de Guerras Secretas. Hoje, o herói divide os holofotes mais uma vez com Luke Cage, na nova publicação Luke Cage e Punho de Ferro, iniciada em abril de 2016 e ainda em andamento na data de publicação do presente artigo.

A origem do Punho de Ferro será abordada em item próprio, mas o herói, que perdeu os pais ao nove anos (nos quadrinhos) em uma expedição no himalaia para achar a cidade mística de K’un Lun, foi criado e treinado em artes marciais pelo habitantes da referida cidade e transformou-se em uma Arma Imortal depois de ganhar um torneio e ter o direito de lutar contra Shou Lao, um dragão mítico, ganhando o chamado “punho de ferro”, inicialmente a capacidade de concentrar seu chi (sua essência) em seu punho direito e, com isso, ser capaz de golpear com super-força. Ao longo de sua mitologia, seus poderes de concentrar o chi foram expandidos, permitindo que ele se cure de feridas, cure os outros, além de, por exemplo, usar o punho para hipnose ou transferir o chi para objetos inanimados como balas e flechas. No lado “civil” nos quadrinhos, ele é um bilionário com controle acionário da empresa Rand-Meachum, em Nova York.

Todos esses aspectos são, de uma forma ou de outra, abordados e usados na série de TV, ainda que seja importante salientar que, muito diferente da série, a função dos “punhos de ferro” nos quadrinhos não é erradicar o Tentáculo (The Hand). Trata-se de invenção exclusiva para a série, de forma a amarrá-la melhor no universo do heróis urbanos criados pela Marvel para o Netflix.

2. Ward Meachum

entenda-punhodeferro-2

Nos quadrinhos, Ward Meachum é tio de Joy Meachum, irmão de Harold Meachum, sócio de Wendell Rand, pai de Danny Rand. Depois que Danny volta para Nova York para se vingar de Harold pelo assassinato de seus pais quando ele tinha 9 anos e um ninja misterioso faz o serviço sujo deixando Joy certa que o Punho de Ferro havia matado seu pai, Ward junta-se a ela para vingar o irmão, inclusive arregimentando os serviços de Davos, o Serpente de Aço.

Na série, Ward é vivido por Tom Pelphrey e ele não é o tio de Joy, mas sim o irmão mais velho dela e, quando criança, um valentão que implicava com Danny Rand.

3. Joy Meachum

entenda-punhodeferro-3

Assim como nos quadrinhos, Joy (Jessica Stroup) é filha de Harold Meachum. Na série, ela não sabe que seu pai está vivo e mostra-se mais constantemente ao lado de Danny Rand. Nos quadrinhos, ela acha que Danny foi o responsável por matar seu pai e jura vingar-se dele. Posteriormente, depois de descobrir a verdade, Joy nunca se torna exatamente amiga de Danny, mas ajuda-o, ainda que relutantemente, em algumas ocasiões. É ela que, nos quadrinhos, mantem-se como presidente da Rand-Meachum Enterprises (na série, apenas Rand Enterprises).

4. Harold Meachum

entenda-punhodeferro-4

Nos quadrinhos, Harold é sócio de Wendell Rand e o acompanha assim como a Heather e Danny Rand em uma expedição ao himalaia, pois Wendell tem obsessão em achar a cidade mística de K’un Lun. Aproveitando-se de um momento crítico, Harold, que se revela apaixonado por Heather, mata Wendell e oferece ficar com a agora viúva Heather e Danny. Ela nega, claro e os dois fogem pela neve, com Heather se sacrificando pelo filho ao se jogar na direção de lobos para que ele chegue à K’un Lun. Quando, 10 anos depois, Danny – já como Punho de Ferro – volta para Nova York, ele deseja mais do que tudo matar Harold, mas acaba não concretizando sua vingança quando descobre que o assassino de seus pais perdera as pernas ao frio tentando voltar à civilização e passou esses anos todos paranoico com a possível volta de Danny. Mas Harold, de toda forma, morre pelas mãos de um ninja misterioso, o que leva Joy a achar que foi Danny, jurando vingança contra ele no processo.

Na série, Harold é substancialmente diferente dos quadrinhos. Ainda que ele acabe se revelando como o assassino dos pais de Danny, as circunstâncias são outras e ele, para todos os efeitos, morrera e fora ressuscitado pelo Tentáculo, sendo controlado por essa organização criminosa.

5. Colleen Wing

entenda-punhodeferro-6

Colleen Wing é uma tradicional personagem da mitologia do Punho de Ferro nos quadrinhos. Mas, muito diferente do que vemos na série, ela não é membro de uma facção do Tentáculo. Quando ela aparece pela primeira vez na HQ, ela é a filha do Professo Wing, que procura a ajuda do Punho de Ferro para lidar com uma ameaça contra sua vida.

Na medida em em que a personagem vai se desenvolvendo, ela passa, por meio de leves retcons, a primeiro a ganhar habilidades marciais, até o ponto em que ela é uma descendente de uma linhagem de samurai, sendo treinada de acordo com o código bushido e sempre acompanhada de uma katana. É assim que a vemos na série de TV.

Mas Colleen, nos quadrinhos, é, ainda, parceira de Misty Knight na firma de investigação particular Nightwing Restorations.

6. Wendell e Heather Rand

entenda-punhodeferro-8

Assim como nos quadrinhos, os pais de Danny chamam-se Wendell e Heather Rand, com Wendell sendo o sócio majoritário da empresa Rand-Meachum. Ambos foram mortos por Harold Meachum em expedição ao himalaia que deixou Danny órfão e sendo treinado em artes marciais na cidade mística de K’un Lun, não muito diferente do que vemos na série. Mas, nos quadrinhos, Wendell tem um lado mais profundo, já que ele foi pupilo de Orson Randall, o Punho de Ferro da Era de Ouro, descobrindo com ele sobre K’un Lun e por causa dele – apesar dos avisos em contrário – tendo se tornado obsessivo em encontrar a cidade.

7. Madame Gao

entenda-punhodeferro-11

A sinistra senhora chinesa (vivida por Wai Ching Ho)  dá as caras novamente em Punho de Ferro, ganhando boa relevância na narrativa. A personagem é uma das poucas, em todas as séries Marvel/Netflix com esse grau de relevância que foi criada exclusivamente para a televisão, sem ter paralelo imediato nos quadrinhos. Sua primeira aparição se deu na 1ª temporada de Demolidor e ela já havia demonstrado ter algum tipo de relação com K’un Lun ou uma das cidades místicas por usar o símbolo do dragão sem asas (mais sobre isso adiante) nos pacotes de heroína e por ter uma “espécie” de “punho de ferro” que ela usa no próprio Demolidor. Uma das teorias é que ela seria a Crane Mother, regente da cidade de K’un Zi, mas como na série do Punho de Ferro ele treina com a Ordem da Crane Mother, isso não me parece mais provável.

8. Claire Temple

entenda-punhodeferro-13

Claire Temple surgiu, nos quadrinhos, em Luke Cage #2, de agosto de 1972 como uma médica e interesse amoroso do herói. Nas séries Marvel/Netflix ela apareceu em todas elas até agora, desde a 1ª temporada de Demolidor, como uma “enfermeira MacGyver” vivida por Rosario Dawson quase que de forma a funcionar como a Enfermeira Noturna dos quadrinhos, personagem – ou uma trinca de personagens – que surgiu em história própria divorciada dos super-heróis, mas que, depois, foi inserida como enfermeira que cuida dos meta-humanos. Nas séries, Claire Temple funciona como “cola narrativa”, quase que como um ímã de super-heróis.

9. Jeryn Hogarth

entenda-punhodeferro-14

Aparecendo pela primeira vez na 1ª temporada de Jessica Jones, Jeryn Hogarth (Carrie-Ann Moss) é uma super-advogada que, descobrimos em Punho de Ferro, era amiga de Wendell Rand, pai de Danny. Com isso, ela ganha uma história pregressa que bate exatamente com sua história nos quadrinhos. Lá, Jeryn é do sexo masculino e ajuda Danny (assim como na série) a fincar seu pé na empresa de seu pai depois de sua volta de K’un Lun. Sua primeira aparição foi em Punho de Ferro #6, de agosto de 1976.

10. Lei Kung, o Trovejante

entenda-punhodeferro-15

Lei Kung, o Trovejante, nos quadrinhos, é o mestre em artes marciais de K’un Lun responsável pelo treinamento de todos os jovens que almejam ser o Punho de Ferro. Ele é pai de Davos. Na série, ele é vivido por Hoon Lee e, apesar de usar um figurino completamente diferente dos quadrinhos (por razões óbvias, já que as séries tentam caminhar para o lado do realismo e colocar um treinador mascarado não faria sentido), ele parece ser exatamente igual ao espírito dos quadrinhos. Vale notar o uso em destaque do símbolo do Trovejante no broche no roupão dele na série, assim como no destaque central do uniforme do personagem nos quadrinhos.

11. Davos, o Serpente de Aço

entenda-punhodeferro-16

Davos, nos quadrinhos, é o filho de Lei Kung e único verdadeiro amigo de Wendell Rand (pai de Danny) em K’un Lun. No entanto, Davos se considerava no direito de se tornar o Punho de Ferro e não se conforma quando perde o torneio para Wendell. Ele, mesmo assim, parte para enfrentar o dragão Shou Lao, obviamente perdendo a luta, mas ganhando uma cicatriz no rosto e uma marca no peito de um dragão sem asas. Ato contínuo, ele passa a odiar Wendell – e depois, por tabela, Danny – e abandona K’un Lun, tornando-se o Serpente de Aço, arqui-inimigo do Punho de Ferro.

Na série, Davos é amigo de Danny e, mesmo depois de Danny abandonar K’un Lun, ele continua seu amigo, mas, mais para o final da temporada, fica evidente sua inveja de Danny e seu desejo latente de tornar-se o Punho de Ferro, o que deve prenunciar sua volta em temporada posterior já como inimigo mortal de Danny. Além disso, estranhamente, ele aparece, pela primeira vez, fazendo shurikens a partir de papel alumínio. Ele transformou o papel alumínio em aço? É isso mesmo ou tivemos alucinações? Por que se for isso, ele não usa esse poder em mais nenhum momento da temporada… Coisa mais estranha… E não, ele não faz isso nos quadrinhos…

Ah, mais uma coisa: lembram-se do símbolo que Madame Gao usa nos pacotinhos de sua super-heroína? Olha ele aí no peito de Davos. Mas nos parece que na série não será assim e Davos nem deve ter esse símbolo.

12. Bakuto

entenda-punhodeferro-17

Bakuto surgiu brevemente nos quadrinhos a partir de Demolidor #505, de abril de 2010, como o líder de uma divisão do Tentáculo sediada na América do Sul. Na série, ele é vivido por Ramon Rodriguez, líder de uma facção do Tentáculo rival à de Madame Gao. Ele se faz passar de sensei, mas, na verdade, recruta jovens para sua causa, plantando-os em cargos estratégicos pela cidade. Ele deseja controlar Danny e o poder do “punho de ferro” para fins não exatamente explicados em detalhe na temporada. Nosso leitor Alain Oliveira chamou atenção para algo interessante: vemos Bakuto tentando transferir o dinheiro da Rand Enteprises para a América do Sul, ou seja, é um elemento que ratifica a origem de sua divisão do Tentáculo conforme os quadrinhos.

13. Zhou Cheng / Ch’i-Lin

entenda-punhodeferro-18

Um dos lutadores de Madame Gao que mais dá trabalho a Danny Rand é um improvável mendigo bêbado de rosto marcado que fica na porta da fábrica de heroína dela na China. Vivido por Lewis Tan, ele se apresenta como “Zhou Cheng, discípulo de meu mestre Ch’i-Lin”. Nos quadrinhos, Ch’i-Lin é, na verdade, um monstro místico que mata os Punhos de Ferro em seu 33º aniversário, tendo falhado apenas duas vezes, uma com Orson Randall, o Punho de Ferro da Era de Ouro (chegaremos lá, calma) e outra, claro, com Danny Rand. Zhou Cheng nada mais é do que seu hospedeiro ou a forma como ele se manifesta fisicamente. Sua primeira aparição foi em O Imortal Punho de Ferro #17, de setembro de 2008.

14. Armas Imortais

entenda-punhodeferro-24

Aqui é necessária uma explicação um pouco mais detalhada para os não-iniciados. Como fica claro na série – e é assim nos quadrinhos também a partir do sensacional retcon de 2006 de Ed Brubaker e Matt Fraction – o Punho de Ferro é uma das chamadas Armas Imortais, especificamente a Arma Imortal da Cidade Sagrada de K’un Lun. Mas há seis outras cidades sagradas, cada uma com sua Arma Imortal e cada uma delas bem diferente da outra.

Esse conceito foi “emprestado” na série durante o duelo de Danny Rand contra os campões da facção de Madame Gao do Tentáculo. Vemos dois homens (irmãos?) falastrões russos especialistas em facas, um soturno japonês com um arsenal de objetos cortantes e uma mulher coreana que é entomologista, especialista em aranhas. Os três primeiros (dois, se considerarmo a dupla inicial como um só, como eles mesmo falam) são versões sem contrapartida direta nos quadrinhos. Mas a entomologista deve ter logo chamado atenção de quem leu O Imortal Punho de Ferro de Brubaker e Fraction: trata-se de uma versão da Arma Imortal chamada Noiva das Noves Aranhas com pitadas da sensualidade de outra Arma Imortal, a Bela Filha do Tigre.

Nos quadrinhos, as Armas Imortais não têm relação alguma com o Tentáculo e acabam fazendo parte de uma “equipe” liderada por Danny Rand. Na série, houve uma clara inspiração nesse conceito, ainda que estranhamente tenham escolhido usar apenas duas Armas Imortais dos quadrinhos como inspiração para uma só delas. Teria sido ainda mais interessante se os outros dois duelos de Danny tivessem sido contra o Cobra Gorda ou até mesmo contra o Irmão Cão.

15. Punho de Ferro de 1948 / Orson Randall

entenda-punhodeferro-20

No mesmo retcon de 2006 de Ed Brubaker e Matt Fraction, os autores introduzem o personagem Orson Randall, o Punho de Ferro imediatamente anterior a Danny Rand, que ainda está vivo ao mesmo tempo que Danny, ainda que décadas em exílio. O personagem, nos quadrinhos é quem, depois de tomar Wendell Rand (pai de Danny) como seu pupilo, despertou a obsessão do jovem por K’un Lun, deflagrando, anos depois, sua morte pelas mãos de Harold e a transformação de Danny no Punho de Ferro. Orson é chamado, para fins de localização temporal, de Punho de Ferro da Era de Ouro, que é a primeira era dos quadrinhos, lá pela década de 30, 40 e 50.

Essa explicação toda é importante para situar o leitor em relação à filmagem de 1948 que Bakuto mostra para Danny Rand. O primeiro elemento de destaque é que é só ali que vemos algo parecido com o uniforme clássico do Punho de Ferro: máscara com um laço solto, abertura no peitoral. Mas, mais importante ainda é reparar que os dois punho do personagem estão acesos. Danny, na série, mal consegue acender um deles. E nos quadrinhos também, pelo menos até conhecer Orson Randall, que, de forma semelhante a Bakuto, ensina Danny a dar outros usos para seu poder, inclusive “acender” os dois punhos.

Isso não quer dizer que a figura misteriosa da filmagem é Orson Randall, mas tudo leva a crer que ela foi pelo menos inspirada nele. Aliás, seria fenomenal se Randall aparecesse na próxima temporada de Punho de Ferro, não?

16. The Hatchet Men

entenda-punhodeferro-12

Os “homens da machadinha” é um grupo da máfia chinesa que enfrenta e depois ajuda Danny Rand na série. Não há correlação com os quadrinhos, a não ser que procuremos a fundo em qualquer canto do Universo Marvel. Essa procura nos levará a Wendell Spector, irmão de Marc Spector (o Cavaleiro da Lua) que tem como apelido de serial killer “Hatchet Man”. Mas não, eu não acho que isso seja uma referência a ele, ainda que o Cavaleiro da Lua seja o personagem perfeito para ser adaptado pela Marvel e Netflix…

17. Darryl

darryl_punho_de_ferro_plano_critico

Darryl, o principal estudante de Colleen Wing que é arregimentado pelo Tentáculo, com Bakuto inclusive dizendo que ele é o “futuro” da organização, já havia aparecido antes nas séries Marvel/Netflix. Ele é um dos jovens presos em Luke Cage, especificamente no episódio 10. Isso ajuda a mostrar o passado de “delinquente” do rapaz. E, pelo seu final em Punho de Ferro, é possível que o vejamos novamente no futuro.

II. Personagens (apenas citados ou que não aparecem fisicamente):

1.  Shou-Lao

entenda-punhodeferro-21

A grande figura ausente fisicamente da série é o dragão Shou-Lao, dragão imortal que é a fonte de poder dos Punhos de Ferro. Cada candidato a ganhar o poder tem que enfrentar o monstro e, se bem-sucedido (o que significa a morte do dragão, que, então ressuscita), ele ganha o poder e a marca de Shou-Lao, uma espécie de tatuagem de um dragão alado que, no caso de Danny, fica no peito, mas que, em outros Punhos de Ferro, podem variar de localização.

Apesar de ele não aparecer na série, ele é mencionado diversas vezes por Danny e Davos, além de sua caverna (como a dos quadrinhos, só que sem o portão), olhos e fumaça aparecerem dando a impressão efetiva de que ele existe fisicamente, ainda que ele possa também ser a representação dos demônios internos do candidato. Se um dia ele aparecerá? Bem, é difícil dizer, pois a quantidade de CGI para ficar bom é considerável, mas a esperança é a última que morre, não?

2. Yu-ti, a Suprema Personalidade de Jade

entenda-punhodeferro-22

Apenas brevemente mencionado, Yu-Ti, na verdade, é um cargo, o de líder de K’un Lun, que se veste com um robe e máscaras verdes (ainda que tenha aparecido uma vez na cor vermelha, o que não faz sentido, considerando seu título). Nos quadrinhos, o Yu-Ti que conhecemos é Nu-An, primeiro indicado como irmão de Wendell Rand e, depois, “retconado” como irmão de criação de Wendell.

3. Frank N. Stein

entenda-punhodeferro-25

Uma divertida, ainda que repetitiva brincadeira, Frank N. Stein – ou Frankenstein – é o nome do identificador de chamadas de Harold Meachum no telefone de Ward. A referência é óbvia e faz todo sentido.

4. Demolidor

entenda-punhodeferro-23

O Demolidor é citado pelo menos duas vezes na série e inferido outras vezes. Uma boa forma de ligar os personagens heroicos urbanos do Netflix e de ratificar sua contemporaneidade.

5. Luke Cage

entenda-punhodeferro-26

O “homem com pele inquebrável” é assim citado na série e, depois, Madame Gao o chama pelo nome quando tenta irritar Claire Temple. Além disso, por diversas vezes Claire dá a entender que Luke está na prisão.

6. Jessica Jones

entenda-punhodeferro-27

Jessica Jones é a única personagem das séries Marveo/Netflix que não ganha uma citação direta. Mas Joy, ao revelar que tem fotos comprometedoras dos membros da diretoria da Ran Enteprises, diz que havia contratado uma detetive particular e, quando Ward pergunta se ela era boa, Joy responde que “ela era boa, quando estava sóbria”. Não tenho dúvidas que foi uma piscadela à heroína.

7. Karen Page

entenda-punhodeferro-28

Primeiro, a repórter do The Bulletin que Ward chama para uma conversinha particular diz, ao telefone para a redação para que segurem a primeira página “da Karen”. Depois, no episódio 1×07, o nome completo finalmente vem: Karen Page. A secretária de Matt Murdock e Foggy Nelson em Demolidor que se torna repórter, faz sua “aparição” em Punho de Ferro também.

8. Lorde Tuan

Mencionado brevemente, Tuan, nos quadrinhos, foi o primeiro Yu-Ti (líder) de K’un Lun. Foi ele quem presidiu a luta entre Wendell Rand (pai de Danny) e Davos pelo direito de enfrentar Shou-Lao, declarando vitória de Wendell quando Davos, incapaz de continuar lutando, recusa-se a desistir formalmente.

9. Hulk

entenda-punhodeferro-29

O analista de imagem contratado por Joy e Ward Meachum menciona uma “incrível coisa verde”, ao dizer que a filmagem de Danny se desculpando pela mãe de uma vítima da fábrica da empresa dele fez mais sucesso do que a pancadaria do Hulk (provavelmente com o Abominável). Uma piscadela simpática ao Gigante Esmeralda que está perdido em algum lugar em Asgard ou sei-lá-aonde no momento, aguardando o Ragnarok…

10 – Os Defensores

defensores_netflix_plano_critico

Claro que Danny Rand é o quarto e último Defensor da vindoura série do Netflix, mas Claire, ao final da temporada de Punho de Ferro, diz a Danny e Colleen que eles precisam de terapia. Será uma piscadela ao nome de trabalho da série usada nas filmagens, Terapia de Grupo? Nosso leitor AugustoCG acha que sim e nós concordamos!

III. Locais, eventos, grupos e empresas

1. Rand Enterprises

entenda-punhodeferro-30

Nenhum mistério aqui. Exatamente como nos quadrinhos, Danny Rand tem o controle acionário da empresa de seu pai em sociedade com Harold Meachum. A diferença é que, nos quadrinhos, o nome da empresa oscila entre Rand-Meachum, Meachum e Rand Enteprises ao longo dos anos.

2. K’un Lun

entenda-punhodeferro-31

K’un Lun, inicialmente, era abordada na mitologia do Punho de Ferro como a única cidade mística desse naipe. No retcon de 2006, absorvido em grande parte pela série de TV, ela passa a ser uma das Sete Cidades Celestiais, cada uma com sua própria Arma Imortal e que, a cada 88 anos, se juntam em uma dimensão única para um torneio que determina a ordem de “rotação” delas em relação à Terra.

Outro aspecto importante é que, nos quadrinhos K’un Lun aparece na Terra apenas durante um dia a cada 10 anos e, na série, fica claro que é durante alguns dias – talvez semanas – a cada 15 anos. Uma pequena diferença para facilitar, provavelmente, seu uso no futuro e para justificar a idade de Danny Rand. Nos quadrinhos, com base no retcon de 2006, porém, Phineas Randall, pai de Orson Randall, o Punho de Ferro da Era de Ouro, construiu portais de teletransporte entre cada uma das cidades celestiais e a Terra, facilitando o transporte, ainda que isso tenha sido mantido em segredo por décadas. Esse pode ser um elemento a ser explorado em temporadas futuras.

3. Roxxon

entenda-punhodeferro-32

A “velha e boa” Roxxon é mais uma vez citada em uma série da Netflix. Trata-se de corporação normalmente vilanesca do universo Marvel nos quadrinhos.

4. Chikara dojo

entenda-punhodeferro-33

O dojo de Colleen Wing não tem paralelo nos quadrinhos. Mas esse nome nos fez coçar a cabeça e acabamos descobrindo que “Chikara” é uma promoção de luta livre indie que tem, às vezes, temática relacionada com super-heróis. Não achamos que foi coincidência.

5. O Incidente

entenda-punhodeferro-34

Mais uma vez, como de costume, os eventos finais de Os Vingadores é mencionado em uma série Marvel/Netflix eufemisticamente apenas como “O Incidente”.

6. Dogs of hell

entenda-punhodeferro-35

A gangue de motoqueiros que aparece em Agents of S.H.I.E.L.D. e é massacrada pelo Justiceiro na 2ª temporada de Demolidor é mencionada na série muito rapidamente.

7. Ordem da Crane Mother

entenda-punhodeferro-36

A Crane Mother é a líder de uma das Cidades Celestiais – K’un Zi – e que revive Davos nos quadrinhos para ser seu campeão no duelo entre as Armas Imortais. No entanto, na série, a personagem é mencionada no contexto da ordem dos monges de K’un Lun.

8. Filhas do Dragão

entenda-punhodeferro-43

Quando Colleen anuncia seu “nome de lutadora” no ringue, ela se chama “Filha do Dragão”, uma clara menção às Filhas do Dragão – Daughters of the Dragon – nome usado para identificar a dupla formada por ela e por Misty Knight nos quadrinhos e que foi dado de forma sarcástica por Davos durante uma luta.

IV. Outros

1. Títulos dos episódios

entenda-punhodeferro-38

Uma das características mais marcantes – e irritantes – dos quadrinhos do Punho de Ferro é o uso constante dos nomes dos golpes e movimentos de artes marciais. Com exceção de um – o “soco do leopardo” – os demais golpes e movimentos ficam só nos títulos mesmo. Ainda bem!

2. A Origem do Punho de Ferro

entenda-punhodeferro-39

De todos os heróis da séries Marvel/Netflix, o Punho de Ferro é que tem a origem que mais difere dos quadrinhos.

Está mais ou menos nos quadrinhos:

  • Os pais morrem assassinados por Harold Meachum;
  • Danny é achado por monges guerreiros de K’un Lun e toma o Punho de Ferro depois de sagrar-se vencedor em um torneio e sair vitorioso em um embate com um dragão, que o deixa com a marca do “punho de ferro” no peito;
  • Ele volta para Nova York depois de vários anos (15 na série, 10 nos quadrinhos) para vingar-se pela morte dos pais (isso fica diretamente claro nos quadrinhos e demora a aparecer na série);
  • Joy Meachum junta-se com Ward (na série, seu irmão, nos quadrinhos, seu pai) para impedir que Danny assuma o controle da empresa;
  • Joy se junta com Davos para se vingar de Danny (algo imediato nos quadrinhos e que, na série, demora até o último segundo para acontecer, já armando a 2ª temporada);
  • Os poderes dos “Punhos de Ferro” vão além do, bem…, “punho de ferro”.

Não está nos quadrinhos:

  • Os “Punhos de Ferro” não são inimigos jurados do Tentáculo. Sua função é ser o campeão de K’un Lun;
  • Os pais de Danny não morrem em um acidente de avião provocado por Harold Meachum, mas sim durante uma expedição no himalaia procurando K’un Lun e Harold mata diretamente Wendell e indiretamente Heather Rand por estar apaixonado por Heather;
  • Harold volta para Nova York sem as pernas e vive 10 anos recluso (mas vivo para todos), temendo a volta de Danny Rand para vingar-se dele;
  • Danny, quando volta para Nova York, acaba não assassinando Harold quando o vê sem as duas pernas. Mas Harold morre mesmo assim pelas mãos de um ninja misterioso e Joy acha que foi Danny, jurando vingar-se;
  • Davos fora amigo de Wendell Rand e não de Danny;
  • Davos é o Serpente de Aço, inimigo mortal desde o começo do Punho de Ferro;
  • Colleen nunca se torna namorada de Danny.

3. Expansão para a China

entenda-punhodeferro-40

Quando Danny chega em Nova York, a Rand Enterprises está em meio a uma expansão para a China. Essa linha narrativa é usada como ponto de partida para a série em quadrinhos O Imortal Punho de Ferro, em que Danny se recusa a vender tecnologia para uma organização chinesa que, ato contínuo, revela-se como uma fachada para a Hidra e tenta comprar o controle acionário da empresa de Danny.

4. A cada 15 anos

entenda-punhodeferro-41

K’un Lun aparece na Terra por algum tempo a cada 15 anos (mais ou menos) de acordo com o Danny Rand da série. Nos quadrinhos, a coisa é mais rigorosa: a cidade aparece por um dia apenas a cada 10 anos. Não chegou lá a tempo, tem que esperar mais 10 anos (a não ser que você conheça a máquina de teletransporte que existe…).

5. Harold é a Elektra amanhã

entenda-punhodeferro-44

Harold Meachum é a primeira prova que o Tentáculo sabe reviver gente morta sem transformá-las em ninjas dementes. Nos quadrinhos, a organização criminosa milenar é mesmo capaz de ressuscitar pessoas e a mais famosa e importante delas é Elektra Natchios. Como ela morreu ao final da 2ª temporada de Demolidor e teve seu corpo levado pelo Tentáculo, é certeza absoluta que a moça voltará em breve à vida. Resta saber se ela se tornará o monstro assassino que Harold se tornou ou se será mais boazinha.

6. Estrangeiro em K’un Lun

entenda-punhodeferro-45

Na série, Danny Rand é o primeiro não “kunlunzense” a tornar-se o Punho de Ferro, algo dito com inveja por Davos. Nos quadrinhos, isso era verdade até o retcon de Ed Brubaker e Matt Fraction, que criou Orson Randall, também ocidental, ainda que tenha tecnicamente nascido por lá.

7. O símbolo de Davos

entenda-punhodeferro-46

O dragão sem asas é a marca da desonra de Davos, o Serpete de Aço, nos quadrinhos, já que ele, sem direito, enfrentou Shou Lao e perdeu. Não parece ser o caso na série, mas é possível que Davos ainda tenha esse símbolo caso Madame Gao use o ex-amigo de Danny como sua própria Arma Imortal, dando-lhe poderes, algo que a Crane Mother já fez nos quadrinhos.

8. Símbolo do Punho de Ferro

entenda-punhodeferro-47

Não é uma tatuagem! Trata-se da marca de Shou Lao em seu peito, já que Danny, para derrotar a criatura, a abraçou até matá-la, saindo vitorioso.

9. Duelo com o Tentáculo

entenda-punhodeferro-48

Em vários momentos da série, há discretos paralelos com o lutador supremo de artes marciais aqui da Terra: Bruce Lee. E o mais bacana deles é o chamamento de Danny para um duelo como acontece em Operação Dragão. Aliás, com punho de ferro ou não, Danny apanharia fácil de Bruce…

10. Rendição

entenda-punhodeferro-50

Na luta entre Danny e Davos, depois de bater bastante em seu amigo, Danny pergunta se ele se rende – ou desiste -, o que não acontece. Essa cena é uma repetição quase exata da luta entre Wendell (pai de Danny) e Davos em K’un Lun e que leva os dois a ficarem inimigos.

11. Sweet Christmas!

entenda-punhodeferro-51

Por duas vezes Claire diz a exclamação características de Luke Cage nos quadrinhos e na série: Sweet Christmas!

12. O “punho de ferro” suga o chi de Danny

entenda-punhodeferro-53

Uma outra características muito familiar do Punho de Ferro nos quadrinhos é que ele não consegue – ou conseguia – usar seu poder repetidas vezes, pois ele ficava enfraquecido como o Ultraman e tinha que “recarregar”. Isso é dito com todas as letras na série, a ponto de Bakuto ter que ensinar a Danny como fazer isso.

13. Carta de Luke

entenda-punhodeferro-56

Repararam que Claire recebe uma carta de Luke Cage diretamente da prisão? Uma boa piscadela à relação dos dois pós-fim da 1ª temporada da série do grandalhão com pele à prova de bala.

14. Poder de cura

entenda-punhodeferro-59

A primeira vez que o Punho de Ferro usa seu chi concentrado para curar, ele o faz para salvar Colleen do envenenamento. Não foi coincidência aqui, pois, nos quadrinhos, a primeira vez que vemos Danny fazer isso é justamente com ela, o que acaba criando uma conexão entre os dois, inclusive aumentando significativamente os conhecimentos de artes marciais da personagem. Essa conexão não existe tecnicamente falando na série, mas o relacionamento dos dois compensa esse aspecto.

15. Iron Fist sem poderes

entenda-punhodeferro-62

Outro elemento clássico usado repetidas vezes nos quadrinhos é Danny perder o poder do “punho de ferro”. Isso já aconteceu incontáveis vezes e era óbvio que aconteceria na série.

16. Meu Amigo o Dragão

entenda-punhodeferro-63

Quando Danny finalmente diz que teve que lutar contra um dragão para conseguir seus poderes, Colleen pergunta se é um dragão como em Meu Amigo, o Dragão, fazendo referência ao filme da Disney de 1977 (desculpe, galera, mas ela está falando de um clássico, não de um remake em CGI, ok?).

17. Padrão de cores

entenda-punhodeferro-65

O espalhafatoso, mas clássico uniforme do Punho de Ferro não dá as caras na temporada. O mais próximo que vemos é quando Bakuto mostra o vídeo de 1948 a Danny (vide I.15 acima). No entanto, isso não quer dizer que as cores verde e amarelo, juntas, não sejam usadas.

Elas aparecem de forma mais proeminente nos roupões usados pelos monges de K’un Lun nos flashbacks de Danny. Mas elas estão também discretamente naquele potinho de gesso feito por Danny, qundo criança, para Joy.

18. Roupa branca de Colleen

entenda-punhodeferro-66

Colleen Wing tem um semi-uniforme nos quadrinhos todo branco que ao mesmo tempo é original e pouco prático (pois suja) e lembra a clássica roupa amarela de Bruce Lee. E, na série, vemos a personagem usando um casaco branco que claramente faz referência ao seu uniforme.

19. Camiseta de Luke ou de Matt?

entenda-punhodeferro-64

Claire dá uma camiseta com um furo de bala para Danny. Reação imediata: é de Luke Cage, claro! Mas, aí veio a reação atrasada: como assim é de Luke Cage se o cara é duas vezes o tamanho de Danny (no mínimo) e a camiseta ficou certinha no corpo daquele filé de borboleta? Aí veio a realização: ah, então é uma camiseta de Matt Murdock. E, em seguida, o horror: o que raios uma camiseta de Matt estaria ainda fazendo no armário de Claire? Safadinha a moça, hein?

Portanto, para mantermos a honra e dignidade da moça, a camiseta é do Luke Cage! Está decidido!

20. Stan Lee

entenda-punhodeferro-67

E, no último episódio, vem a necessária e indefectível ponta de Stan Lee na mesma linha das anteriores das séries Marvel/Netflix: um pôster de propaganda da política de Nova York. Excelsior!

21. Joy e Davos juntos

entenda-punhodeferro-68

Outro elemento clássico dos quadrinhos vem no epílogo do último episódio: Joy e Davos se unem contra Danny Rand. Hummm, será interessante isso, hein? Especialmente com a senhorinha Gao escutando tudo…

22. O Imortal Punho de Ferro

entenda-punhodeferro-69

Danny se auto-denomina “o imortal Punho de Ferro” em referência ao título da publicação em quadrinhos definidora do personagem, publicada a partir de 2006. Mas é importante salientar aos desavisados que isso não significa que ele é imortal, mas que a figura do “Punho de Ferro” é, já que um novo sempre substitui o anterior.

23. Mestre do Picadeiro

entenda-punhodeferro-70

No ringue onde Colleen vai lutar, o apresentador é chamado de Ringmaster que, nos quadrinhos, é um dos vilões mais ridículos da Marvel: o Mestre do Picadeiro. Claro que não é o caso exatamente aqui, mas o nome não é coincidência!

24. Adesivos kirbyanos

entenda-punhodeferro-71

Piscou, perdeu, mas aqueles adesivos que o Danny, feliz como pinto no lixo, acha embaixo da escrivaninha de seu pai, são de monstros criados por Jack Kirby, a lenda dos quadrinhos. Bacana, hein?

25. O 13º andar

Lembram quando a Madame Gao usa seu cartão para ir até o 13º andar do prédio da Rand Enterprises, que só ela e alguns poucos têm acesso, sendo ali o quartel-general operacional da facção dela do Tentáculo? Pois, nos quadrinhos, Danny Rand também tem um 13º andar misterioso na Rand Tower onde, dentre outras coisas, ele tem uma enorme biblioteca mística e onde ele acomoda seus colegas Armas Imortais em O Imortal Punho de Ferro #16.

26. Game of Iron Thrones

lannisters

Nossa leitora fiel Kate Bishop nos mandou mais um easter-egg, ao mesmo tempo nos chamando, nas entrelinhas, de tapados, energúmenos e ignorantes por não termos citado isso originalmente (mas nós a perdoamos, pois gostamos muito dela). Trata-se do momento em que Ward diz “The Meachums sends their regards.”, claramente fazendo referência a Game of Thrones e seu Casamento Vermelho.

XXXXXXX ——— XXXXXXX ——— XXXXXXX

E é tudo, pessoal! Encontraram mais referências? Erramos alguma? Queremos saber! Comentem aí embaixo!

RITTER FAN & GUILHERME CORAL . . . Primeiro híbrido-crítico do Plano Crítico, Ri&Gui é a junção de duas mentes insanas, perturbadas e ousadas prontas para dominar o mundo. Surgidas diretamente das séries da CW, essas mentes pretendem espalhar, além da dominação, o amor e o nonsense pela Galáxia. Contemplem, ó, mortais, uma nova categoria de crítico!