Especial | Yasujiro Ozu

yasujiro-ozu lista top 10

Yasujiro Ozu nasceu em Tóquio, no dia 12 de dezembro de 1903, e morreu na mesma cidade, no mesmo dia, 60 anos depois. Sua carreira como diretor começou em 1927 e suas primeiras obras tratavam de temas familiares, dificuldades econômicas e comédias estudantis. Em sua fase madura, o diretor focaria exclusivamente em três temas principais: casamento, família e conflito de gerações. É também em sua fase madura que seu estilo característico de filmar se torna amplamente reconhecível.

Entre as principais caraterísticas do diretor podemos destacar: câmera parada e próxima ao chão; violação da regra de 180º; planos de ambientes sem personagens; sequências de pessoas bebendo ou comendo; planos de trens, uso paisagens (especialmente urbanas) como ponte entre blocos narrativos e planos de fumaça saindo de chaminés.

Muitos dos filmes de seus primeiros anos como diretor hoje estão perdidos. Neste Especial, trazemos as críticas para a filmografia do diretor a que tivemos acesso. Para ler as críticas, basta clicar nos links. Boa leitura e bons filmes a todos!

.

Dias de Juventude

Gakusei Romansu: Wakaki Hi, 1929

days-of-youth-gakusei-romansu-wakaki-hi dias de juventude plano critico yasujiro ozu 2919

Marchar Com Alegria

Hogaraka Ni Ayume, 1930

Fui Reprovado, Mas…

Rakudai Wa Shitakeredo, 1930

A Mulher Daquela Noite

Sono Yo No Tsuma, 1930

este a mulher daquela noite plano critico ozu especial

A Bela e a Barba

Shukujo to Hige, 1931

0Satoko Date, Hiroko Kawasaki The Lady and the Beard (1931) plano crítico a bela e a barba

Coral de Tóquio

Tôkyô no Kôrasu, 1931

CORAL DE TÓQUIO YASUJIRO OZU PLANO CRÍTICO

Meninos de Tóquio

Otona no Miru Ehon – Umarete wa Mita Keredo, 1932

Onde Estão os Sonhos de Juventude?

Seishun no Yume Ima Izuko, 1932

Seishun-no-yume-ima-izuko-aka-Where-Are-the-Dreams-of-Youth-1932-PLANO CRITICO YASUJIRO OZU

Mulher de Tóquio

Tôkyô no Onna, 1933

tokyo-woman mulher de toquio ozu plano critico filme

A Delinquente

Hijôsen no Onna, 1933

Coração Caprichoso

Dekigokoro, 1933

Uma Mãe Tem que Ser Amada

Haha wo Kowazuya, 1934

Haha wo Kowazuya, 1934 uma mãe tem que ser amada ozu

Uma História de Ervas Flutuantes

Ukikusa Monogatari, 1934

plano critico uma história de ervas flutuantes 1934 plano critico OZU

Uma Estalagem em Tóquio

Tôkyô no Yado, 1935

uma estalagem em toquio plano critico yasujiro ozu

Filho Único

Hitori Musuko, 1936

plano critico yasujiro ozu filho único filme

O Que Foi Que a Senhora Esqueceu?

Shukujo Wa Nani o Wasureta Ka, 1937

Shukujo-wa-nani-o-wasureta-ka-AKA-What-Did-The-Lady-Forget-1937-plano critico o que foi que a senhora esqueceu ozu filme

Os Irmãos e Irmãs Toda

Todake no Kyôdai, 1941

the-brothers-and-sisters-of-the-toda-family-plano critico os irmãos e irmãs toda

Era uma Vez um Pai

Chichi Ariki, 1942

Discurso de um Proprietário

Nagaya Shinshiroku, 1947

Uma Galinha no Vento

Kaze no Naka no Mendori, 1948

Pai e Filha

Banshun, 1949

As Irmãs Munekata

Munekata Kyôdai, 1950

Munekata kyôdai plano critico as irmãs munekata plano critico

Também Fomos Felizes

Bakushû, 1951

Também Fomos Felizes (1951) YASUJIRO OZU PLANO CRITICO

O Sabor do Chá Verde Sobre o Arroz

Ochazuke no Aji, 1952

PLANO CRITICO YASUJIRO OZU CHÁ VERDE SOBRE O ARROZ

Era uma Vez em Tóquio

Tôkyô Monogatari, 1953

Era-Uma-Vez-em-Tóquio-plano critico filme yasujiro ozu

Começo de Primavera

Sôshun, 1956

plano critico yasujiro ozu começo de primavera

Crepúsculo em Tóquio

Tôkyô Boshoku, 1957

plano critico crepúsculo em tóquio

Flor do Equinócio

Higanbana, 1958

Bom Dia

Ohayô, 1959

plano critico bom dia yasujiro ozu filme

Ervas Flutuantes

Ukikusa, 1959

floating-weeds-ervas flutuantes 1959 plano critico ozu

Dia de Outono

Akibiyori, 1960

Fim de Verão

Kohayagawa-ke No Aki, 1961

plano critico fim de verão Kohayagawa-ke no aki

A Rotina Tem Seu Encanto

Sanma no Aji, 1962

LUIZ SANTIAGO (OFCS) . . . . Após recusar o ingresso em Hogwarts e ser portador do Incal, fui abduzido pela Presença. Fugi com a ajuda de Hari Seldon e me escondi primeiro em Twin Peaks, depois em Astro City. Acordei muitas manhãs com Dylan Dog e Druuna, almocei com Tom Strong e tive alguns jantares com Júlia Kendall. Em Edena, assisti aulas de Poirot e Holmes sobre técnicas de investigação. Conheci Constantine e Diana no mesmo período, e nos esbaldamos em Asgard. Trabalhei com o Dr. Manhattan e vi, no futuro, os horrores de Cthulhu. Hoje, costumo andar disfarçado de Mestre Jedi e traduzo línguas alienígenas para Torchwood e também para a Liga Extraordinária. Paralelamente, atuo como Sandman e, em anos bissextos, trabalho para a Agência Alfa. Nas horas vagas, espero a Enterprise abordar minha TARDIS, então poderei revelar a verdade a todos e fazer com que os humanos passem para o Arquivo da Felicidade, numa biblioteca de Westworld.